A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , , » Os provocadores de milagres - Não tentarás ao Senhor teu Deus (Mateus 4,7)

Os provocadores de milagres - Não tentarás ao Senhor teu Deus (Mateus 4,7)

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 3 de agosto de 2013 | 11:09







I Coríntians Capítulo 10:


1 ORA, irmãos não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar. 2 E todos foram baptizados em Moisés, na nuvem e no mar, 3 E todos comeram dum mesmo manjar espiritual, 4 E beberam todos duma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo. 5 Mas Deus não se agradou da maior parte deles, pelo que foram prostrados no deserto. 6 E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. 7 Não vos façais pois idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. 8 E não nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil. 9 E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes. 10 E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. 11 Ora tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso para quem já são chegados os fins dos séculos. 12 Aquele pois que cuida estar em pé, olhe não caia. 13 Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que vos não deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar. 14 Portanto, meus amados, fugi da idolatria. 15 Falo como a entendidos, julgai vós mesmos o que digo. 16 Porventura o cálix de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? 17 Porque nós, sendo muitos, somos um só pão e um só corpo por que todos participamos do mesmo pão. 18 Vede a Israel segundo a carne os que comem os sacrifícios não são porventura participantes do altar? 19 Mas que digo? Que o ídolo é alguma coisa? Ou que o sacrificado ao ídolo é alguma coisa? 20 Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demónios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demónios. 21 Não podeis beber o cálix do Senhor e o cálix dos demónios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demónios. 22 Ou irritaremos o Senhor? Somos nós mais fortes do que ele? 23 Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. 24 Ninguém busque o proveito próprio, antes cada um o que é de outrem. 25 Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência. 26 Porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude. 27 E, se algum dos infiéis vos convidar, e quiserdes ir, comei de tudo o que se puser diante de vós, sem nada perguntar, por causa da consciência. 28 Mas, se alguém vos disser: Isto foi sacrificado aos ídolos, não comais, por causa daquele que vos advertiu e por causa da consciência; porque a terra é do Senhor, e toda a sua plenitude. 29 Digo, porém, a consciência, não a tua, mas a do outro. Pois porque há-de a minha liberdade ser julgada pela consciência de outrem? 30 E, se eu com graça participo, porque sou blasfemado naquilo por que dou graças? 31 Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. 32 Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus. 33 Como também eu em tudo agrado a todos, não buscando o meu próprio proveito, mas o de muitos, para que assim se possam salvar.



NÃO QUEIRA TENTAR COLOCAR DEUS EM SUAS ARMADILHAS OU, ENQUADRA-LO EM SUAS VONTADES:









Eu sei que Deus não pode cair em uma armadilha, ao menos em uma como a da figura acima. Mas, por incrível que pareça, Jesus adverte contra esta prática.Não sou muito de ficar desfilando palavras em grego e hebraico seja em pregações ou textos, exceto os acadêmicos claro; mas um texto em especial me chamou a atenção, e creio que o estudo correto de um termo grego neste texto nos ajudará a compreender melhor a verdade revelada por Deus em sua palavra.


O texto se encontra em Mateus 4,1-11, o conhecidíssimo texto sobre a tentação de Jesus.



Vamos nos deter um pouco no verso 7, onde Jesus dá uma dura no diabo dizendo que ele não deveria tentar a Deus. Pois bem, em português temos o mesmo termo apontando para tentar a Deus e a própria tentação de Jesus, mas, um exame um pouco mais detalhado deste trecho no original, nos permitirá um novo olhar sobre este texto.




O termo comum para tentação em grego é peirazo, que significa uma prova, um teste. Ou seja, Jesus estava passando por um teste. Entretanto, quando Jesus diz para o diabo não tentar a Deus ele não usa o termo peirazo, mas sim a palavra ekpeirazo, que significa não colocar em uma armadilha.




Antes de continuar no estudo deste texto, permita-me, caro leitor, mudar rapidamente de assunto:


Recentemente eu vi a notícia que determinada denominação vendia vendia um lenço milagroso com o suor do pastor, e prometia  enxugar todos os problemas da vida de quem comprasse o tal produto.




Voltando ao embate Jesus versus diabo, vemos que ele pretendia que Jesus aplicasse um grande espetáculo Público. Ou seja, estando em Jerusalém, no principal ponto da cidade, e no lugar mais alto, todos veriam Jesus pulando lá de cima, enquanto os anjos viriam em seu socorro.



Sabemos que este não era o plano de Deus, e Jesus responde ao diabo dizendo que ele não deveria por Deus em uma armadilha, ou seja, obrigar Deus a fazer algo que não estava  nos planos originais, conforme Mateus 12,16-20:






16 “E recomendava-lhes rigorosamente que o não descobrissem,17 Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz:18 Eis aqui o meu servo, que escolhi, O meu amado, em quem a minha alma se compraz; Porei sobre ele o meu espírito, E anunciará aos gentios o juízo.19 Não contenderá, nem clamará, Nem alguém ouvirá pelas ruas a sua voz;20 Não esmagará a cana quebrada, E não apagará o morrão que fumega...”






Portanto, toda vez que alguém diz que determinado objeto, tal como um martelo, lenço, ou toalha, pode resolver seus problemas em nome de Deus, ou marca um dia e horário específico para realizar curas e milagres, está pondo Deus em uma armadilha, pois, pode ser que nos planos originais de Deus, esta cura ou milagre não aconteça. Toda vez que alguém faz isso, e ainda se aproveita deste momento para fazer algum tipo de publicidade em causa própria, se iguala do diabo, pois o termo tentador, usado neste texto de Mateus, significa literalmente aquele que corrompe. Logo podemos dizer que todo aquele que faz este tipo de coisa é um verdadeiro diabo, pois além de colocar Deus numa armadilha, ainda corrompe a fé das pessoas desesperadas por uma solução instantânea dos seus problemas.






Após a fantástica doutrina do “exigir de Deus”, agora chegou “tentar a Deus” ou “provocar a Deus”Parece mentira, mais não é...É verdade!! É pior que um pesadelo!!!O Criador da doutrina: Pr. Abílio Santana (Abílio Santana é um dos cabeças da ADHONEP)












A fábula contada por Pr. Abílio Santana (Ele é mal-educado mesmo, o escrito abaixo é exatamente o que ele falou):





“Uma vez eu estava na minha casa, 4 meses de aluguel atrasado, e tinha uma velha, a dona da casa, ficava sempre regando uma flor em frente a casa, a flor coitada, já estava afogada de tanto ela regar aquela flor, mas na realidade ela não estava ali para isso, mas para me cobrar o aluguel da casa que estava há 4 meses atrasado.Então eu peguei na palavra: Aos provocadores, aos que me tentam, eu atendo, eu realizo o milagre.No almoço daquele dia, aquele bife de pobre, ovo, eu já estava cansado, era ovo todo o dia, então, pedi para minha mulher orar, e ela toda emocionada: "Ó Senhor, muito obrigado por esse alimento, ó, que dádiva, bla, bla, bla,..." E chegando minha vez de orar, eu levantei o prato para cima e disse: "Deus olha só que porcaria que tu me dá para comer! Não escuta a oração que ela disse, e se escutou, não atenda! Olha que desgraça! Vai ali no presídio ali do lado, e olha que comida boa está chegando lá para aqueles marginais! Tem carne boa, e tudo bem quentinho! Agora olha isso daqui! Olha que porcaria! Se tu me der mais uma vez isso daqui para comer, eu não como! Tô de greve, só vou comer quando vier uma comida decente! Se for essa porcaria, não como mais!"Hoje eu moro em um lugar excelente, só de condomínio eu pago R$ 2800, 00. Eu tenho carros, casas, tenho prosperado muito, por que eu ajo assim, e Deus realmente me responde, por que Abraão era um homem de Deus, e também era muito rico.”


O VERDADEIRO ENSINO APOSTÓLICO:



Filipenses 4, 11-13: “Não digo isso por estar passando necessidade. Pois aprendi a me bastar em qualquer situação. Sei viver na penúria e sei viver na abundância. Aprendi a viver em toda e qualquer situação: estando farto ou passando fome, tendo de sobra ou passando falta. Tudo posso naquele que me dá força”.






Jó 1,21-22:”E Jó disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor.Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma.”






Mateus 19,16-20“Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou: Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?” (Mt 19,16) Vemos neste versículo que um jovem toma a iniciativa de perguntar a Jesus sobre um assunto importante: a vida eterna, ou seja, como conquistar a vida eterna? O diálogo continua entre os dois: “Disse-lhe Jesus: ‘(...) Se queres entrar na vida eterna, observa os mandamentos’. ‘Quais?’ perguntou ele. Jesus respondeu: ‘Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho,honra teu pai e tua mãe, amarás teu próximo como a ti mesmo’” (Mt 19,16-19).Jesus responde ao jovem com uma pequena lista de mandamentos, todos relacionados ao próximo: não matar, não cometer adultério, não roubar, não levantar falso testemunho, honrar pai e mãe, enfim, amar o próximo como a si mesmo. Diante desta proposta de Jesus o jovem responde com convicção e, porque não, orgulho: “Disse-lhe o jovem: ‘Tenho observado tudo isto desde a minha infância. Que me falta ainda?’” (Mt 19,20). Podemos dizer que ele era um exemplo de jovem Crente, era, como se diz, o filho que toda mãe gostaria de ter, vivia com fidelidade todos os deveres da sua fé, e isso desde a sua infância.Jesus percebe a sua convicção de ser fiel nos cumprimentos da fé e então Ele faz o chamado:

“Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá-os aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me!” (Mt 19,21)


A falsa doutrina para provocar o milagre:


E continua o Pr. Abílio Santana:  


“Você pode provocar o milagre! E só podemos provocá-los quando tentamos a Deus. Deus é um Deus graaande e não um Deus mixuruca. Está escrito no Velho Testamento “Aqueles que me provocam, eu os atendo!!”.Nós cristãos temos de ter visão de águia, e não visão de canário. Temos de pensar grande, pedir coisas impossíveis.Você precisa provocar, tentar a Deus, somente assim ele vai realmente te atender. Você mora de aluguel? Está desempregado? Isso não é coisa de Deus, isso não e dádiva, isso é uma baita desgraça! Burro de você que agradece a Deus, tendo sua vida assim nessa (Palavrão)Você é na verdade um grande desgraçado!Que o ai de Deus caia sobre mim se eu estiver errado. Esses que me criticam, não tem nenhum conhecimento da Bíblia, e também de exegese bíblica, nem de hermenêutica, mas são todos teólogos idiotas, teólogos meia-tigela, não deixe nenhum estúpido teólogozinho canário estragar a sua visão de águia. Que o ai de Deus caia sobre mim se eu estiver errado!!!!E ele bate na nos peitos, bate nas coxas e grita:“Que o ai de Deus caia sobre mim se eu estiver errado!!!!”




Mal sabe ele que quem age assim, cai na predestinação das escrituras:






“Em verdade vos digo que eles já receberam o seu galardão” – Mt 6,2



A oração milagrosa do Pr. Abílio Santana:

E ele diz:“Baixe sua cabeça agora: Peça agora as coisas mais impossíveis, as coisas mais absurdas, as mais caras, porque Deus pode e vai dar isso tudo pra você agora”





E os protestantes manipulados baixam e cabeça e pedem:




“Deus me dá uma mansão, uma esposa rica, um esposo rico, uma coleção de carros sport, um iate, a minha empresa, um jet-sky, encha minha garagem de camionetes Nissan, quero ganhar na MegaSena, na Loto também, quero nunca mais trabalhar, me dê reservas em ouro e em Euro, quero ser importante e aparecer na TV...”




A Palhaçada:

Após 10 minutos de “orações tentadoras”, param todos de orar, e ele diz:“Eu vou fazer de conta, com a minha mão, que vou jogar a benção, e vou gritar : Receba a benção!! E quando eu fizer assim, vocês ergam a mão e façam de conta que seguraram alguma coisa, por que isso é um ato profético, que dará realmente a benção para vocês. Entenderam ? Vamos lá então...REEECEEEBAAA A BEEENÇÃO!!”


E todos os crentes levantam a mão para cima, como se estivessem segurando alguma coisa, e há um grande alarido na igreja “AAAAAEEEEE AAAAEEE AAAAAEEE”, gritos de vitória, muitos começam a falar línguas estranhas, e alguns começam a dançar, pulando de um pé só com berreiros e choros emocionados.




E ai claro,ele termina pedindo as ofertas(Pagamento da benção):





“Deus te toca no coração, e tu dá mil real!! Isso é bíblico, Deus vai te dar cem vezes mais do que isso que você está ofertando agora, por isso, não vou estabelecer limites de ofertas de mil reais, mas você vai poder ofertar o quanto você quiser”




Analisando toda essa loucura à luz da Palavra de Deus e da Tradição ensinada pelos apóstolos:



1)- A Postura de um Pastor:

Ele é muito mal-educado, e por diversas vezes cita palavrões e palavras de baixo-calão.

Tito 1,7-9:

“Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância;Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.”


1 Timóteo 3,1-3:

“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja.Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar;Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento;”



A respeito da doutrina sobre riquezas próprias:




Porque sabei-o bem: nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento,verdadeiros idólatras, terá herança no Reino de Cristo e de Deus. (Efésios 5,5)

Jeremias 5,28:“Engordam-se, estão nédios, e ultrapassam até os feitos dos malignos; não julgam a causa do órfão; todavia prosperam; nem julgam o direito dos necessitados.”

O inferno e a perdição nunca se fartam, e os olhos do homem nunca se satisfazem.(Provérbios 27,20).


Todo o trabalho do homem é para a sua boca e, contudo, nunca se satisfaz a sua cobiça.(Eclesiastes 6,7).


O justo come e se sacia, mas o ventre dos injustos é insaciável.(Provérbios 13,25)


O que amar o dinheiro nunca se fartará de dinheiro; e quem amar a abundância nunca se fartará de renda; também isso é vaidade.(Eclesiastes 5,10).



Melhor é o pouco com o temor do Senhor do que um grande tesouro onde há inquietação.(Provérbios 15,16).



Muitos pecam por amor ao lucro, e quem busca enriquecer-se agem sem escrúpulos.Como se finca um pau no meio da juntura de duas pedras, assim também se introduzirá o pecado entre a venda e a compra.(Eclesiástico 27,1-2)


Dificilmente um comerciante fica isento de culpa e um negociante fica livre de pecado.(Eclesiástico 26,28)






Não te inquietes à procura de riquezas injustas, de nada te servirão no dia do castigo e da escuridão.(Eclesiástico 5,10)




Quem ama o ouro não se conserva justo, e quem corre atrás do lucro, com ele se perderá.Muitos caíram por causa do ouro, cuja beleza foi a sua perdição.É uma armadilha para os que com ele se entusiasmam, e todo o insensato é apanhado nela.Bem aventurado o rico que foi achado sem mácula, que não correu atrás do ouro, que não colocou sua esperança no dinheiro e nos tesouros!Quem é esse homem para que o felicitemos? Ele fez prodígios durante sua vida.Foi provado pelo ouro e encontrado perfeito, terá uma glória eterna; pôde transgredir a Lei de Deus, e não a transgrediu; pôde fazer o mal, e não o fez.Por isso os seus bens serão fortalecidos no Senhor, e toda a assembléia dos santos louvará suas esmolas.(Eclesiástico 31,5-11)


Há mal que vi debaixo do sol e atrai enfermidades: as riquezas que os seus donos guardam para o seu próprio dano.(Eclesiastes 5,12-13).


Eis o homem que não tomou a Deus por seu protetor, mas que esperou na multidão das suas riquezas, e prevaleceu na sua vaidade.(Salmos 51,9;52,7)



Em morrendo, nada levará consigo, nem sua fortuna descerá com ele aos infernos.(Salmos 48,18;49,17)


Isto é uma desdita inteiramente lamentável; do modo que veio, assim voltará. E que vantagem terá ele por ter trabalhado para o vento?
Todos os seus dias foram consumidos numa sombria dor, entre aflições, abatimentos e irritações.(Eclesiastes 5,15-17) Salomão


Porque qual será a esperança do hipócrita, havendo sido avaro, quando Deus lhe arrancar a sua alma?Porventura ouvirá Deus o seu clamor, quando lhe sobrevier a tribulação?(Jó 27,8-9)


Mais vale o pouco com justiça, do que muitos bens com iniquidade.(Provérbios 16,8)


Eu te peço duas coisas, ó Deus. Não me negues isto antes de eu morrer.Afasta de mim a vaidade e as palavras mentirosas; não me dês nem a pobreza, nem as riquezas; dá-me somente o que for necessário para viver;para que, saciado, eu não te renegue e não diga: "Quem é o Senhor?" Ou que, pobre, eu não roube, e não profane o Nome do Meu Deus.(Provérbios 30,7-9).


Impõe-me por lei, Senhor, o caminho dos teus justos Mandamentos, e buscá-lo-ei sempre.Dá-me inteligência, e estudarei a tua Lei, e a guardarei de todo o meu coração.Faze-me andar na verdade dos teus Mandamentos, porque nela tenho prazer.Inclina o meu coração para os teus preceitos, e não para a avareza.Desvia os meus olhos de contemplarem a vaidade, faze que viva segundo o teu caminho.(Salmos (118;119,33-37)



Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam.Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam, nem roubam.Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração. (Mateus 6,19-34)


Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela.Inútil vos será levantar de madrugada, e atrasar até alta noite vosso descanso, para comer o pão de um duro trabalho, pois Deus o dá aos seus amados até durante o sono.(Salmos (126;127,1-2)


Javé meu coração não é ambicioso, nem meus olhos altaneiros. Não ando atrás de grandezas, nem de maravilhas que me ultrapassam.Não! Eu fiz calar e repousar os meus desejos, como criança desmamada no colo de sua mãe.Israel, põe tua esperança no Senhor, agora e para sempre.(Salmos 130;131) Davi


Amados, não creais em todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
(1João 4v1) João Evangelista




Sejam os vossos costumes sem avareza, contentando-vos com o que tendes, porque ele disse: "Não te deixarei, nem te desampararei."(Hebreus 13,5)


Sejam imitadores de Deus, como filhos queridos.Vivam no amor, assim como Cristo nos amou e se entregou a Deus por nós, como oferta e vítima, como perfume agradável.Mas a prostituição e toda a impureza ou avareza nem ainda se nomeiem entre vós, como convém a santos.(Efésios 5,1-3)


Conheceis a bondade de Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual, sendo rico, se fez pobre por vós, a fim de vos enriquecer pela pobreza.(2Coríntios 8v9) Paulo


O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.(Filipenses 4,19)




A respeito da doutrina de Tentar a Deus:




(Mateus 4,7) “Disse-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor teu Deus.”

(Lucas 4,12 ) “E Jesus, respondendo, disse-lhe: Dito está: Não tentarás ao Senhor teu Deus.”

(Números 21,5-6 ) “E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil. Então o SENHOR mandou entre o povo serpentes ardentes, que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.”

(1 Coríntios 10,9 ) “E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes.”



Características peculiares sobre esta falsa doutrina:





A águia é uma ave americana, e no site do Pr Abílio Santana até esta data, há uma bandeira do Brasil e dos EUA.Ora, não precisa ser muito sábio, mas apenas montando as peças, podemos logo perceber, que essa é uma doutrina americana que foi importada e adaptada para o Brasil.Essa estória de crentes poderosos que provocam milagres, não parece ser a doutrina do Benny Hinn?Com relação à base bíblica, é um verdadeiro mistério. As suas palavras de baixo-calão comprovam que essa base bíblica realmente não existe.

Ele afirma que é um versículo que está no Velho Testamento: "Aos provocadores/tentadores eu atendo/realizo o milagre"




Eu procurei aqui na bíblia ecumênica de estudos usada por Católicos e Protestantes A BÍBLIA DE JERUSALÉM,e todas as variações da raiz “prov” e “tent” “aten”, bem como milagre, e várias outras palavras, já são mais de 50 no total, e até agora nem sinal de qualquer versículo que apoie tal doutrina. Eu não sei qual a versão de bíblia que ele usa.



(Se alguém achar algum versículo, em qualquer bíblia, que afirme que “tentar ou provocar a Deus é benéfico ou positivo” favor me mande-me no quadro de comentários abaixo nesta matéria específica deste blog: BERAKASH).



A real origem da falsa doutrina




(Tiago 1,13 ) “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.”



(Mateus 4,3-5) “E, chegando-se a ele o tentador, disse: Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães.Ele, porém, respondendo, disse: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.Então o diabo o transportou à cidade santa, e colocou-o sobre o pináculo do templo.


Essa atitude de ficar tentando a Deus, sempre foi coisa do diabo, e NUNCA foi atitude de um fiel seguidor de Cristo:



1 Timóteo 6,3-21: “Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade.É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas;Contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais.Mas é grande ganho a piedade com contentamento.Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele.Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes.Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína.Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão.Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas.Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Póncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão,Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo;A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores;Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos;Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis;Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam alcançar a vida eterna.O Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e ás oposições da falsamente chamada ciência,A qual, professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. Amém.”



Conclusão


É o diabo que está fazendo Pr Abílio Santana rico, e Deus está permitindo tudo isso, para que este sirva de tropeço dentro das igrejas, para aqueles que amam o mundo e odeiam a Palavra, se apresentem como realmente são. Uma verdadeira operação do erro. Mas é terrível ver um espírito demoníaco desmedido em um homem que se diz pastor.

Se ainda restou alguma dúvida, com relação a “tentar a Deus”, favor ler salmo 78:

“1 Escutai a minha lei, povo meu; inclinai os vossos ouvidos às palavras da minha boca.

2 Abrirei a minha boca numa parábola; falarei enigmas da antiguidade.

3 Os quais temos ouvido e sabido, e nossos pais no-los têm contado.

4 Não os encobriremos aos seus filhos, mostrando à geração futura os louvores do SENHOR, assim como a sua força e as maravilhas que fez.

5 Porque Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e pós uma lei em Israel, a qual deu aos nossos pais para que a fizessem conhecer a seus filhos;

6 Para que a geração vindoura a soubesse, os filhos que nascessem, os quais se levantassem e a contassem a seus filhos;

7 Para que pusessem em Deus a sua esperança, e se não esquecessem das obras de Deus, mas guardassem os seus mandamentos.

8 E não fossem como seus pais, geração contumaz e rebelde, geração que não regeu o seu coração, e cujo espírito não foi fiel a Deus.”

9 Os filhos de Efraim, armados e trazendo arcos, viraram as costas no dia da peleja.

10 Não guardaram a aliança de Deus, e recusaram andar na sua lei;

11 E esqueceram-se das suas obras e das maravilhas que lhes fizera ver.

12 Maravilhas que Ele fez à vista de seus pais na terra do Egito, no campo de Zoã.

13 Dividiu o mar, e os fez passar por ele; fez com que as águas parassem como num montão.

14 De dia os guiou por uma nuvem, e toda a noite por uma luz de fogo.

15 Fendeu as penhas no deserto; e deu-lhes de beber como de grandes abismos.

16 Fez sair fontes da rocha, e fez correr as águas como rios.

17 E ainda prosseguiram em pecar contra ele, provocando ao Altíssimo no Santuário.

18 E tentaram a Deus nos seus corações, pedindo carne para o seu apetite.

19 E falaram contra Deus, e disseram: Acaso pode Deus preparar-nos uma mesa no deserto?

20 Eis que feriu a penha, e águas correram dela: rebentaram ribeiros em abundancia. Poderá também dar-nos pão, ou preparar carne para o seu povo?

21 Portanto o SENHOR os ouviu, e se indignou; e acendeu um fogo contra Jacó, e furor também subiu contra Israel;

22 Porquanto não creram em Deus, nem confiaram na sua salvação;

23 Ainda que mandara às altas nuvens, e abriu as portas dos céus,

24 E chovera sobre eles o maná para comerem, e lhes dera do trigo do céu.

25 O homem comeu o pão dos anjos; ele lhes mandou comida a fartar.

26 Fez soprar o vento do oriente nos céus, e o trouxe do sul com a sua força.

27 E choveu sobre eles carne como pó, e aves de asas como a areia do mar.

28 E as fez cair no meio do seu arraial, ao redor de suas habitações.

29 Então comeram e se fartaram bem; pois lhes cumpriu o seu desejo.

30 Não refrearam o seu apetite. Ainda lhes estava a comida na boca,

31 Quando a ira de Deus desceu sobre eles, e matou os mais robustos deles, e feriu os escolhidos de Israel.

32 Com tudo isto ainda pecaram, e não deram crédito às suas maravilhas.

33 Por isso consumiu os seus dias na vaidade e os seus anos na angústia.

34 Quando os matava, então o procuravam; e voltavam, e de madrugada buscavam a Deus.

35 E se lembravam de que Deus era a sua rocha, e o Deus Altíssimo o seu Redentor.

36 Todavia lisonjeavam-no com a boca, e com a língua lhe mentiam.

37 Porque o seu coração não era reto para com Ele, nem foram fiéis na sua aliança.

38 Ele, porém, que é misericordioso, perdoou a sua iniqüidade; e não os destruiu, antes muitas vezes desviou deles o seu furor, e não despertou toda a sua ira.

39 Porque se lembrou de que eram de carne, vento que passa e não volta.”

40 Quantas vezes o provocaram no deserto, e o entristeceram na sua santidade.

41 Voltaram atrás, e tentaram a Deus, e limitaram o Santo de Israel.

42 Não se lembraram da sua mão, nem do dia em que os livrou do adversário;

43 Como operou os seus sinais no Egito, e as suas maravilhas no campo de Zoã;

44 E converteu os seus rios em sangue, e as suas correntes, para que não pudessem beber.

45 Enviou entre eles enxames de moscas que os consumiram, e rãs que os destruíram.

46 Deu também ao pulgão a sua novidade, e o seu trabalho aos gafanhotos.

47 Destruiu as suas vinhas com saraiva, e os seus sicômoros com pedrisco.

48 Também entregou o seu gado à saraiva, e os seus rebanhos aos coriscos.

49 Lançou sobre eles o ardor da sua ira, furor, indignação, e angústia, mandando maus anjos contra eles.

50 Preparou caminho à sua ira; não poupou as suas almas da morte, mas entregou à pestilência as suas vidas.

51 E feriu a todo primogênito no Egito, primícias da sua força nas tendas de Cão.

52 Mas fez com que o seu povo saísse como ovelhas, e os guiou pelo deserto como um rebanho.

53 E os guiou com segurança, que não temeram; mas o mar cobriu os seus inimigos.

54 E os trouxe até ao termo do seu santuário, até este monte que a sua destra adquiriu.

55 E expulsou os gentios de diante deles, e lhes dividiu uma herança por linha, e fez habitar em suas tendas as tribos de Israel.

56 Contudo tentaram e provocaram o Deus Altíssimo, e não guardaram os seus testemunhos.

57 Mas retiraram-se para trás, e portaram-se infielmente como seus pais; viraram-se como um arco enganoso.

58 Pois o provocaram à ira com os seus atos, e moveram o seu zelo com as suas imagens de falsos deuses.

59 Deus ouviu isto e se indignou; e aborreceu a Israel sobremodo.

60 Por isso desamparou o tabernáculo em Siló, a tenda que estabeleceu entre os homens.

61 E deu a sua força ao cativeiro, e a sua glória à mão do inimigo.

62 E entregou o seu povo à espada, e se enfureceu contra a sua herança.

63 O fogo consumiu os seus jovens, e as suas moças não foram dadas em casamento.

64 Os seus sacerdotes caíram à espada, e as suas viúvas não fizeram lamentação.

65 Então o Senhor despertou, como quem acaba de dormir, como um valente que se alegra com o vinho.

66 E feriu os seus adversários , e pô-los em perpétuo desprezo.

67 Além disto, recusou o tabernáculo de José, e não elegeu a tribo de Efraim.

68 Antes elegeu a tribo de Judá; o monte Sião, que ele amava.

69 E edificou o seu santuário como altos palácios, como a terra, que fundou para sempre.

70 Também elegeu a Davi seu servo, e o tirou dos apriscos das ovelhas;

71 E o tirou do cuidado das que se acharam prenhes; para apascentar a Jacó, seu povo, e a Israel, sua herança.

72 Assim os apascentou, segundo a integridade do seu coração, e os guiou pela perícia de suas mãos.”





UMA PALAVRA FINAL:





Não devemos tentar a Deus (Ele mesmo sendo Deus não poderia ser tentado a cometer o mal). O Senhor, citando Dt 6.16, nos ordena: “Não tentarás o Senhor, teu Deus”. Não devemos colocar Deus à prova, nem desafiá-lo ou provocá-lo.



Como tentamos a Deus?





1. Há o modo que é ordenado por Ele (Ml 3,10), porém como exceções e não como regras ordinárias, ou seja, sempre.

Após ordenar aos israelitas que trouxessem o dízimo, o Senhor ordena:

“provai-me nisto...”. Quando Deus tem uma aliança com alguém, Ele garante cumprir a Sua parte neste pacto se a outra parte cumpre o seu papel.


Muitos mandamentos divinos são atrelados a promessas. Quando cumprimos a nossa parte neles, podemos esperar que Deus cumpra a Sua (Ef 6.2). Deus não nos condena a esperar e até lembrá-lo de Suas promessas, pois Ele mesmo é o maior interessado em cumpri-las. Ele disse ao profeta Jeremias: “Eu velo sobre a minha palavra para a cumprir” (Jr 1.12).


O Profeta Elisau questionou: “onde está o SENHOR, Deus de Elias?” (2 Rs 2.14), mas ele o fez baseado na promessa que o profeta Elias tinha lhe dado: “se me vires quando for tomado de ti, assim se te fará” (v10). A promessa o autorizava a cobrar o seu cumprimento. Se não houvesse promessa seria um ato de tentação ao Senhor.

2. Há o modo que é permitido por Ele (Jz 6.36-40).

Gideão fez prova de Deus quando estava inseguro sobre ir à batalha com um pequenino exército contra um inumerável exército inimigo. Deus, em sua grande bondade, permitiu que aquele juiz duvidoso o provasse, mas não podemos fazer isto sempre e nem de qualquer maneira. Só podemos fazer isto em ocasiões especiais e com muita humildade, pois a falta de fé – incredulidade – não agrada a Deus (Hb 11.6).



3. Há o modo que é proibido por Ele:






Quando Tomé agiu pedindo provas de sua ressurreição , foi repreendido por Jesus, que lhe disse: “sejas crente e não incrédulo , pois BEM AVENTURADOS SÃO OS QUE NADA VIRAM, MAS MESMO ASSIM CRERAM(Jo 20,27).


O Mestre também recusou dar o sinal requerido pelos judeus, quando o tentaram (Mt 16,1-4; Mc 8,11-12); pois o povo judeu, por sua incredulidade, tornou comum o fato de pedir sinais de confirmação (1 Co 1,22), em lugar de crer fielmente na palavra do Senhor.

Ocasiões em que eles tentaram a Deus:

10 vezes (Num 14.22):
Quando pediram carne em lugar do maná (Nm 11,4-6; Sl 78,18);
Quando pediram água no deserto (Ex 17,1-7);
Quando reclamaram do caminho escolhido por Deus (Nm 21,4-7; 1 Co 10,9).

Quando é que tentamos a Deus e o desagradamos intensamente ???

a) Quando estamos provocando a Deus (Sl 95.9). Os israelitas não quiseram o que Deus lhes deu, mas queriam algo do seu gosto (Sl 78.17,18; Hb 3.8-11). Deus lhes deu o pão de cada dia, mas eles o consideraram “pão vil” (Nm 21.5). A Bíblia o chama trigo do céu; pão dos poderosos (Sl 78.24,25), pão do céu (Ex 16.4; Jo 6.31), manjar espiritual (1 Co 10.3), mas eles estavam totalmente insatisfeitos pela alimentação gratuita e contínua que recebiam do céu. Devemos estar contentes com o que temos recebido de Deus (1 Tm 6.8; Hb 13.5,6). O que Deus nos deu não é o bastante? Estamos descontentes com o Seu cuidado?






b) Quando estamos duvidando de Deus (Ex 17.7; Sl 78.19,41; 106.12-14). Israel duvidava se Deus estava ou não com eles, apesar de tudo o que Deus já fizera no Egito e no deserto. Como alguém poderia duvidar da presença divina, se tinham constantemente uma coluna de nuvens diariamente a acompanhá-los e garantir-lhes sombra no deserto? Como duvidaram que Deus estava com eles, quando tinham todas as noites uma coluna de fogo para iluminar e prover calor contra o frio noturno? Assim também agiram os judeus em relação a Jesus (Mt 16.1). Eles duvidaram do que Deus poderia fazer. Até mesmo Moisés questionou o poder de Deus (Nm 11.18-23). Nunca devemos duvidar do que o Senhor pode fazer (2 Rs 7.1,2), pois Ele é o Deus todo-poderoso (Gn 17.1; Mt 19.26; Lc 1.37; Gn 18.14). Cremos que Deus pode fazer tudo? Que nada está fora do Seu controle? Que Ele está conduzindo o Seu plano maravilhoso e nada poderá frustrá-lo? Sim, podemos.



c) Quando estamos querendo forçar a agir sobrenaturalmente e não queremos agir naturalmente. Quando deixamos de fazer o que podemos e queremos que Deus faça algo para mostrar que somos especiais, filhos dEle. Deus não faz aquilo que podemos fazer com nossas próprias mãos. Ele não desperdiça milagres. Deus ressuscita Lázaro, mas não tira a pedra (Jo 11.39); ressuscita a filha de Jairo, mas não lhe dá comida (Mc 5.43); multiplica os pães, mas não recolhe os pedaços que sobraram (Jo 6.12); dá vista ao cego, mas não lava seu rosto no tanque (Jo 9.7). Como Deus trabalha para mostrar Seu pode e receber a glória que lhe é devida, Ele não faz aquilo que o homem comum pode fazer –alguém diria que foi Deus quem fez? Entretanto, quando Ele faz algo que é impossível ao homem, que todos dizem: Só Deus pode fazer, Ele é glorificado. Tentamos a Deus desta maneira quando compramos o que não podemos pagar e queremos que Ele pague. Quando nos comprometemos sem buscar a vontade de Deus e queremos que Ele nos honre. Quando “forçamos a porta” para sermos enviados para um lugar e depois queremos que o Senhor aja como se Ele nos tivesse enviado.


Recado final à aqueles que querem seguir a Sã doutrina:

Não devemos tentá-lo por nossa incredulidade, dúvida ou capricho, pois o Senhor não terá por inocente aquele que assim o fizer.


“LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 1 Comentário. Deixe o seu!

11 de janeiro de 2016 16:12

Meu irmão, Deus seja louvado por tua vida, fico perplexo enquanto vejo pessoas que se dizem cristãs em pleno século XXI sendo enganadas descaradamente dentro das igrejas, recebendo promessas e palavras vazias por não conhecer as escrituras enquanto aqueles que conhecem estão mudando a verdade de Deus em mentira, e se esquecem de que darão conta ao Senhor por cada alma que se perde. Excelente estudo, gostaria de ver aqui a resposta do Pastor Abílio Santana.

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger