A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Se o Salário do Pecado é a Morte - Maria morreu por causa de seus pecados ? Ela que foi concebida sem pecado Original ?

Se o Salário do Pecado é a Morte - Maria morreu por causa de seus pecados ? Ela que foi concebida sem pecado Original ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 2 de fevereiro de 2014 | 16:52



Cristo não morreu por seus próprios pecados, mas foi morto pelos nosso pecados. Maria não foi morta, não foi Martirizada, e não tinha pecado em função da Missão de gerar aquele que não tinha pecado, portanto não podia morrer em função de seus pecados pessoais, pois assim está escrito:

"Pode o puro(Jesus)Vir dum ser impuro?(Maria) Jamais!"( Livro de Jó 14:4)


Maria Santíssima foi preservada pela Graça de Deus dos pecados pessoais ao longo de sua vida e Concebida  sem pecado original de Adão e Eva, conf.: Gn 3,15; Lc 1,28.



Em função da missão divina de Maria ela foi PRE-DESTINADA antes da fundação do mundo a SER SEM PECADO. A Escritura fala da possibilidade de uma eleição antes da fundação do mundo: “Nos elegeu N’ele antes da fundação do mundo” (Ef. 1:4)



Gênesis 3:15, onde Deus disse: "Eu Porei inimizade entre a tua descendência(pecadora) e a descendência da mulher(Sem pecado), entre sua descendência e a dela", assim, segundo esta profecia, seria necessário uma mulher sem pecado, para dar à luz o Cristo, que reconciliaria o homem com Deus.Pois se assim não fosse, ambas descendências eram pecadoras.


O verso "Tu és toda formosa, meu amor, não há mancha em ti", no Cântico dos Cânticos (4,7) é usado para defender a Imaculada Conceição, outros versos incluem:

"Também farão uma arca de madeira incorruptível; o seu comprimento será de dois côvados e meio, e a sua largura de um côvado e meio, e de um côvado e meio a sua altura." (Êxodo25:10-11)


 "Assim, fiz uma arca de madeira incorruptível, e alisei duas tábuas de pedra, como as primeiras; e subi ao monte com as duas tábuas na minha mão." (Deuteronômio 10:3)


Outras traduções para a palavras incorruptível ("Setim" em hebraico) incluem "acácia", "indestrutível" e "duro" para descrever a madeira utilizada. Moisés usou essa madeira porque era considerada muito durável e "incorruptível".

Ora, Maria é considerada a Arca da Nova da Aliança (Apocalipse 11:19) e, portanto, a Nova Arca seria igualmente "incorruptível" ou "imaculada".


“Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, também chamou, também justificou; aos que justificou também glorificou” (Romanos 8:28-30).


Possibilidade da assunção aos céus, de Maria como Enoque e Elias: Gn 5,24; Hb 11,5; 2Rs 2,1-13.


Para que se ressuscite, necessariamente deve-se passar pela morte, “pois quem morreu libertado está do pecado” (Rom 6,7).Mas, sendo a morte o salário do pecado (cf. Rom 6,23), e crendo que a Virgem Maria é Imaculada  (sem pecado), poderia alguém subentender que Nossa Senhora pecou, pois afinal, morreu.

Valer-se apenas desse precedente para afirmar que Nossa Senhora pecou, pode também levar a entender que Jesus Cristo pecou, pois também passou pela morte.


Esses questionamentos surgem em nossa mente apenas para reafirmar a nossa fé, pois quando nos deparamos com essa situação de dúvida, investigamos nos documentos da Igreja e observamos que na verdade esses questionamentos existem desde o início da era Cristã, e que a Igreja sabiamente já nos elucidou tais dúvidas. Vejamos:





Na Constituição Apostólica “Munificienttíssimus Deus”, o Papa Pio XII decreta que:

“Cristo com a própria morte venceu a morte e o pecado, e todo aquele que pelo batismo de novo é gerado, sobrenaturalmente, pela graça, vence também o pecado e a morte. Porém Deus, por lei ordinária, só concederá aos justos o pleno efeito desta vitória sobre a morte, quando chegar o fim dos tempos. Por esse motivo, os corpos dos justos corrompem-se depois da morte, e só no último dia se juntarão com a própria alma gloriosa. Mas Deus quis excetuar dessa lei geral a bem-aventurada virgem Maria. Por um privilégio inteiramente singular ela venceu o pecado com a sua concepção imaculada; e por esse motivo não foi sujeita à lei de permanecer na corrupção do sepulcro, nem teve de esperar a redenção do corpo até ao fim dos tempos”.


Se Nossa Senhora morreu não há comprovação, a evidência que ela tenha apenas “adormecido” é que em nenhum lugar no mundo nunca se ouviu falar que existira uma relíquia de Nossa Senhora.


A certeza que temos é que assim como o sepulcro de Jesus está vazio, assim também está o de Nossa Senhora.

Santo Irineu irá dizer:

“Maria ressuscitou depois da morte, se é que morreu, e seu corpo não experimentou a corrupção. Como Maria não teve na alma a mancha do pecado original, ficou isenta da dura sentença dada aos demais: ‘És pó e em pó há de tornar (Gn 3,19)’”.


Nossa Senhora participa da ressurreição e glorificação de Nosso Senhor Jesus Cristo. Vale lembrar que somente Jesus e Maria subiram ao céu de corpo e alma. A ressurreição e Assunção de Nossa Senhora é a participação dela, juntamente com Seu Filho, na vitória sobre a morte.

Com alegria dizemos: Jesus e Maria venceram a morte! “Onde está ó morte a tua vitória?” (I Cor 15, 55)

Qual então a diferença entre as palavras ascensão e assunção?


Observe a diferença da palavra usada para a subida de Cristo ao céu se diz Ascensão, porque Cristo subiu ao céu por seu próprio poder, e ninguém a não ser Deus pode subir ao céu por si mesmo.


Por isso se diz que Nossa Senhora foi levada ao céu. Assunção de Nossa Senhora ao céu quer dizer exatamente isso: que ela foi levada ao céu. Ela não subiu ao céu por seu próprio poder. Só Jesus subiu ao céu por seu próprio poder. Maria, pelos méritos de Cristo, antecipa em sua pessoa todas as graças destinadas aos cristãos pela morte e ressurreição de Jesus.


Maria realmente subiu ao céu em corpo e alma, o que nos diz a Igreja?

Maria subiu realmente aos céus em corpo e alma, porque para lá foi levada por Deus. Sim isto é verdade.Você sabe que a morte foi fruto do pecado de Adão. Pelo pecado de Adão, entrou a morte no mundo, como escreveu São Paulo:

“Porque o salário do pecado é a morte, enquanto o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Romanos 6,23).

Ora, Cristo preservou sua Mãe do pecado original. Ela estava, pois dispensada de morrer, e ela pela sua humildade, não querendo em nada ser superior a Jesus,talvez tenha querido morrer e pedido isto ao seu Filho, que não tinha pecado, mas quis morrer na cruz para nos salvar.

Está escrito que Deus não permitiria que o seu Justo sofresse a corrupção do sepulcro.Por isso também, Jesus não permitiu que aquela que foi “cheia de graça” desde o primeiro instante de seu ser, fosse corrompida pela morte e pelo túmulo.

Gostaria de lhe explicar, um pouco mais, o que significam as palavras do anjo a Nossa Senhora, quando a saudou, anunciando-lhe que ela seria a Mãe do Redentor. (Cf. Lc 1,28)
O anjo disse a Maria: “Deus te salve, ó cheia de graça”. Essa expressão “cheia de graça”, é um vocativo. É como um nome que o anjo deu a ela.

A palavra que expressa isso, em grego, é kekaretome, palavra que significa ser que foi desde sempre, que é ainda agora, e que continua sendo cheia de graça, isto é Imaculada, sem pecado original.

Portanto, o anjo diz, no Evangelho, que Nossa Senhora foi, é, e sempre será sem pecado. E por isso ela foi preservada do pecado original e das consequências da morte. E ressuscitou como Cristo, sem ter sido corrompida pela morte, e pelo sepulcro.

É isto que a Tradição da  Igreja crê sobre Nossa Senhora:

“Finalmente, a Imaculada Virgem, preservada imune de toda mancha da culpa original, terminado o curso da vida terrestre, foi assunta em corpo e alma à glória celeste. E para que mais plenamente estivesse conforme a seu Filho, Senhor dos senhores e vencedor do pecado e da morte, foi exaltada pelo Senhor como Rainha do universo”. A Assunção da Virgem Maria é uma participação singular na Ressurreição de seu Filho e uma antecipação da ressurreição dos outros cristãos. (Catecismo da Igreja Católica n° 966)


Ora, Nossa Senhora, como Cristo, foi preservada de todo o pecado. Ela foi a nova Eva como Cristo foi o Novo Adão. E, como Jesus, ela foi levada ao céu diretamente, sem corrupção, como Eva teria ido, se não tivesse pecado. A Assunção de Nossa Senhora é uma verdade, que foi acreditada desde os primeiros anos do cristianismo, e declarada Dogma em 1950 pelo Papa Pio XII.


É possível que Maria de Nazaré tenha experimentado na sua carne o drama da morte?

Refletindo sobre o destino de Maria e sobre a sua relação com o Filho divino, parece legítimo responder afirmativamente: dado que Cristo morreu, seria difícil afirmar o contrário no que concerne à Mãe.

O dogma da Assunção de Nossa Senhora não define se ela morreu ou dormiu, como circula há muito tempo essa devoção da dormição da Virgem Maria dizendo que, chegando o final dos seus dias na terra ela dormiu e foi elevada ao céus.

Sigamos os Conselhos de São Bernardo:

“Nos perigos e, nas angústias, nas dúvidas, pensa em Maria, invoca Maria, que ela não se afaste de teus lábios, não se afaste de teu coração.E, para que possas pedir o auxílio de sua oração, não esqueça o exemplo de sua vida. Seguindo-a, não te desviarás; suplicando-lhe não desesperarás; pensando nela, não errarás. Se ela te segurar, não cairás; se te proteger, não terás medo; se ela te conduzir, não te fadigarás; se estiver do teu lado, chegarás ao fim.”


“Debaixo de vossa proteção nos refugiamos, ó Santa Mãe de Deus. Não desprezeis nossas súplicas em nossas necessidades, mas livrai-nos sempre de todos os perigos, ó Virgem gloriosa e bendita.”



“LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”


Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 2 Comentário. Deixe o seu!

25 de julho de 2016 23:51

"O pecado entrou no mundo por meio de um só homem, e o seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou por toda a raça humana porque todos pecaram."
Romanos 5:12

"Como dizem as Escrituras Sagradas: “Não há uma só pessoa que faça o que é certo; não há ninguém que tenha juízo; não há ninguém que adore a Deus. Todos se desviaram do caminho certo, todos se perderam. Não há mais ninguém que faça o bem, não há ninguém mesmo."
Romanos 3:10-12

"Disse, então, Maria: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador*, porque atentou na humildade de sua serva; pois eis que, desde agora, todas as gerações me chamarão bem-aventurada."
Lucas 1:46-48

*Somente pecadores precisam de um Salvador, e Maria reconheceu que precisava. Se ela não fosse pecadora, não precisaria ser salva.

Ler também Romanos 3:23

Leia mais: http://www.internautascristaos.com/biblia/responde/maria-mae-de-jesus-era-pecadora-como-as-outras-pessoas#ixzz4FU1j9zvG

29 de julho de 2016 16:52

Prezado protestante jhonathan mota ,


Em parte você está certo, Maria foi salva sim, porém foi salva por antecipação em virtude da missão dela de ser mãe do nosso salvador que era puro e nunca teve pecado, portanto, não poderia nascer de uma pessoa com pecado, pois já nos dizem as escrituras(confira):

"Pode o puro(Jesus)Vir dum ser impuro?(Maria) Jamais!"( Livro de Jó 14:4)
Em função da missão divina de Maria ela foi PRE-DESTINADA antes da fundação do mundo a SER SEM PECADO. A Escritura fala da possibilidade de uma eleição antes da fundação do mundo: “Nos elegeu N’ele antes da fundação do mundo” (Ef. 1:4)

No momento da Anunciação o anjo Gabriel a saúda como “cheia de graça”, isto é, sem pecado, viveu totalmente “sob a moção da graça de Deus” (CIC §490). Ao longo dos séculos a Igreja tomou consciência de que Maria, “cumulada de graça” por Deus (Lc 1, 28), foi redimida desde a concepção pelo sangue de Cristo. É isto que confessa o dogma da Imaculada conceição (ou concepção), proclamado em 1854 pelo Papa Pio IX:
“A beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua Conceição, por singular graça e privilégio de Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha de pecado original.” Esta “santidade inteiramente singular” da qual Maria é “enriquecida desde o primeiro instante da sua conceição” lhe vem inteiramente de Cristo: “Em vista dos méritos de seu Filho, foi redimida de um modo mais sublime”. Mais do que qualquer outra pessoa criada, o Pai a “abençoou com toda a sorte de bênçãos espirituais, nos céus, em Cristo” (Ef 1,3). Ele a “escolheu nele, desde antes da fundação do mundo, para ser santa e imaculada na sua presença, no amor”. Fica claro que Maria foi também salva do pecado por Jesus, mas de maneira antecipada, como alguém que toma uma vacina para não ser infectado pela doença.
Obrigado por sua visita e questionamento que serviu para esclarecer melhor este ponto a todos.

Shalom !!!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger