A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » A que se deve o fracasso do espiritismo reencarnacionista de Allan Kardec na França onde se originou ?

A que se deve o fracasso do espiritismo reencarnacionista de Allan Kardec na França onde se originou ?

Written By Beraká - o blog da família on sábado, 23 de novembro de 2013 | 14:01




O espiritismo praticamente inexiste na França porque foi assim:

Quando Kardec morreu assumiu a Sociedade de Paris uma pessoa que não manteve a coerência na doutrina espírita, ele se chamava Leymarrie. Por gostar de se manter a frente das pessoas, a sociedade espirita foi abalroada por místicos das mais variadas espécies. 


Mas o golpe final do fracasso no espiritismo na França  deu-se na união desse Leymarrie com uma pessoa que dizia fazer fotos de espíritos. E ai já viu né, todos queriam participar dessas bobagens tidas como novidade científica na época.


Como a mentira tem pernas curtas essas tais fotos foram denunciadas a policia e foi constatado que tudo era pura fraude. Desmascarados, os dois acabaram presos e o espiritismo condenado a inexistência. Por isso devemos ter muito cuidado em com pessoas que se dizem místicos é médiuns, pois basta mexer com o sobrenatural para fenômenos estranhos aparecerem na vida das pessoas


Agora por que o espiritismo se desenvolveu no Brasil ?

A resposta é simples : Ora o espiritismo que se pratica no brasil (Xico Xavier, Violetas na janela, Zibia, Lauro Travisan, Curandeirismo, etc) não é o verdadeiro espiritismo. E sim um movimento místico que arrebata as pessoas simples e incautas que passam por dificuldades e querem soluções e respostas imediatas,e quem não quer conforto nessas horas?


Todos querem é lógico !!! Ainda mais pessoas humildes que acreditam em tudo que lhes apresentam sem questionar, sem estudar e aprofundar-se no conhecimento das coisas Por isso como Católicos esclarecidos orientamos que diante de fatos e fenômenos aparentemente estranhos e desconhecidos se instrua. A doutrina espírita oportunista aproveita-se justamente destas lacunas de dor e sofrimentos humanos, apresentando-se como a resposta e solução imediatista.


A doutrina da reencarnação é uma das coisas mais anti-humanas que existe:


Em cada reencarnação a pessoa nasceria com um corpo completamente diferente. O corpo deixaria de ser uma representação do indíviduo e passaria a ser simplesmente um "objeto". Em uma reencarnação, nasceria loiro, na outra  na outra oriental, etc.

Sem contar que o conceito de livre arbítrio perde o sentido, pois em uma reencarnação ela é hetero, na outra é homossexual, na outra é bissexual, etc. Todas as vontades e desejos estariam condicionadas ao corpo que possui. Além de que ela nunca se lembraria dos erros das encarnações anteriores, portanto poderia acabar cometendo-os todos novamente. Viveria em um infinito ciclo de reencarnações. Morrer e nascer na terra diversas vezes não levaria a nada e o homem seria somente um escravo do corpo. No sistema de "reencarnação" o "ser" não existe. 


Não há qualquer lógica na teoria reencarcionista:

Se você comete um erro, você tem que voltar a terra, sem lembrar do erro para "pagá-lo". ? Ao você voltar à terra, por não ter consciência destes erros, você poderá cometê-los novamente, assim como cometer outros, e ter que voltar novamente para pagá-los. Você viveria em um eterno ciclo de reencarnações e não haveria como sair disso. Não há nada de inteligente na doutrina reencarcionista. Ela não é lógica.


Voltar a terra não acrescenta nada ao homem:

Não sei como os adeptos da teoria reencarcionista não percebem isso. Não há nada de "justiça divina" na teoria reencarcionista, pois neste sistema o homem ficaria igual a uma barata tonta indo pra lá e pra cá, perdendo a memória em todos os instantes e cometendo mais e mais erros. O número de carmas tenderia mais a aumentar do que diminuir.

Além de que o conceito de identidade se perde totalmente nessa visão, pois o corpo é o que vai determinar a opção sexual e diversos fatores de um ser, e não mais o seu livre arbítrio. A pessoa passa a ser um mero escravo de um corpo e em cada reencarnação terá um corpo diferente, tornando-se um escravo deste. 


.
Não dá para dar acredito na doutrina de Allan Kardec revelada por supostos espíritos:

Se ele mesmo dizia existir espíritos zombeteiros, como você vai acreditar em uma doutrina que se baseia em contatos com espíritos? Quem garante que esses espíritos são realmente sinceros?

ALLAN KARDEC DIZ: -"Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. Os Espíritos superiores usam constantemente de linguagem digna, nobre, repassada da mais alta moralidade (...). A dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, amiúde trivial e até grosseira. Se, por vezes, dizem alguma coisa boa e verdadeira, muito mais vezes dizem falsidades e absurdos, por malícia ou ignorância" (LE, Introd. §VI, p. 22).


Veja que bobagem: Então, se um demônio aparecesse a eles e falasse com modos... dizendo "por obséquio", "com licença" e "obrigado", seria ele um espírito evoluído ?...


A CIÊNCIA DESMENTE O ESPIRITISMO 




Os espíritas kardecistas, influenciados pelo Positivismo declarado do sr. Hippolyte Léon Denizard Rivail, vulgo Allan Kardec, costumam dizer que sua doutrina é altamente racional e sedimentada em observações científicas. 


As biografias que lemos da vida de Allan Kardec sugerem um Kardec metódico, racionalista e prático. Só a título de exemplo, diz-se numa delas que quando Kardec tomou conhecimento das tais "mesas girantes", que levitam no ar e respondem às perguntas feitas pelos presentes, o criterioso cientista positivista responde:

 "Eu acreditarei quando vir e quando me tiverem provado que uma mesa tem cérebro para pensar, nervos para sentir, e que se pode tornar sonâmbula. Até lá, permita-me que não veja nisso senão uma fábula para provocar o sono" (Henri Sausse, Biografia de Allan Kardec, in Allan Kardec, O que é o Espiritismo edição da Federação Espírita Brasileira, Rio de Janeiro, Brasília 32a edição, 1988, p.14). 


Essa passagem ilustra bem o ar racional de pseudo-intelectualismo e de falsa erudição que se tenta dar ao espiritismo kardecista, que está presente em todos os seus livros doutrinários. No entanto, ao se ler os livros de Allan Kardec, a impressão que se tem é a mesma que tem qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento, ao ler um artigo de uma dessas revistas pseudo-científicas "super" interessantes que são vendidas nas bancas de jornais: é a impressão de se estar lendo um texto escrito por uma pessoa que só está repetindo o que ouviu de outrem, mas que não tem a mínima noção daquilo que diz. 



O que Kardec faz transparecer em seus escritos é que ele aprendeu bem mal aquilo de que trata, sejam assuntos científicos, filosóficos, religiosos ou doutrinários. E se aprendeu mal, ensina pior ainda. 


Os pretensos argumentos científicos se encontram por toda parte nos escritos de Kardec. E as "gagueiras" também. Algumas delas até hilariantes. 


Uma questão bem ilustrativa da gagueira cientificista de Kardec é com relação à doutrina espírita da pluralidade das existências nos mundos:

Segundo a "revelação" que Kardec recebeu dos "espíritos", "todos os globos que circulam no espaço são habitados" (A. Kardec, Livro dos Espíritos, Inst. de Difusão Espírita, 79a edição, 1993, q. 55, p. 60. O sublinhado é nosso).


E quando ele diz todos, inclui as estrelas, pois ele diz que "o Sol não seria um mundo habitado por seres corporais, mas um local de reunião de Espíritos superiores que, de lá, irradiam seus pensamentos para outros mundos (...) Todos os sóis parecem estar numa posição idêntica" (A. Kardec, Livro dos Espíritos, op cit, q. 188, p. 110). Como uma pessoa diz a sua doutrina ser científica e provar cientificamente uma barbaridade destas ?




Outra curiosidade desta passagem é a afirmação de que os pensamentos irradiem das estrelas. Isso soa muito mais como Astrologia do que como Astronomia, o que revelaria uma personalidade bem supersticiosa ao pretenso cientista Kardec. 


Esse traço do seu caráter é também observado em uma biografia sua, onde se diz que quando Kardec recebeu sua primeira "revelação espírita", foi buscar confirmação desta com uma quiromante, a Sra. Cardone, que as confirmou através da inspeção das linhas da mão de Allan Kardec (cfr. H. Sausse, op. e ed. citadas p.22). 




Parafraseando, então, o próprio Kardec, "a razão nos mostra que" ele disse uma asneira. 

Veja mais no link abaixo:


Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 24 Comentário. Deixe o seu!

26 de maio de 2014 22:08

Cometes o mesmo erro que criticas. Tentas demonstrar não haver reencarnação com falácias. Atacas a Teoria Espírita mencionando erros contidos nela que, na verdade, ela não propõe. Exemplo: Dás importância demasiada ao corpo. Somos menos corpo que consciência. Esta, não o corpo, decorrente do ser, faz escolhas certas ou erradas. A longo prazo, aprimoramo-nos.

27 de maio de 2014 22:41

Prezado espírita Cristiano,

Desde quando fatos históricos são falácias ?

O espiritismo praticamente inexiste na França porque foi assim:

Quando Kardec morreu assumiu a Sociedade de Paris uma pessoa que não manteve a coerência na doutrina espírita, ele se chamava Leymarrie. Por gostar de se manter a frente das pessoas, a sociedade espirita foi abalroada por místicos das mais variadas espécies.


Mas o golpe final do fracasso no espiritismo na França deu-se na união desse Leymarrie com uma pessoa que dizia fazer fotos de espíritos. E ai já viu né, todos queriam participar dessas bobagens tidas como novidade científica na época.


Como a mentira tem pernas curtas essas tais fotos foram denunciadas a policia e foi constatado que tudo era pura fraude. Desmascarados, os dois acabaram presos e o espiritismo condenado a inexistência.

Caia na real meu caro, saia deste mundo de ilusões e achologias.

Shalom !!!

9 de abril de 2015 20:46

Falácia, cinismo, analfabetismo e outros ismos, acompanhados evidentemente de estroinice, que somente cidadãos do mundo, com certas peculiaridades, podem cometer!!!! Lamentáve! Mas é a era da informática (e do gelo também!)

11 de abril de 2015 15:32

Prezado e todo poderoso espírita Br Zafira


A FALÁCIA DO ARGUMENTO DE AUTORIDADE: "VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ FALANDO"?


Na bem da verdade, a infame frase nos remonta a uma das maiores falácias argumentativas: o argumento de autoridade.O que é exatamente o argumento de autoridade? É o argumento falacioso, que não refuta absolutamente nada, e que é baseado em alguma qualidade de alguma pessoa em especial, não necessariamente na força do argumento em si. Enfim se critica o argumentador e não o argumento em si.Alguém pode perguntar ou pensar: “qual é o grande problema do argumento de autoridade?” O problema é que o argumento de autoridade não é um argumento, ele é uma forma de se impor uma determinada opinião ou ideologia para alguma pessoa ou até mesmo para uma sociedade inteira, baseado na força, não em argumentos objetivos. A frase “sabe com quem você está falando” é apenas uma radicalização do argumento de autoridade, que pode vir travestidos de vários modos, inclusive por aqueles que sem argumento algum e sem capacidade de refutar alguma coisa simplesmente acusa de falácia, aquilo do qual ele mesmo é incapaz de refutar.

A próxima por favor...

Shalom !!!

10 de dezembro de 2015 17:25

A reencarnação surgiu na França bem antes.Os Judeus em sua grande maioria são reencarnacionistas.Sua visão sobre a inutilidade da mesma reflete tão somente a sua visão [ muito simplista por sinal].Se quer atingir o espiritismo [no qual não faço parte] , tens que ser melhor do que isso.Comece por praticar atos caridosos a medida que eles fazem.Prossiga por estudar a reencarnação em várias culturas [verá que a crença é mais antiga que a velha religião política cristã] pois o crédulo citado , não surgiu com Kardec.E por fim respeite a biografia.Kardec tinha formação científica.De a Cesar o que é de Cesar. Que você se considera ser para insinuar que fala em nome da ciência?Ora....O seu texto merece crédito somente para que o espírita veja o quão baixo foi o nível de seu movimento,permitindo que pessoas sem nível ou ao menos com pouca seriedade , confrontasse sem nenhum preparo ou motivo aparente sua fé.Minha opinião mais sincera.

10 de dezembro de 2015 18:03

Prezado espírita que já atigiu o nirvana e quase desencarnado Marcos Valente,



POR QUE OS CRISTÃOS ACREDITAM NA RESSURREIÇÃO e NÃO RE-ENCARNAÇÃO ?



1)- Paulo não achava que a fé dos cristãos se baseava numa mentira. Ele sabia que Jesus havia sido levantado dentre os mortos e, em sua carta aos coríntios, alistou as evidências disso: ‘Cristo morreu pelos nossos pecados, segundo as Escrituras; foi enterrado; foi ressuscitado no terceiro dia, segundo as Escrituras; e apareceu a Cefas, depois aos doze.’ Então, Paulo acrescentou: “Depois disso apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma só vez, a maioria dos quais permanece até o presente, mas alguns já adormeceram na morte. Depois disso apareceu a Tiago, e então a todos os apóstolos; mas, por último de todos, apareceu também a mim.” — 1 Coríntios 15:3-8.


2)- Por que Paulo tinha tanta certeza disso? Um dos motivos era a grande quantidade de testemunhas oculares. O ressuscitado Jesus apareceu a indivíduos (incluindo o próprio Paulo), a pequenos grupos e até a uma multidão de 500 pessoas, incluindo muitos que nem mesmo acreditaram quando ouviram que Jesus havia sido ressuscitado. (Lucas 24:1-11) O testemunho de uma ou duas pessoas poderia facilmente ser rejeitado, mas não o de 500 pessoas ou mais.



3)- Apesar da confirmação de testemunhas oculares e das Escrituras, havia e ainda há pessoas que duvidam que Jesus tenha sido ressuscitado. Alguns dizem que seu corpo foi roubado por seus discípulos, que então afirmaram ter testemunhado a ressurreição. Mas os discípulos não tinham nem autoridade nem influência para passar pelos soldados romanos que estavam de guarda na entrada do túmulo. Outros dizem que os aparecimentos de Jesus após sua ressurreição foram apenas ilusões. Mas o fato de esses aparecimentos terem sido vistos por muitas pessoas e em diferentes ocasiões contradiz essa teoria. Além disso, seria razoável acreditar que uma ilusão cozinhou e serviu peixes, como Jesus fez na Galileia depois de ter sido ressuscitado? (João 21:9-14) Será que os discípulos poderiam tocar numa ilusão? — Lucas 24:36-39.


4)- Ainda outros afirmam que a ressurreição foi uma mentira inventada pelos discípulos. Mas o que eles ganhariam com isso? Dar testemunho sobre a ressurreição expôs os discípulos a zombaria, sofrimento e morte. Por que eles se arriscariam tanto por uma mentira? Além disso, eles deram testemunho primeiro em Jerusalém, bem à vista de seus opositores, que estariam atentos a qualquer motivo que pudessem usar para condená-los.


5)- PORTANTO: A ressurreição foi justamente o que encorajou os discípulos a dar testemunho de seu Senhor mesmo diante da mais violenta perseguição. A realidade da ressurreição se tornou uma parte central da fé cristã. Os primeiros cristãos não arriscaram a vida apenas para falar de um instrutor sábio que foi assassinado. Eles arriscaram a vida para proclamar a ressurreição de Jesus porque ela provava que ele era o Cristo, o Filho de Deus, uma pessoa poderosa que os apoiava e orientava.Era impossível portanto, darem as suas vidas por uma DOUTRINA RELAXADA como o ESPIRITISMO que adia tudo para depois.


Continua...

10 de dezembro de 2015 18:03

6)- E SE CRISTO NÃO TIVESSE SIDO RESSUSCITADO?
Alguns cristãos na Corinto antiga estavam confusos sobre essa questão, e outros simplesmente não acreditavam na ressurreição literal. Em sua primeira carta aos cristãos ali, Paulo disse quais seriam as consequências se a ressurreição não fosse uma realidade: “Se, deveras, não há ressurreição dos mortos, tampouco Cristo foi levantado. Mas, se Cristo não foi levantado, a nossa pregação certamente é vã e a nossa fé é vã. Além disso, somos também achados como falsas testemunhas de Deus . A vossa fé é inútil; ainda estais em vossos pecados. Também pereceram os que adormeceram na morte em união com Cristo.” — 1 Coríntios 15:13-18.


7)- PAULO FAZ UMA DECLARAÇÃO DESAFIANTE E OUSADA EM 1 Coríntios 15,13-18: “Se a ressurreição dos mortos não fosse uma realidade, Cristo não poderia ter sido ressuscitado. Se Cristo não tivesse sido ressuscitado, o que aconteceria? A pregação das boas novas seria inútil, uma grande farsa. Afinal, a ressurreição de Cristo era um dos elementos principais da fé cristã, pois estava inseparavelmente ligada a alguns dos ensinamentos bíblicos mais básicos sobre a soberania de Deus, seu nome, seu Reino e nossa salvação.


8)- Outras consequências se seguiriam:Se Cristo não tivesse sido levantado dentre os mortos, a fé cristã seria inútil, vazia, uma fraude. Além disso, Paulo e outros teriam mentido não apenas a respeito da ressurreição de Jesus, mas também sobre aquele que o havia ressuscitado, Javé o Deus Todo Poderoso. E o que é pior, a afirmação de que Cristo “morreu pelos nossos pecados” também seria falsa. Afinal, se o próprio Salvador não tivesse sido salvo da morte, como poderia salvar outros? (1 Coríntios 15:3).

Portanto, contra FATOS não existem argumentos Contrários.


Shalom !!!

22 de janeiro de 2016 22:48

Nem vou escrever muito, apenas informar a vc e a todos que leram o que vc escreveu da parte de Chico Xavier em diante , que você ou é muito mal informado ou agiu de má fé mesmo com a doutrina ! Pois o espiritismo praticado por Chico Xavier e por todos aqui no Brasil, é o mesmo de Allan Kardec pois seguimos todos os livros mais importantes escritos por Kardec, nossa base esta nas sua maiores obras, O LIVRO DOS ESPIRITOS, O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, O CÉU E O INFERNO e assim por diante, ou seja como vc vem aqui escrever que o espiritismo aqui do Brasil não é o mesmo ?? Amigo a doutrina é a mesma, a base é a mesma e as leis que seguimos são as mesmas, não seja leviano passando desinformação as pessoas desta maneira, não tente manchar ou diminuir a importancia do espiritismo, porque muitos tentaram e nunca conseguiram, e não vão conseguir, pois o espiritismo veio para ficar e se ramificar , tudo tem seu tempo ! Pesquise mais , estude mais antes de tornar publica sua opinião equivocada ! Paz e Luz !

23 de janeiro de 2016 18:12

Prezado espírita de metal e da cabeça dura,

"Tudo o que tenho psicografado até hoje foi criado por minha própria imaginação"

CHICO XAVIER FOI DESMASCARADO PELO PRÓPRIO SOBRINHO:

Você sabia que Amauri Pena, um sobrinho de Chico Xavier, desmascarou o tio e toda a farsa espírita na qual ele foi educado e persuadido a ser um grande médium, em 1958?

Ele disse ao Diário de Minas:


“Tudo o que tenho psicografado até hoje foi criado por minha própria imaginação, sem que precisasse de interferência de almas do outro mundo. Resolvi por uma questão de consciência contar toda a verdade. Não desmascaro meu tio como homem, mas como médium...”



Confira também no Jornal o Estado de Minas de 20/1/1971 e na revista Realidade, de Novembro 1971, página 65.


Assim como em outras oportunidades, os espíritas daqui também dirão que Amauri Pena estava louco,que ele era dependente químico, etc, etc...mas nada que demonstre que ele mentiu.


Pesquise sobre esse tema em profundidade nas publicações e no site de uma das maiores autoridades mundiais em Parapsicologia: PADRE QUEVEDO,no seu site: CLAP

Fonte: http://brasil.indymedia.org/pt/blue/2004/11/295738.shtml

14 de agosto de 2016 15:07

Os católicos fazem novenas e pedem graças a Francisco de Assis, Antônio de Pádua, Rita de Cassia, Padre Cícero, todos já morreram há muito tempo, os 3 primeiros morreram na Idade Média. São vários os testemunhos de graças alcançadas. Conclusão: os católicos comunicam com mortos, constroem igrejas em homenagem a tais mortos. Curiosamente, em nome da verdade, criam movimentos de combate a religiões que fazem o mesmo, neste caso o Espiritismo.

14 de agosto de 2016 15:09

O Cristianismo foi abraçado na Europa mas na terra de Jesus sofre preconceitos e representa uma minoria.

15 de agosto de 2016 17:06

Prezada espírita Rosangela,

KARDECISTAS E UBANDISTAS NÃO SÃO TODOS EPÍRITAS ? EXISTE PRE-CONCEITO ?

A palavra necromancia significa consultar os mortos (NECRO=Mortos + MANCIA=Consulta).

Se você prestar atenção é diferenciado muito claramente nas passagens abaixo a consulta da adivinhação.

A mera consulta JÁ É ABOMINÁVEL por Deus e totalmente desnecssária para um Cristão.


Há inúmeras passagens da Bíblia em que se condena quem faz necromancia, ou quem procure indagar dos mortos sobre a verdade.(Toda verdade Já foi revelada em Cristo Jesus: Único Caminho Verdade e Vida).


Veja, por exemplo, o que diz o livro do Deuteronômio e o Levítico:

1)- "Quanfo entrares na terra que o Senhor, teu Deus, te há de dar, guarda-te de querer imitar as abominações daquelas gentes. Não se ache entre vós quem purifique seu filho ou sua filha, fazendo-os passar pelo fogo, nem quem consulte os advinhos ou observe sonhos e agouros, nem quem use malefícios, nem quem seja encantador, nem quem consulte os necromantes, ou advinhos, ou quem indague dos mortos a verdade. Porque o Senhor abomina todas essas coisas, e por tais maldades exterminará esses povos à tua entrada"(Deut. 18, 9-12).


2)- Não recorrais aos necromantes, nem consulteis adivinhos, porque eles vos tornariam impuros. Eu sou Javé, vosso Deus. (Levítico 19,31)



Repare que Deus chama a consulta aos mortos de abominação e de maldade. Por que abominação e maldade? Porque quem aparece normalmente aos que invocam as almas são demônios.

O próprio Alan Kardec preveniu que muitas vezes o que aparece nas sessões espíritas são demônios :

"Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. Os Espíritos superiores usam constantemente de linguagem digna, nobre, repassada da mais alta moralidade (...). A dos Espíritos inferiores, ao contrário, é inconseqüente, amiúde trivial e até grosseira. Se, por vezes, dizem alguma coisa boa e verdadeira, muito mais vezes dizem falsidades e absurdos, por malícia ou ignorância" (LE, Introd. §VI, p. 22).


Continua...

15 de agosto de 2016 17:07

Veja que bobagem!! Então, se um demônio aparecesse a eles e falasse com modos... dizendo "por obséquio", "com licença" e "obrigado", seria ele um espírito evoluído ???...



Ora, sendo a Escritura claríssima na condenação da invocação das almas, quem desobedece a essa proibição comete uma grande maldade e abominação, pois despreza a palavra de Deus e entra em contato com demônios.


A Sagrada Escritura dizia que os médiuns tinham o espírito de Piton, isto é da serpente, do demônio.


Portanto, os médiuns ou são possuídos pelo demônio, ou estão sob sua direta influência.


Quem está em pecado é incapaz de ser sobrenaturalmente bom, pois não está com Deus.

Os pecadores podem fazer algum bem material, mas isto não tem nenhum valor sobrenatural.Que adianta dar esmola para um pobre se odeia e desobedece a Deus?


Lembre-se do que diz São Paulo:

"E ainda que eu distribuísse todos os meus bens no sustento dos pobres, e entregasse o meu corpo para ser queimado, se não tivesse caridade, nada disso me aproveitará" (I Cor, XIII, 3).


Ora só pode ter caridade quem está na graça de Deus. E só está na graça de Deus, quem aceita tudo o que Deus ensina, e que a Igreja confirma.


Os espíritas repudiam o que Deus ensinou, e fazem o que Deus proibiu. Logo, não estão na Graça de Deus.


Continua...

15 de agosto de 2016 17:07

Você poderia me perguntar se Deus condena ao inferno quem invoca os espíritos ?


Repondo que sim: a desobediência grave a uma lei de Deus, feita com pleno conhecimento e plena vontade leva ao inferno, se a pessoa morrer sem ter se arrependido desse pecado. Portanto, se alguém invocar espíritos e não se arrepender antes de morrer, irá, sim para o inferno, pois colocou mais sua confiança em SUPOSTOS ESPÍRITOS DE DEFUNTOS a confiar em Deus, isto é IDOLATRIA,pois tudo aquilo que se coloca entre nós e Deus é idolatria.


CONCLUSÃO: Ambos Kardecistas e Umbandistas SÃO A MESMA COISA,por que ambos acreditam na reencarnação e praticam a necromancia. E não sou eu que afirmo isso, mas é a própria Federação Espírita Brasileira (FEB) que, expressando-se oficialmente, disse:


"Todo aquele que crê nas manifestações dos espíritos é espírita; ora, o umbandista nelas crê, logo o umbandista é espírita" (Reformador, julho de 1953, órgão oficial da FEB apud. Pe. Edvino Augusto Friderichs, S.J. "Onde os espíritos baixam", 2a. edição, Ed. Loyola, p.10)




O que eu não consigo entender é o porquê desta intransigência dos kardecistas em não quererem aceitar os umbandistas como espíritas. Se eles se dizem tão tolerantes, por que tanta intolerância com os seus "irmãos" umbandistas?


Você poderia me explicar isto ?


Shalom !!!

26 de setembro de 2016 20:57

Meu velho, vc não respondeu a pergunta da mulher. Ela falou que católicos tb invocam espíritos de mortos e vc enrolou e nada justificou sobre isso. Não sou espírita, mas, responda o que ela perguntou. Lá em cima, tb, vc saiu pela tangente ao não responder nada sobre o que o cara argumentou sobre que não há diferença sobre o espiritismo na França e no Brasil. Vc cometeu o erro que chamamos de fuga do tema, um dos quatro erros da ciência da hermenêutica. Assim vc perde créditos, colega. Sobre o resto, concordo com tudo que vc falou. Abraço.

29 de setembro de 2016 09:33

Prezado Crítico,

O problema com as respostas é que queremos que elas saiam no formato que queremos, e não como elas devem realmente ser, ou seja verdadeiras. É completamente diferente a intercessão da evocação de espíritos de mortos em reuniões,mesas brancas e terreiros, prática condenada pelas escrituras e pelo magistério da Igreja. Na intercessão ao contrário da necromancia não se entra em contato direto com espíritos de pessoas falecidas a procura de consolo e conselhos como fazem os espíritas e umbandistas. Na intercessão se pede a Cristo que pelos méritos do santo nos alcancem graças necessárias. Quando se pede a intercessão de uma santo junto a Cristo, não entramos em contato com o espírito do mesmo,mas apenas pedimos para que lá onde ele já está, ou seja, junto a Cristo em espírito e em verdade, interceda por nós, simples assim.Caro Crítico, vc querer negar a diferença do espiritismo França do brasileiro, é o mesmo que querer negar que não existe diferença alguma do Catolicismo Romano puro, praticado no Vaticano do Catolicismo à brasileira ou Latino Americano com seu sincretismo religioso.

Se você quer negar o óbvio, ai meu caro o problema da insanidade irracional desta análise comparativa é seu e não nosso.

Shalom !!!

3 de novembro de 2016 15:30

Buscando no google por fracassos religiosos encontrei este artigo que discorre sobre a queda do espiritismo na França. E usa argumentos lógicos para demonstrar eventuais falhas na base do pensamento espírita em especial a reencarnação.
Não pude me furtar em tecer um comentário que pode, ou não, ser interpretado como uma pergunta.
Como é possível discutir religião usando lógica?
Toda religião tenta ligar o material (homem) com o imaterial (deuses). Ou seja a realidade com a fantasia. Isso é um campo totalmente fora da lógica, pois essa ligação simplesmente não existe. Não existe deus, deuses, deusas, santos ou sacis. Cada um pode acreditar nisso ou em fadas e duendes, porém a realidade não será alterada.
Se fossemos usar lógica para o cristianismo como poderíamos explicar a santíssima trindade? ou terceirização dos “pecados”? (afinal Jesus pagou pela culpa de outros).
No cristianismo e em outras religiões semelhantes, o Deus, provavelmente Jeová, criou o homem e, posteriormente, a mulher, colocou-os em um jardim, pôs uma fruta em sua frente e disse que não era para comer. Se for para usar lógica, Deus, sendo um tanto esperto, já sabia que Dão e E comeriam da fruta. Pois é lógico que, com o passar de milênios e mais milênios, o tédio sairia vitorioso.
Em vários momentos o Deus bíblico se arrepende:


1Cr 21:15 E Deus mandou um anjo a Jerusalém para a destruir; e, estando ele prestes a destruí-la, o Senhor olhou e se arrependeu daquele mal, e disse ao anjo destruidor: Basta; agora retira a tua mão.


Ams 7:6 Também disso se arrependeu o Senhor. Nem isso acontecerá, disse o Senhor Deus.


Jon 3:10 Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho, e Deus se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez.


O que não é lógico se consideramos que um deus é perfeito. Provavelmente existe algum estudo bíblico mostrando que não é bem assim. Isso acontece para cada “dúvida” encontrada na bíblia. Pois na interpretação dela se utiliza uma lógica torta que parte do princípio que ela, a bíblia, é perfeita logo, tudo tem que ser interpretado de forma a manter sua perfeição.


De tal forma que a Bíblia, base do cristianismo, é um apanhado de histórias que possuem trechos que podem ser pescados para justificar quase tudo.
Se você é cristão, coisa que eu não sou, e ainda assim é capaz de apontar erros em outras religiões talvez fosse interessante reler essa passagem:


“Por que vês tu, pois, o argueiro no olho do teu irmão, e não vês a trave no teu olho? Ou como dizes a teu irmão: Deixa-me tirar-te do teu olho o argueiro, quando tens no teu uma trave? Hipócrita, tira primeira a trave do teu olho, e então verás como hás de tirar o argueiro
do olho de teu irmão. (Mateus, VII: 3-5).”


É exatamente isso, um religioso acusar outra religião quando a sua própria é cheia de falhas e incoerências é algo bem próximo de hipocrisia.


Claro, nem de longe pretendo mudar sua visão de mundo, pois sei que isso já está arraigado dentro de seu coração. Simplesmente me senti compelido a registrar esse meu ponto de vista.

Abraços e muita paz em sua busca por iluminação.

5 de novembro de 2016 14:29

Prezado espírita Péricles,


A luz e a Paz a que vc se refere ao final de sua missiva, eu já encontei em Cristo, hoje com este despretensioso blog, que é uma gota de água no oceano, procuro levar aos outros a mesma paz e luz que encontrei a pessoas que como vc ainda estão nesta busca. Respondendo a sua missiva agora:


Nossa fé caro Péricles,não é puro sentimento ou apenas a invenção de um grupo de homens mal intencionados e manipuladores. Existe a racionalidade da fé. E no Catolicismo esta inteligência da fé possui uma densidade tal, que seria um pecado de omissão não conhecer e estudar.A Fé é um ato da inteligência; portanto não é um sentimento vago, mas é expressão da mais nobre faculdade que o homem tem: o intelecto,que tenta aplicar-se ao objeto mais nobre que possa ser concebido, ou seja, a Deus.Esse ato do intelecto é movido pela vontade, pois o objeto da fé transcende os limites do intelecto humano (a verdade é mais ampla do que o alcance do nosso intelecto). Sendo assim, o objeto da fé não obriga a um assentimento, não é tão evidente que force a adesão de quem o contempla.A vontade, portanto, deve mover o intelecto para que diga Sim ou Não.A vontade, porém, só move o intelecto depois do exame das credenciais sobre as quais se apoia cada proposição de fé. Cabe então ao intelecto humano averiguar as razões em virtude das quais o indivíduo pode e deve crer: estude o Evangelho, a história, a paleografia… e chegue eventualmente à conclusão: “Não é absurdo crer; não é infantilismo ter fé”. Há razões suficientemente fortes para que o homem diga Sim ao objeto de fé, sem trair sua dignidade de homem adulto. Portanto o homem crê inteligentemente. E a própria razão sadiamente crítica que aponta o caminho da fé.Assim evitam-se as superstições e crendices que não resistem ao crivo da razão, a qual o próprio Cristo aconselhou usa-la nestas duas passagem:




“Porquanto, qual de vós, desejando construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o custo do empreendimento, e avalia se tem os recursos necessários para edificá-la?Para não acontecer que, havendo providenciado os alicerces, mas não podendo concluir a obra, todas as pessoas que a contemplarem inacabada zombem dele, proclamando: ‘Este homem começou grande construção, mas não foi capaz de terminá-la!’ Ou ainda, qual é o rei que, pretendendo partir para guerrear contra outro rei, não se assenta primeiro para analisar se com dez mil soldados poderá vencer aquele que vem enfrentá-lo com vinte mil? Se chegar à conclusão de que não poderá vencer, enviará uma delegação, estando o inimigo ainda longe, e solicitará suas condições de paz.”(Lucas 14,28-32).





É Pedro caro Péricles, que reforça aos Cristão o uso de uma fé RACIONAL:“Ora, quem vos fará mal se sois zelosos do bem? Todavia, ainda que venhais a sofrer porque viveis em justiça, sereis felizes. “Não vos atemorizeis, portanto, por causa de ameaças, nem mesmo vos alarmeis.” Antes, reverenciai a Cristo como Senhor em vosso coração, estando sempre preparados para responder a qualquer pessoa que vos questionar quanto à RAZÃO da esperança que há em vós. Contudo, fazei isso com humildade e respeito, conservando boa consciência, de tal maneira que os que falam com malignidade contra o vosso bom comportamento, pelo fato de viverdes em Cristo, fiquem envergonhados de suas próprias calúnias. Porque é melhor sofrer por praticar o bem, se for da vontade de Deus, do que por fazer o mal.”(I Pedro 3,13-17).

Continua...

5 de novembro de 2016 14:30

Quem ensinou a doutrina contra a ciência, a filosofia e a razão caro Péricles, foi o pai dos evangélicos: Lutero, que é contra a razão, a filosofia e a ciência, pois assim ele dizia:“A razão é a prostituta, sustentáculo do diabo, uma prostituta perversa, má, roída de sarna e de lepra, feia de rosto (sic), joguemos-lhe imundícies na face para torná-la mais feia ainda.” (Brentano: 17).



“Eu devo cortar a cabeça da filosofia, e que Deus me ajude a fazê-lo; pois assim deve ser.” (Grisar: 462) .




A terra é seu centro (...) Acima da Terra, uma abóboda imensa (...) a abóboda azul (...) é firme, sólida; e por cima, se estende o céu. O inferno fica no centro da terra, sob nossos pés (sic.). ...Lê-se na Bíblia que Josué deteve o Sol; não foi a Terra que ele deteve. Copérnico é um tolo.” (Brentano: 145).








Agora Péricles verdade seja dita : “O Iluminismo em nome da DEUSA RAZÃO, cometeu as maiores IRRACIONALIDADES da História” - Comprovando que podemos sim, usar a Razão tanto para o bem como para o mal, para justificar ações boas, ou más, neste caso fazemos dela verdadeiramente uma prostituta, usando-a de forma utilitarista, agindo em causa própria.Em nome da razão se fazem as guerras,se justificam atitudes imorais, pela razão tranqüilizamos nossas consciências diante dos erros e das injustiças: “Sou fraco, não tenho nada haver com isto, não é problema meu, a culpa não é minha...etc.”De acordo com Santo Tomás de Aquino, "a filosofia é a ciência do ser, em si mesmo e das primeiras causas, à luz da razão natural". É uma verdadeira ciência universal, pois, em seus princípios, se fundam todas as outras ciências, ditas particulares: a física, a biologia, a química, etc. Esses princípios são o da causalidade, o da não-contradição, o da inteligibilidade, etc. Como ciência de base mais larga e mais sólida, pode apontar às outras ciências, como errado, o que nelas contradiga as suas próprias conclusões.A filosofia tomista é "philosophia perenis" (filosofia perene), o que significa que ela não se confunde com os arremedos dessa preciosa ciência que surgiram na era moderna a partir de Descartes. Ela é a única que merece verdadeiramente o nome de "filosofia". E, no lugar que ocupa, de "ciência das ciências", é também um grande instrumento para a compreensão da realidade e serve grandemente à defesa da fé cristã. De acordo com o tomismo, a graça é um dom que se alia e aperfeiçoa a natureza:Lutero recusou-se a aceitar a concepção católica da graça e ensinou que os poderes naturais do homem eram totalmente incapazes frente ao pecado. Para Lutero, a queda não representou a perda de um dom sobrenatural (acima da natureza), mas a destruição de um elemento essencial da natureza humana. A solução de Lutero é radical, não lógica. No campo da teologia, não há motivo para se absolutizar o pecado dessa forma, o que, de outra forma, tornaria impossível distinguir entre o pecado original e os pecados atuais. Por fim,a Escritura não ensina em parte alguma que temos um conhecimento inato de Deus:


Ela diz que o que de Deus se pode conhecer se conhece através das coisas visíveis (= corpóreas): "sendo percebidos mediante as coisas criadas" (Rm 1,20).Ou seja, com o uso da razão.


Obrigado pela visita e volte sempre !!!

Shalom !!!

24 de fevereiro de 2017 03:05

"A doutrina da reencarnação é uma das coisas mais anti-humanas que existe"

Sim, a idéia de viver num inferno eterno de sofrimento, mesmo tendo pecado na Terra por, no máximo, uns 120 anos, é bem mais humana.

1 de março de 2017 14:08

Prezado espírita Jean Carlos,

O problema com as respostas é que queremos que elas saiam no formato que queremos, e não como elas devem realmente ser, ou seja verdadeiras. Morrer e nascer na terra diversas vezes não levaria a nada e o homem seria somente um escravo do corpo. No sistema de "reencarnação" o "ser" não existe. Não há qualquer lógica na teoria reencarcionista:Se você comete um erro, você tem que voltar a terra, sem lembrar do erro para "pagá-lo". ? Ao você voltar à terra, por não ter consciência destes erros, você poderá cometê-los novamente, assim como cometer outros, e ter que voltar novamente para pagá-los. Você viveria em um eterno ciclo de reencarnações e não haveria como sair disso. Não há nada de inteligente na doutrina reencarcionista. Ela não é lógica.
Difere das justas penas eternas do inferno:
A ofensa feita à Majestade infinita deve merecer castigo infinito, diz São Bernardino de Sena.

“Mas como a criatura, escreve o Doutor Angélico, não é capaz da pena infinita em intensidade, é com justiça que Deus torna a pena infinita em duração.”

Além disso, a pena deve ser necessariamente eterna, porque o réprobo jamais poderá prestar satisfação por sua culpa. Nesta vida, o pecador penitente pode satisfazer pela aplicação dos merecimentos de Jesus Cristo; mas o condenado não participa desses méritos, e, portanto, não podendo por si satisfazer a Deus, sendo eterno o pecado, eterno também deve ser o castigo (Sl 48, 8-9).
“Ali a culpa — disse o Belluacense — poderá ser castigada, mas jamais expiada” (Lib. II, 3p), porque, segundo Santo Agostinho, “ali o pecador é incapaz de arrependimento. Os condenados não se humilharão; pelo contrário, crescerá neles a perseverança do ódio”. São Jerônimo afirma que “nos réprobos, o desejo de pecar é insaciável” (Pr 27, 20). A ferida de tais desgraçados é incurável; porque eles mesmos recusam a cura (Jr 15, 18).”
Shalom !!!

15 de março de 2017 08:54

Pelo que li em seu longo texto .Nota-se a sua Total Ignorância quanto à Doutrina de Kardec, de antemão lhe digo que não sou espírita. Mas retomando você não entendeu nada do que Leu.Todo espírito é criado simples e ignorante e sua Evolução neste Planeta se da em várias Vidas.E é incrível que não tenhas entendido que Um dia atingirás um Grau de Evolução tão grande que se tornarás Pleno não tendo mais necessidade de Renascer ( Não é um processo eterno) Como afirmas. A consciência não têm gênero Não é Homem e nem Mulher.Nós já estivemos aqui muitas vezes, bem como habitarás Planetas Superiores Um dia. Se existem pessoas que mancham o Espiritismo assim como ocorre em Várias Religiões isso é fato. Não julgue os Outros por você. Portanto, Senhor Vá Estudar! Parece de escrever tanta inutilidade e Difamar algo que vai te ajudar quando vc Morrer fisicamente. Mude suas atitudes e procure Investir em coisas edificantes para si e para os outros.

15 de março de 2017 15:56

Prezado espírita Carlos Alberto,

Toda seu malabarismo achológico, sem fundamentação alguma na palavra de Deus, cai por terra quando Cristo diz ao ladrão arrependido na Cruz: "Ainda HOJE estarás comigo no paraíso". Meu caro para estar junto a Deus, não precisa de EVOLUÇÃO, mas de um coração contrito e arrependido, pois só há perdão onde há arrependimento, eis o motivo pelo qual o demônio, não tem a salvação, pois ele já atingiu o mal alto grau da evolição espiritual, é inteligentíssimo e livre e optou definitivamente por viver na ausência de Deus misericordioso, que respeita a livre decisão. Somos salvos pela graça de Deus, e não por evoluções. Simples assim!

Shalom !!!

20 de abril de 2017 14:10

SAUDAÇÕES! ME CONSIDERO PRATICANTE DO BATUQUE DOS ORIXÁS, PORÉM ACIMA DE QUALQUER CRENÇA E RITO HÁ O DEUS ABSOLUTO. INDO NA RAIZ DAS RELIGIÕES DITAS ABRAÂMICAS, TEMOS NA TEOLOGIA JUDAICA UMA PALAVRA EM HEBRAICO QUE REFERE-SE A DEUS EM SUA ESSÊNCIA ÍNTIMA QUE PRONUNCIA-SE "AYN SOPH", E SIGNIFICANDO EM TRADUÇÃO LITERAL: "FONTE ILIMITADA". ORA, A FONTE É AQUILO QUE DÁ E EMANA DE SI, E ILIMITADA É SINÔNIMO DE INFINITO E SEM LIMITES. REALMENTE DEUS É UM CRIADOR INFINITO SENDO ALGO TÃO ABSTRATO E INCONCEBÍVEL A MENTE HUMANA. PODEMOS LIMITAR OS MISTÉRIOS E SEGREDOS DE DEUS?? CERTAMENTE ELE CONDUZ TODA NAÇÃO ESPIRITUAL SEGUNDO SUAS LEIS E INSPIRANDO CADA UMA PELAS DIFERENTES QUALIDADES DIVINAS E SEGREDOS ETERNOS. CADA TRADIÇÃO TEM SUA MISSÃO QUE NÃO PODEMOS COMPREENDE-LAS TOTALMENTE COM NOSSAS ALMAS BLOQUEADAS PELOS LIMITES DA CARNE E DA MATERIALIDADE. NO FIM NUNCA IMPORTARÁ O QUE DISSERMOS E O QUE OPINARMOS SOBRE QUESTÕES ESPIRITUAIS, POIS LÁ NO INFINITO ESTARÁ O PAI ETERNO COM SUA VONTADE SUPREMA CRIANDO ATÉ O IMPOSSÍVEL, SILENCIANDO HUMILDEMENTE AS PRETENSÕES DE TODOS OS SEUS AMADOS FILHOS. CUMPRIMENTOS!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger