A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » O que é Ser Cristão ? Ser ou não Cristão, trás algum diferencial em sua vida ?

O que é Ser Cristão ? Ser ou não Cristão, trás algum diferencial em sua vida ?

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 25 de dezembro de 2013 | 19:57





João 14,6: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim."




As pessoas não entendem o que é o cristianismo. É por isso que alguns ficam tão ofendidos quando se prega que Jesus é a única forma de salvação. Elas pensam que ser cristão é seguir os ensinamentos éticos de Jesus, como amar ao próximo como a si mesmo. É claro que não é preciso acreditar em Jesus para se fazer isso. Isso não é o cristianismo. O evangelho diz que somos moralmente culpados perante Deus. Espiritualmente, somos separados d’Ele. É por isso que precisamos experimentar Seu perdão e graça. Para isso, é preciso ter um substituto que pague a pena dos nossos pecados. Jesus ofereceu a própria vida como sacrifício por nós.Repudiá-lo é rejeitar a graça de Deus e permanecer espiritualmente separado d’Ele. Se você morre nessa condição você ficará eternamente separado de Deus. Outras religiões não ensinam a mesma coisa.Portanto: Vale mais esta amarga verdade que uma doce mentira.



“E sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos com falsos discursos.” ( Tiago 1,22 )



“Aquele que diz: Eu o conheço, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade; mas qualquer que guarda a sua palavra, nele realmente se tem aperfeiçoado o amor de Deus. E nisto sabemos que estamos nele; aquele que diz estar nele, também deve andar como ele andou.” ( I João 2,4-6 )

Deus não procura grandes pessoas espirituais, Deus procura aqueles que tem um coração puro(Sem misturas), amoroso, voltado para o bem.Jesus ensina:

“Ide, pois, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifícios. Porque eu não vim chamar justos, mas pecadores.” ( Mateus 9,13 )


Ser cristão,  é sentir compaixão pela humanidade que sofre ao ver uma pessoa perdida nas drogas, na bandidagem, na prostituição,depravação, etc. Ser cristão é estar pronto para ajudar independentemente da religião que a pessoa professa, Paulo mostra o que vem a ser um verdadeiro cristão em:


“Digo a verdade em Cristo, não minto, dando testemunho comigo a minha consciência no Espírito Santo, que tenho grande tristeza e incessante dor no meu coração. Porque eu mesmo desejaria ser separado de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne.” ( Romanos 9,1-3 )

Será que temos a coragem de fazer a mesma declaração?

E ainda declara São Paulo, um exemplo de um Verdadeiro Cristão:


“Pois, sendo livre de todos, fiz-me escravo de todos para ganhar o maior número possível: Fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse eu debaixo da lei (embora debaixo da lei não esteja), para ganhar os que estão debaixo da lei; para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns. Ora, tudo faço por causa do evangelho, para dele tornar-me co-participante...” ( I Corintios 9,19-23 )


Será que o nosso amor pelas pessoas consegue transpor estas barreiras ?

Infelizmente muitos dos que se dizem cristãos e tem influencia sobre um grande número de pessoas procuram cada vez mais apresentar os defeitos dos outros, não temos que ficar apresentando defeitos, temos que mostrar como é bom ter uma vida totalmente dependente de Jesus Cristo. Vemos cada vez mais as nossas igrejas cheias, isso é muito bom, mas não é só dentro da igreja que devemos estar, devemos levar a Palavra de Deus a cada canto da sociedade, devemos ter um testemunho exemplar para que através da nossa vida as pessoas possam ver o quanto é bom seguir e servir a Jesus Cristo, muitas na maioria das vezes, os nossos atos falam muito mais do que muitas palavras. Para ser de verdade um cristão devemos viver como Cristo viveu, andar como Cristo andou e principalmente amar como Cristo amou (Assim canta Padre Zezinho em uma de suas melodias).Jesus esteve aqui e as pessoas o seguiam a principio pelo que Ele era e fazia e não pelo o que Ele falava.

Quantas pessoas será que confiaram a sua vidas em nossas mãos pelo nosso testemunho ?

Além disso, Deus requer de nós dedicação exclusiva, tempo integral.Não dá para ser Cristão em uma parte do dia ou da semana e na outra agir como um ímpio.Um cristão verdadeiro é cristão a todo momento. Isso não significa trabalhar muito na igreja ou ter muitos compromissos "cristãos". Significa que aonde eu for, estarei levando Cristo, pois Ele vive em mim.

Não importa se estou na igreja ou no trabalho, meu comportamento deverá ser o mesmo. Então, é preciso que Cristo cresça de tal forma em mim, que tudo que eu falar, pensar ou fizer seja conforme a Sua vontade. Precisamos de fato iluminar e salgar todos os lugares em que colocarmos os nossos pés, a começar na nossa casa:


"Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. "(Mateus 5,13-16 ).

Os antigos cristãos, logo nos primeiros anos do cristianismo, eram chamados de aqueles que seguiam o “Caminho”(Cf . At 9, 2). Era o termo usado para o cristianismo nascente. Os relatos bíblicos falam que em Antioquia eles foram, pela primeira vez, chamados de cristãos(Cf. At 11, 26).


Alguns estudiosos dizem que o nome “cristãos” foi dado pelos romanos, que queriam denominar aqueles que seguiam Jesus, o chamado “Cristo”(ungido em grego), e faziam parte deste movimento religioso que tinha convicções religiosas diferentes das do Império Romano.


Para os romanos, algo depreciativo e que representava, em determinado momento da historia, uma ameaça à soberania dos Imperadores romanos. Porém, alguns outros afirmam que o nome “cristão” foi utilizado para descrever uma qualificação dos seguidores de Jesus, ou seja, aqueles que também eram portadores da unção que era recebida com o batismo.


Porém, quer seja um nome depreciativo ou uma qualidade atribuída pelos moradores de Antioquia, o fato é que ser cristão, não é um título ou um apelido, é uma questão mais de ser do que fazer.O Papa Francisco descreveu muito bem isto, ao dizer: “A Igreja não é uma ONG”.


Desde sempre, o ser cristão é algo que pressupõe responsabilidade

Somos seguidores do Caminho, que é Jesus. Estamos à caminho do céu. Este céu que já começa aqui e se plenifica na eternidade, pois Jesus trouxe os valores do Reino de Deus, com a sua entrada na historia, no tempo, no espaço, em vista da plenitude dos tempos.


Deus é sempre fiel e conta com a nossa fidelidade nas intenções e nas atitudes, para promover o bem, contando sempre com a sua graça para sermos cada vez mais transformados.


Somos “caminheiros” e no “Caminho” que seguimos temos quedas, encontramos atalhos, passamos por obstáculos, andamos em passos mais largos ou mais lentamente.

O importante é ter os olhos fixos na nossa meta que é o Céu, andando pela via da nossa salvação, ou seja, olhando fixamente para Jesus, o Caminho, a Verdade e a Vida, pois Ele já fixou o olhar sobre nós por primeiro e nos amou com um amor sem limites.


Cuidai, cada vez mais, de assegurar a vossa vocação e eleição (2 Ped.1,10)


Vivemos em um mundo que exige de nós uma resposta, mas nós precisamos dar mais do que isso, precisamos dar testemunho. Muitas vezes, como cristãos ainda damos contra-testemunhos de viver neste mundo com amor e paz.

“Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios” (1 Timóteo 4,1).


Deus precisa ser o centro de nossas vidas, de tudo aquilo que vivemos e de nossas decisões para que possamos testemunhar concretamente.

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos. Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons. Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus” (2 Timoteo 3,1-4).


As pessoas estão vivendo o comodismo, mas nosso chamado não é para isso. somos chamados a viver o seguimento de Jesus Cristo.


O Papa emérito Bento XVI nos diz: “O seguimento de Cristo não significa imitar o homem Jesus”.


Existe em nós uma vontade infinita de viver, mas temos de ser cristãos de qualidade, buscando e seguindo Jesus Cristo, pois Ele é o único caminho de experiência de comunhão com Deus.

Se somos cristãos, precisamos viver honestamente e com dignidade, pois o agir segue o ser. Tudo precisa ser marcado por esse nosso ser cristão, por isso é necessário acreditarmos em nós e nas pessoas, mas para isso temos de seguir Jesus.O tempo e a vida exigem de nós aquilo que somos. Temos de dar uma resposta à vida e ser bons cristãos.

A Vocação cristã é ir ao encontro do outro e amá-lo, em qualquer situação


Temos de ser sinal de amor para o mundo, pois Deus precisa de cada um de nós para cuidar do outro. Não estamos aqui, nesta terra, para discutir as coisas materiais, mas para dar testemunho de amor.

Cada um tem seu valor, e somos felizes naquilo que podemos ofertar vivendo na busca desafiante da santidade. Pois nosso alvo é a Santidade.

Recebemos de Deus uma capacidade para viver longe da corrupção, mas precisamos buscar o Senhor para não cairmos em tentação, mas vivermos sempre na santidade e felizes, pois o segredo da felicidade está em viver a coerência da nossa vocação para que não sejamos vazios.Não pode haver frutos se não houver santidade. Temos de ser fiéis àquilo que Deus tem colocado na nossa vida. Tudo depende de nós, pois o Senhor já tem a graça disponível para cada um, para isso temos que nos unir a Ele. Temos que cuidar da nossa vocação e eleição.


Papa Francisco nos diz: “Para sermos testemunhas do Evangelho é necessário sermos autênticos e coerentes”. Temos de viver com alegria e seguir o caminho de Cristo.


O mundo precisa ler, na nossa vida, o Evangelho; não pelo que vestimos, falamos, pregamos, escrevemos ou postamos, mas sim pelo que vivemos


O Filho de Deus incomoda o ímpio, que vive a sua vida longe da vontade de Deus, na qual vale tudo. Nós cristãos precisamos e temos que ser o contrário, dar valor à Palavra de Deus e ter muita fé; por isso somos diferentes.

É por isso que a Palavra diz: “Armemos ciladas ao justo, porque nos incomoda e se opõe às nossas obras” (Sabedoria 2, 12).


A ação do cristão é o bem, o amor ao próximo, viver a alegria na certeza de que a cada dia Deus cuida de nós, lutando contra a ganância e toda tendência ao pecado. A nossa vida é totalmente diferente da de outras pessoas por esta estar sempre na contramão. E, assim, devemos permanecer, porque se entramos no “barco” do ímpio sem outra intenção a não ser levar o evangelho,nos perdemos com ele.


Uma obra de Deus cresce mesmo em tempo de crise, porque é o Senhor quem inspira todas as coisas. Quem persegue ao Pai também nos persegue, pois somos Seus filhos, Sua imagem e semelhança.


Não podemos nunca perder o sentido daquilo que fazemos, por que fazemos e por quem fazemos?


Se a vida está difícil, precisamos nos agarrar a Deus, porque é Ele quem provê todas as coisas de que necessitamos. É o Senhor quem nos dá a alegria, mesmo em momentos de dificuldade.


A serenidade é o caminho para agirmos com discernimento e para não resolvemos os problemas sem antes buscar oração e paciência para que esperemos a hora de Deus.


O demônio não pode nos matar, mas faz constantemente o seu papel de tentador, querendo tirar a nossa paz e a nossa serenidade. A Igreja vive num barco dentro do mar revolto, porque na vida dela [Igreja] nada é fácil. Por isso, precisamos de fé e firmeza.


A calúnia persegue a vida dos cristãos, por essa razão, é preciso que nós sejamos exemplo dando testemunho e vivendo na verdade. Deus quer o melhor para nós. É uma luta árdua, ser cristão é ser herói, pois lutamos contra as nossas vontades, contra nossos vícios e paixões. Até chegarmos ao ponto de dizer que só Deus nos basta. Isso nos custa tempo, fé, fidelidade e muita perseverança.



Em toda a nossa vida de cristãos precisamos lutar contra o pecado, se percebemos que a nossa tendência é a maledicência, então, é preciso evitá-la antes mesmo de começarmos a pensar e a falar de alguém. Porque o pecado é como uma sombra que nos persegue; para isso é necessário que estejamos firmes em Deus.


Precisamos fazer todas as coisas às claras, porque nada neste mundo fica encoberto, um dia tudo vira à luz e será revelado


Quando fazemos muito exercício físico, o primeiro efeito é a dor, porque não estamos acostumados. O mesmo acontece com a nossa alma: é necessário evitar as ocasiões de pecado e prepará-la [a nossa alma] para o tempo da provação, porque as tentações virão até nós.


É preciso fugir dos perigos e das seduções. No campo de luta contra o pecado, a fuga não é sinal de covardia, e sim, de heroísmo. O pecado está batendo à nossa porta, precisamos lutar, não dar facilidades ele. Quem ama o perigo, permanece nele. “A ocasião faz o ladrão” diz o ditado.

Não se pode ser cristão pela metade,ou parcialmente, mas integralmente

Ser cristão não significa fazer coisas, mas deixar-se renovar pelo Espírito Santo

“Não tenha medo da novidade que o Espírito Santo faz em nós...”(Papa Francisco)

Na Missa celebrada na Capela da Casa Santa Marta, no Vaticano, o Papa Francisco destacou a necessidade de renovação para as “estruturas antigas e superadas” da Igreja e advertiu:

“não tenham medo da renovação...A Igreja sempre foi adiante, deixando que o Espírito Santo renove estas estruturas, estruturas da Igreja. Não tenha medo da novidade do Evangelho. Não tenha medo da novidade que o Espírito Santo faz em nós! Não tenha medo da renovação das estruturas”.


Segundo o Papa, na vida cristã e também na vida da Igreja existem estruturas antigas, estruturas superadas. “É necessário renová-las!”, afirmou Francisco. De acordo com ele, a Igreja sempre esteve atenta a isso, com o diálogo com as culturas; sempre se deixando renovar, segundo os lugares, tempos e pessoas. Este, segundo o Santo Padre, é o trabalho sempre foi feito pela Igreja!



“Ser cristão significa deixar-se renovar por Jesus nesta nova vida. Eu sou um bom cristão, todos os domingos, de 11h ao meio-dia, vou a missa e faço isso. Como se fosse uma coleção. Mas a vida cristã não é uma colagem de coisas. É uma totalidade harmoniosa, feita pelo Espírito Santo que renova tudo: renova o nosso coração, a nossa vida e nos faz viver num estilo diferente, num estilo que envolve toda a vida. Não se pode ser cristão pela metade, a tempo parcial”.


O cristão a tempo parcial, continuou o Papa, não funciona! Segundo ele, é preciso ser cristão na totalidade, a tempo integral.


O Papa sublinhou ainda que “as exigências de Jesus eram maiores do que as da lei.”

“A lei permite odiar o inimigo, em vez disso, Jesus diz para rezar por ele. Este é o Reino de Deus que Jesus pregou. A renovação deve acontecer em primeiro lugar em nossos corações. Nós pensamos que ser cristão significa fazer isso ou aquilo, mas não é assim.Ser cristão não significa fazer coisas, mas deixar-se renovar pelo Espírito Santo ou para usar as palavras de Jesus, tornar-se vinho novo. Esta renovação é o Espírito quem nos faz...”


Francisco também recordou que a novidade do Evangelho vai além do homem; ela renova as estruturas.

“Por isso Jesus disse que para o vinho novo são necessários odres novos. A doutrina da lei é enriquecida com Jesus, é renovada, e Jesus faz novas todas as coisas. Jesus renova verdadeiramente a lei, a mesma lei, porém mais madura e renovada”.



Adaptação da Rádio Vaticano
Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger