A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Liberdade de religião e crença é “Um Direito Humano Universal” diz União Europeia

Liberdade de religião e crença é “Um Direito Humano Universal” diz União Europeia

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 29 de junho de 2013 | 13:25





Reunião com 27 líderes políticos que compõem a UE (União Europeia) discutiram algumas diretrizes a serem tomadas com relação a “Liberdade Religiosa e de Crença”, onde ficou determinado que é um “Direito Humano Universal” e vai ser monitorado e é dever dos países respeitar esta condição. 


Os ministros das Relações Exteriores da União Europeia (UE) aprovou diretrizes europeias na segunda-feira(24/06) para ajudar a promover a liberdade de religião e de crença como “um direito humano universal”, e que “todos têm o direito de manifestar sua religião ou credo” sem medo de intimidação ou sofrem discriminação, a violência ou ser ataca.




“O direito à liberdade de pensamento, consciência, religião ou crença, conhecida como o direito à liberdade de religião ou crença é um direito fundamental de todo ser humano”, os vinte e sete líderes políticos concordaram com as diretrizes propostas.


“As violações ou abusos de liberdade de religião ou crença, cometidas por ambos os agentes estatais e não-estatais são generalizadas e completas e afeta as pessoas ao redor do mundo, incluindo a Europa” foi pauta incluída no texto de diretrizes acordadas.



Os vinte e sete líderes também deixou claro que o direito de cada pessoa de mudar ou abandonar a sua religião ou crença, e também chamando de “proteção” e isso também se estende para os ateus ou os que não professam qualquer religião.


“A UE (União Européia) é imparcial e não tem qualquer ligação com qualquer religião ou credo específico”, deixaram claro.


Os vinte esete líderes estão empenhados em “respeitar, proteger e promover a liberdade de religião ou crença dentro de suas fronteiras” e reafirmou “a determinação” da UE para “promover, na sua política externa Direitos Humanos liberdade de religião ou crença como um direito a ser exercido por todos, em todos os lugares “, em resposta aos” princípios da igualdade, da não discriminação e universalidade “.



Os vinte e sete líderes também deixou claro que “a UE vai ajudar a prevenir e combater as violações desse direito no tempo e de forma consistente e coerente” através dos seus instrumentos de política externa recordando que “os Estados têm o dever de garantir proteção dos direitos humanos e com a devida diligência para prevenir, investigar e punir os atos de violência contra pessoas com base na religião ou crença”.


A UE condena e tomará as medidas adequadas, quer por meio de ações diplomáticas, declarações públicas ou de apoio concreto “contra todas as formas de intolerância e discriminação contra as pessoas” por causa de sua religião ou crença, ou em resposta a “violações graves” deste direito quando ocorrem execuções, execuções extrajudiciais ou julgamento ataques injustos ou violento.



Além disso, “a UE irá monitorar o respeito à liberdade de religião ou crença em outros países também, e assim que verificar uma situação de preocupação, identificará e relatará a violação, incluindo os casos individuais, e também os sistemáticos e os denunciará em relatório a situação da liberdade de religião” estes relatórios será entregue a cada país para regularização, e além de abordar estas questões com outros países, para dar a devida atenção e regularização dos casos.



“A UE condena publicamente a execução ou o assassinato de pessoas e outros atos graves de violência por motivo de religião ou crença.”

A UE também considerará aplicação de outras sanções apropriadas “se for caso disso” os líderes políticos alerta.


Fonte: Blog O DIARIO.COM
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger