A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » O Apostolado da Oração : Origem e desenvolvimento

O Apostolado da Oração : Origem e desenvolvimento

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 7 de setembro de 2011 | 00:43


ORIGEM DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

O Apostolado da Oração teve origem numa casa de estudo da Companhia de Jesus, em França (Vals, perto de Le Puy), na festa de S. Francisco Xavier do ano de 1844.


Naquela ocasião, o Padre Espiritual do Colégio – P. Francisco Xavier Gautrelet – fez uma conferência aos estudantes, em que explicou como podiam eficazmente satisfazer o desejo de colaborar com os que trabalhavam nos vários campos de apostolado para a salvação dos homens.

Podiam fazê-lo, sem interromper o seu trabalho principal, que era o estudo, oferecendo com fim apostólico as suas orações, os seus sacrifícios e trabalhos.


As ideias propostas pelo P. Gautrelet, que constituem o fundamento do Apostolado da Oração, foram recebidas com entusiasmo pelos estudantes e divulgadas primeiro nas terras vizinhas do colégio e depois em toda a França.


Para difundir estas ideias, o próprio P. Gautrelet propôs uma pequena organização com o nome precisamente de «Apostolado da Oração», que teve a aprovação do Bispo de Le Puy e, em 1849, alcançou as primeiras indulgências do Papa Pio IX.

DESENVOLVIMENTO:

A divulgação propriamente dita do Apostolado da Oração deve-se principalmente ao P. Henrique Ramière, também ele da Companhia de Jesus, que deve considerar-se o verdadeiro fundador, divulgador e organizador do Apostolado da Oração no mundo.


O P. Ramière, por meio de numerosos escritos, em que soube harmonicamente unir a simplicidade de expressão e a profundidade de pensamento teológico, propagou o Apostolado da Oração em todas as classes de pessoas e a todos os níveis, e deu à Obra forma definitiva e organização estável.


À morte do P. Ramière (1883), o Apostolado da Oração tinha já 35 mil centros, com mais de 13 milhões de associados nas várias partes do mundo.

Objetivos
§  Atuação na base eclesial
§  Irradiar a vida cristã
§  Promoção humana e assistência social
§  Espiritualização da Comunidade
§  Evangelização
§  Pastoral Vocacional
§  Colaboração nas atividades Paroquiais.

Compromisso dos membros
§  Oração diária com oferecimento do dia (súplica e reparação, em união com o Sacrifício Eucarístico).
§  Intensa vida sacramental, sobretudo eucarística.
§  Devoção intensa ao Espírito Santo.
§  Devoção ao Sagrado Coração de Jesus.
§  Devoção especial a Maria Santíssima.
§  Vontade de sentir com a Igreja.
§  Oração perseverante.
§  Compromisso com a formação dos zeladores(as) através de encontros mensais, retiros, tardes de formação, palestras
§  Co-responsabilidade na salvação do mundo
§  Unir oração e ação.

Estrutura geral
§  O diretor geral mundial é o padre geral da Companhia de Jesus.
§  O secretário nacional é nomeado pelo diretor geral, Sua função é coordenar e orientar o apostolado a nível nacional.
§  O diretor diocesano é nomeado pelo bispo diocesano.
§  Os diretores locais nas paróquias são os vigários.

Espiritualidade

O Apostolado da Oração é um serviço à Igreja e à Humanidade, procurando que todos rezem por todos, fazendo, assim, uma grande “Família de Orantes”. São quatro os pilares principais da espiritualidade desta Obra:

1. Vida oferecida com Cristo na Eucaristia – Todos procuram oferecer, cada dia, sua vida, através da Oração do Oferecimento, com Jesus Cristo, no ato supremo da sua entrega e do seu amor que é a Eucaristia. São como que “hóstias vivas”, como afirma São Paulo em Rom 12, 1, oferecidas com Cristo: trabalho, oração, sofrimentos, alegria (...) a vida toda inteira, oferecida no altar com Jesus, para que o mundo tenha vida e a tenha em abundância (Jo 10, 10). Inseridos na Eucaristia, todos se tornam membros ativos do projeto da salvação e suas vidas são dom e graça para o mundo e para a Igreja.

2. A arte de orar – Rezar pelos outros já é um apostolado. E desta oração nascem obras de misericórdia, obras apostólicas, obras missionárias. O Apostolado da Oração empenha-se em ajudar as pessoas, as famílias, as comunidades paroquiais a rezarem mais e melhor. Para tanto, buscam intensificar a oração pessoal e comunitária, a oração eucarística ou mariana, a oração de louvor ou de meditação da Palavra, a oração de súplica ou de ação de graças, etc.

3. Em Igreja, em comunhão com o Papa – Outra dimensão importante do Apostolado da Oração é estar centrado no coração da Igreja em comunhão com o Papa, rezando, a cada mês, pelas Intenções que o Santo Padre escolhe e propõe. Deste modo, os membros do Apostolado da Oração situam-se no coração do Papa, num profundo “sentir com a Igreja”, para rezar unidos a ele.

4. Centrados no Coração de Cristo – O Apostolado da Oração foi encarregado pelos Papas de levar por diante o culto e a devoção ao Coração de Cristo. Coração que simboliza toda a sua Pessoa, com todo o seu amor humano e divino, pois Jesus é verdadeiro Deus e verdadeiro Homem.

Para os membros do AO, “promover o culto do Coração de Jesus é centrar as pessoas no mistério de Deus que é Amor, que tem Coração, que é Coração. Ajudar a perceber o valor da Consagração ao Coração de Cristo, da reparação a esse mesmo Coração, centrando todos no mistério do Amor louco e apaixonado de Deus Pai, revelado no Coração de seu Filho”.


Quem pode participar


Para ser membro do Apostolado da Oração, a condição fundamental é o amor. Amor que é o próprio Espírito de Cristo atuando através de nós. Amor que leva a ser manso e humilde de coração e ter um coração simples e pequenino, como o das crianças. O amor não tem idade, a oração não tem idade.


Para aquelas pessoas que desejam ingressar no Apostolado e se tornar “zeladas” e, posteriormente “zeladores” é preciso se inscrever no núcleo dessa associação de fiéis em sua Paróquia, participar de uma preparação inicial que tem duração de nove meses (a Eucaristia nas nove primeiras sextas-feiras), com a Comunhão Eucarística, e participar das reuniões mensais. Somente depois de seu ingresso oficial no Apostolado da Oração é que o novo membro recebe a fita de zelador, como sinal de sua adesão.

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger