A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Refutando o dogma re encarnacionista do Karma de “causa e efeito”

Refutando o dogma re encarnacionista do Karma de “causa e efeito”

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 9 de março de 2014 | 01:17




Ezequiel 18,1 - 22:E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que tendes vós, vós que dizeis esta parábola acerca da terra de Israel, dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos se embotaram? Vivo eu, diz o Senhor JAVÉ, que nunca mais direis este provérbio em Israel. Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá. Sendo, pois, o homem justo e fazendo juízo e justiça, não comendo sobre os montes, nem levantando os olhos para os ídolos da casa de Israel, nem contaminando a mulher do seu próximo, nem se chegando à mulher na sua separação; não oprimindo a ninguém, tornando ao devedor o seu penhor, não roubando, dando o seu pão ao faminto, cobrindo ao nu com veste; não dando o seu dinheiro à usura, não recebendo demais, desviando a sua mão da injustiça, fazendo verdadeiro juízo entre homem e homem; andando nos meus estatutos e guardando os meus juízos, para proceder segundo a verdade, o tal justo certamente viverá, diz o Senhor JAVÉ. E, se ele gerar um filho ladrão, derramador de sangue, que fizer a seu irmão qualquer destas coisas e não cumprir todos aqueles deveres, mas, antes, comer sobre os montes, e contaminar a mulher de seu próximo, e oprimir ao aflito e necessitado, e praticar roubos, e não tornar o penhor, e levantar os olhos para os ídolos, e cometer abominação, e emprestar com usura, e receber de mais, porventura viverá? Não viverá! Todas estas abominações ele fez, certamente morrerá; o seu sangue será sobre ele. E eis que, se ele gerar um filho que veja todos os pecados que seu pai fez, e, vendo-os não cometer coisas semelhantes, não comer sobre os montes, e não levantar os olhos para os ídolos da casa de Israel, e não contaminar a mulher de seu próximo, e não oprimir a ninguém, e não retiver o penhor, e não roubar, e der o seu pão ao faminto, e cobrir ao nu com veste, e desviar do aflito a mão, e não receber usura em demasia, e fizer os meus juízos, e andar nos meus estatutos, o tal não morrerá pela maldade de seu pai; certamente viverá. Seu pai, porque fez opressão, e roubou os bens do irmão, e fez o que não era bom no meio de seu povo, eis que ele morrerá pela sua maldade. Mas dizeis: Por que não levará o filho a maldade do pai? Porque o filho fez juízo e justiça, e guardou todos os meus estatutos, e os praticou, por isso, certamente viverá. A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a maldade do pai, nem o pai levará a maldade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a impiedade do ímpio cairá sobre ele. Mas, se o ímpio se converter de todos os seus pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer juízo e justiça, certamente viverá; não morrerá. De todas as suas transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela sua justiça que praticou, viverá”.


JOÃO 9,1-3: “Caminhando JESUS, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos perguntaram: “Mestre, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?” Respondeu JESUS: “Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi para que se manifestem nele obras de DEUS”. 




Eu tenho um cão e um gato. Eles aprenderam a fazer coco e pipi no local certo. Sabe porque? Porque eu os pego NO ATO e os levo para o local adequado e ao mesmo tempo fico gritando "Não pode!" e assim eles vão se domesticando.


Esse método funciona porque o cão ou gato percebe o que está fazendo e associa a desaprovação com o ato que esta praticando. E com o tempo eles aprendem a não fazer suas necessidades em nenhum outro local a não ser o indicado. 


Se você vir o cachorro fazendo suas necessidades em um local proibido, esperar uma hora e depois xingá-lo, NÃO FUNCIONA, e sabe por que ?



“PORQUE ELE NÃO SABE PORQUE ESTÁ SENDO PUNIDO. Sendo assim, é pura perda de tempo e ATÉ CRUELDADE, puni-lo.


O mesmo acontece com uma criança. Se uma criança não sabe porque está sendo punida, porque não lembra do que fez, a punição é cruel e injusta. Portanto, até com as crianças convém punir em tempo hábil, pois é justo e eficaz.


Vamos à doutrina da reencarnação e seu dogma do Karma de causa e efeito:

Nela, eu estaria na mesma condição do cão. Estaria sendo punido por um crime que não sei que cometi. Se eu não lembro de nada, a punição sempre será INJUSTA,pois sou punido sem que leiam meus direitos e sem que me digam porque estou sendo punido para que eu aceite a punição.


Outro exemplo prático e racional:

Suponhamos que você esteja aprendendo a dirigir. Eu te ensino tudo que você tem que fazer. Passamos uma tarde inteira treinando. No dia seguinte, VOCÊ ESQUECE TUDO QUE EU LHE ENSINEI. Tenho que começar tudo de novo. E assim por diante. É óbvio que você nunca vai EVOLUIR dessa forma. Você nunca vai aprender nada, porque a aprendizagem é um processo CUMULATIVO. É como a adição. Todo dia você vai acrescentando um número até chegar a um total. Esse total seria O QUE VOCÊ APRENDEU. Sem memória não há aprendizagem. 


A memória é aquilo que você é


Você é o resultado de tudo que dizem que você é e mais as experiências que você teve. Ou seja, o que acham de você e o que você acha de si própria. Dependendo da sociedade que você nascer, você será totalmente diferente. Se você tivesse nascido nos EUA, hoje você seria outra pessoa. Se tivesse nascido na Etiópia, também. Tendências naturais fora e além de seu controle equivalem a pelo menos 90% do que você é. E isso é um fato cientifico. 


Sua personalidade não poderia se desenvolver dentro de nenhum sistema cultural sem MEMÓRIA


Imagine se você ensina a seu filho quem ele é, sobre sua família, suas raízes, sua cultura e assim por diante e ele esquece tudo no dia seguinte? Não haveria evolução alguma. Como somos aquilo que lembramos que somos, a teoria da reencarnação cai por terra neste ponto.



O karma também é um conceito difícil de aceitar racionalmente



Na doutrina reencarnacionista o  karma é como se fosse o próprio Deus. Ele fica anotando tudo que você faz, momento a momento, e depois MANIPULA AS CIRCUNSTÂNCIAS para você sofrer pelo que fez ou usufruir de benções e punições.

“Esse tipo de sistema não é compatível com o livre arbítrio. Ou seja, para o karma fazer você pagar ou ser recompensando, ele teria que manipular pessoas e circunstâncias para esse fim. Sendo assim, as pessoas não seriam livres. Ou pelo menos a grande maioria de suas ações não seriam geradas por si próprias, pois elas teriam que cumprir a vontade do Karma. E assim o Karma estaria usando uma pessoa para punir outra. Digamos que usa alguém para lhe dar uma surra porque você deu uma surra em outra pessoa em outra vida.


Essa pessoa que está te dando uma surra hoje para puni-la vai ser punida também? (Tá vendo o engodo interminável ?). E se você está sendo estuprada, você está pagando pelo que fez antes, então o estuprador está apenas cumprindo a vontade de Deus fazendo você pagar. Ou estaria ele iniciando a ação e gerando karma?


Racionalmente percebemos que não se podem explicar todos os sofrimentos individuais e calamidades coletivas baseando-se em vidas passadas


O tipo de controle que o karma teria que ter sobre todas as pessoas seria algo incompreensível. É muito mais fácil imaginar que as pessoas fazem o que querem e sofrem ou não conseqüências de seus atos dependendo das circunstâncias e não de uma força invisível controlando às mesmas. É mais simples e prático e lógico. O livre arbítrio exige o acaso. Somente num sistema imprevisível como é o nosso a liberdade poderia existir. Liberdade de decidir o que é certo e errado. Se existir uma força controlando tudo, ninguém é livre e punições e recompensas se tornam INJUSTIÇAS. 



O arrependimento só é possível com a MEMÓRIA. Se eu não lembro que fiz algo ruim, então como vou me arrepender?



No campo social a teoria da reencarnação é totalmente inútil



Se você aceitar a teoria da reencarnação, tudo de ruim que acontece com você, e coletivamente  seriam punições  por faltas passadas, e ai se deveria suportar todas as injustiças e maldades calado. Ora tenha paciência com um raciocínio destes.


Consola-se pensando que é um criminoso. E que tudo que lhe acontece é merecido. É por isso que sociedades que aceitam essa teoria como a Índia e países Tibetanos não trouxeram evolução social. Quem nasce pobre se conforma com a pobreza pensando que na PRÓXIMA VIDA vai nascer melhor já que foi bom nessa.

E o que é ser bom?


Aguentar tudo calado e aceitar sua condição social é bondade? A história mostrou que não. A Europa só evoluiu e arrastou o resto do mundo quando PESSOAS EM CONDIÇOES SOCIAIS INFERIORES SE REVOLTARAM. Se acreditassem na reencarnação nunca fariam isso. IAM AGÜENTAR AS COISAS CALADOS ESPERANDO A PRÓXIMA VIDA.


Essa crença leva ao conformismo. Se o ser humano aceitasse o sofrimento, o mundo não teria evoluído. Qualquer teoria que leve a aceitação do sofrimento é nociva à sociedade. O sofrimento tem que ser reduzido ou eliminado o máximo possível. Qualquer tipo de sofrimento é injusto.

Se isolamos alguém na cadeia é para REDUZIR o sofrimento da sociedade como um todo, e não para AUMENTA-LO. É melhor um sofrendo que vários. 


O ser humano primitivo, quando queria algo, simplesmente o tomava pela força.Depois passou a viver em sociedade. E aí a natureza selecionou um sistema para garantir a sobrevivência. Quando digo que ela selecionou, não estou dizendo que ela fez isso de propósito. O que aconteceu foi o seguinte: milhares de animais morreram porque não tinham um sistema que funcionasse. Quando um sistema que funcionou surgiu, ELE PERMANECEU. 


Esse sistema desenvolvido pelos animais sociais é o sistema hierárquico


Ou seja, todo grupo de animais tem um chefe. Isso funciona, porque sem um chefe (o chefe é o mais poderoso da turma), os animais lutam o tempo todo entre si. O chefe apareceu para manter a paz e garantir a partilha dos recursos. Antes da existência do líder, a vida social era uma luta constante. 


O que tem isso a ver com a reencarnação e Karma de Causa e efeito ?
 

O sistema hierárquico entre os animais sociais funciona. Se você examina-lo comparando com vários grupos de animais sociais verá que ele é um fator positivo e explica muitos fatos. 


A reencarnação e o karma não explica as coisas a contento. A vida social é injusta porque as pessoas naturalmente nascem diferentes, e seria irracional se todos nascessem iguais.

Uns nascem inteligentes, fortes e bonitos. Enquanto outros nascem feios, burros e fracos. Ou então uns nascem com algumas dessas qualidades e sem as outras. O fato é que sempre existe um membro da sociedade superior ao outro de algum modo. Essa superioridade é individual e não racial. Tanto que existem burros e inteligentes em todas as raças. Assim como existem feios e bonitos em todas e assim por diante.


Ora,você acha que se a Sandy tivesse nascido na Etiópia, ela teria se tornado o sucesso que é? Tudo que você é, é resultado de muitos fatores. Agora dizer que a Sandy nasceu assim porque ela foi melhor que alguém que nasceu na Etiópia na outra reencarnação é puro elitismo. Você está dizendo que a Sandy é melhor que uma criança da Etiópia não só por causa das circunstâncias em que nasceu como também moralmente. Você está dizendo que ela é rica, bonita, canta bem porque é MORALMENTE SUPERIOR A QUEM NASCEU na Etiópia. Você está dizendo que uma pessoa saudável, rica e bela é MORALMENTE SUPERIOR A UMA PESSOA ALEIJADA, FEIA E POBRE.


Por isso a idéia da reencarnação é o pensamento mais elitista, racista e arrogante que conheço para explicar fatos naturais. Daí que quem crê na reencarnação não é melhor do que quem crê em CÉU E INFERNO. O resultado é o mesmo, e veja porque:


Os paises evoluídos são os céus e os paises pobres são os infernos. Qual a diferença? Lógico que nenhuma!!!


A teoria da reencarnação surgiu numa tentativa de explicar a suposta injustiça de algumas Circunstância de vida, NASCIMENTO e sofrimento


Uma pessoa há muito tempo atrás perguntou: porque uns nascem superiores e outros inferiores? Isso é uma injustiça!!!! Daí ele desenvolveu a teoria da reencarnação para explicar a justiça e injustiça do mundo. Só que ela não funciona por causa dos fatores citados acima. Ao invés de trazer justiça ao sistema, ela trás mais injustiças ainda. 



Porque um ser humano se compadece  do outro? Por causa de uma coisa chamada empatia. E não por causa da reencarnação.


Você sente porque você se põe no lugar do próximo e sente o que ele sente. A empatia depende muito da sensibilidade de cada um. Tem gente que nunca consegue se por no lugar do próximo. E aí eles se mostram muito insensíveis.


A reencarnação procura mostrar que os insensíveis ainda terão que nascer muito para desenvolver a sensibilidade. Mas o fato é que é a sociedade de cada um que determina esse grau de sensibilidade e não o indivíduo mesmo. Quanto mais avançada uma civilização maior à capacidade de se por no lugar do outro.

Exemplos, quanto mais avançada é a cultura de um indivíduo mais sensível ele é. Europeus se preocupam com os direitos dos animais porque suas necessidades básicas foram preenchidas.



Crianças da Etiópia sofrem tanto que não conseguem pensar em ninguém a não ser nelas mesmas. Se a reencarnação fosse um fato, ninguém nasceria em condições que promovessem a insensibilidade e a violência e sociedades menos evoluídas desenvolvem mais esses fatores. De novo a reencarnação se mostra elitista. Ela está dizendo de fato que quem é SENSÍVEL é mais EVOLUIDO MORALMENTE que quem não é. Esquecendo-se de todos os fatores sociais e naturais que levam uma pessoa a ser assim. 



O que você é, é determinado pelo seu corpo, sua família, sua sociedade


Tantos fatores que o próprio Buda, que apoiava a teoria da reencarnação porque nasceu na Índia, questionou a mesma e, no final, disse que não temos um ego de fato. Que o que somos é uma relação de vários fatores e que se você analisar tudo no final, chegará a conclusão que a alma não passa de fantasia. 



Outro detalhe:A população aumentou bastante nos últimos 500 anos em bilhões.De onde estão vindo todos esses espíritos?

Muita gente faz terapia de vidas passadas, mas matematicamente a GRANDE MAIORIA ESTARIA AQUI PELA PRIMEIRA VEZ. E NUNCA falam para ninguém que essa é sua primeira vez. Para qualquer um que procurar fazer essa TERAPIA será dito que já passou por aqui antes. A LEI DA ESTATÍSTICA DIZ O CONTRÁRIO. 


A reencarnação também é uma teoria oposta a Deus e a Cristo. Qual a necessidade para Deus num sistema de causa e efeito como a reencarnação?


Toda a ação gera uma reação e todo o processo é automático. Para que serviria Deus? Por isso o budismo é um sistema essencialmente ateu. Alguns outros sistemas querem juntar reencarnação e a idéia de Deus, mas não conseguem, pois Deus não cabe nesta doutrina.



E também se você evolui de vida em vida nascendo em condições cada vez melhores, qual a necessidade para um salvador? No sistema reencarnacionista, um salvador é inútil. 



Só que no sistema reencarnacionista, trocam seis por meia dúzia com substituição das ideias de inferno e céu que  permanecem na lei de causa e efeito do karma.


E até bem mais reais. O inferno é um país como o Afeganistão e o paraíso é um país Europeu ou os Estados Unidos. 


Você se torna bom para nascer nos EUA e evita o mal para não nascer na Etiópia. É a idéia do medo que predomina do mesmo modo. 

Contrapondo os ensinamentos da Reencarnação sobre a Recordação de vidas anteriores

Os advogados da reencarnação argumentam que a reencarnação é verdadeira porque muitas pessoas já experimentaram recordações de vidas anteriores. As experiências de recordação de vidas anteriores se classificam em diversas categorias. Quatro tipos principais são: (1) recordação intuitiva, (2) recordação espontânea, (3) recordação psíquica e (4) regressão hipnótica. 


1)-Recordação intuitiva:A recordação intuitiva ou déjà vu, é a experiência de uma sensação ou forte impressão de que já se viu a mesma coisa antes ou se conheceu alguém antes, embora a pessoa possa estar vendo algo ou encontrando alguém pela primeira vez. Os reencarnacionistas argumentam ser isso uma indicação de que a pessoa de fato já conheceu a outra ou visitou aquele lugar numa vida anterior.



Resposta: A recordação intuitiva poder ser explicada racionalmente e agora cientificamente,ao se mostrar que, quando a pessoa sente que já esteve em algum lugar antes, ou acha que já conheceu a outra pessoa antes, está simplesmente experimentando uma tentativa do subconsciente de relacionar a presente experiência a algo no passado, ou a memória genética traga em seus genes por experiências vividas por pessoas de sua árvore genealógica, ou a pessoa pode ter visto uma figura ou fotografia daquela pessoa, lugar, ou situação e, embora não possa conscientemente lembrar-se de ter visto, sua mente subconsciente relaciona o encontro à figura ou fotografia, fazendo com que ela pense ter estado lá antes, ou ter conhecido a outra pessoa numa vida anterior. 


2)- Recordação Espontânea:A recordação espontânea geralmente, mas nem sempre, ocorre em crianças que insistem que são outra pessoa que viveu numa vida anterior. Os reencarnacionistas argumentam que alguns desses casos já foram comprovados cientificamente e são, portanto, irrefutáveis.



Resposta: A despeito das reivindicações dos reencarnacionistas, esses casos envolvendo crianças que alegam ser outra pessoa que viveu antes não foram cientificamente comprovados. De fato, a maioria dos casos documentados que parecem demonstrar características genuínas de supostas vidas passadas são explicados racionalmente por um dos itens seguintes: (1) fraude consciente ou inconsciente, (2) criptomnésia, (3) memória genética traumática.



3)- Recordação Psíquica:A recordação psíquica é lembrar-se de vidas anteriores por meio de sessões, médiuns, ou experiências de percepção extrasensorial. Os reencarnacionistas argumentam que, visto o conhecimento adquirido através desses meios ser sobrenatural, deve, portanto, ser verdadeiro.



Resposta:Informação adquirida por meios ocultistas mão levarão a pessoa à verdade, mas ao erro. Embora a experiência possa ser real, ou mesmo paranormal, se não foi alicerçada na verdade, levará a pessoa a maior engano. Informação adquirida através de experiências com sessões, médiuns ou percepção extrasensorial é de natureza ocultista e, portanto, sujeitas a fraudes e manipulações.



4)- Recordação Hipnótica:A regressão hipnótica é a recordação de vidas passadas mediante a hipnose. Os reencarnacionistas argumentam que se a pessoa se lembra da vida anterior sob hipnose, então deve tê-la experimentado.



Resposta :Esse é o argumento mais popular dado para sustentar a recordação de vidas anteriores, mas ainda se encontra sob suspeita da parte de muitos hipnotistas profissionais. A natureza do estado hipnótico ainda é vastamente desconhecida. Além disso, o assunto é altamente susceptível a sugestões do hipnotizador e outras transmissões mentais ou de caráter meramente para normal e, portanto, não confiáveis, ou seja,os casos que envolvem regressão hipnótica estão derivando sua informação de lembranças da mente, e convicções próprias do sujeito hipnotizado  para provar que a reencarnação é verdadeira. 


A auto salvação da Reencarnação


Ao lermos as múltiplas referências por escritores da Nova Era à reencarnação e ao karma, vemos um fio passando por virtualmente todas elas. O propósito da reencarnação é de, com efeito, expiar as más ações (pecados pessoais no contexto cristão). Cada renascimento na roda reencarnacionista da vida proveria a oportunidade de corrigir erros de vidas passadas, de forma que a redenção ou absorção final da alma pela alma mundial divina (nirvana) removeria qualquer necessidade de um salvador para os pecados.



Tornamo-nos nossos próprios salvadores. A doutrina da reencarnação é um ataque sutil e mascarado contra a salvação que Jesus Cristo.



Jamais deve ser esquecido que na teologia bíblica, a salvação é dom gratuito  de Deus (Romanos 6:23), e, se o dom for rejeitado, é seguido pelo julgamento. A reencarnação contradiz a autoridade apostólica e o ensinamento direto do próprio Cristo.


O Deus da Bíblia selou a validade da aliança que havia feito com o homem através de seu Filho, ressuscitando Cristo dentre os mortos, e sem isso não há validade no cristianismo. Esse é um fato que Satanás sabe bem demais, daí a tentativa de substituição da salvação e ressurreição pela reencarnação. 


A doutrina reencarnacionista torna-se vítima de sua própria teologia:


Não pode escapar ao ciclo do carma, portanto, seu conceito de redenção é ilusório. A reencarnação não pode responder a questões práticas. Ela não consegue enfrentar o fato de que, enquanto tem estado a falar de fazer o bem para a humanidade, dezenas de milhões de pessoas passaram fome e sofreram e suportaram horríveis perseguições sob o sistema de castas da Índia simplesmente porque a reencarnação os prendia numa casta particular, ciclo após ciclo, de forma a ser impossível jamais escapar.



Mesmo hoje na Índia e em outras terras, pessoas que acreditam nessa doutrina permitem que seus filhos passem fome enquanto ratos e vacas sagradas vivem.


A reencarnação elimina a dignidade do homem ao reduzi-lo a uma origem impessoal. Ao invés de sermos uma imagem singular de Deus, descobrimo-nos nada mais do que um único estágio num ciclo constante repetido de eternidade em eternidade, sem encontrar descanso ou paz.


Para aqueles que crêem na reencarnação, o evangelho de Jesus Cristo fala vigorosa e persuasivamente:


“Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para as vossas almas” (Mateus 11:28-29).




“ADJUNTORUN NOSTRO DOMINE IN NOMINE”
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger