A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » Quem prega a Verdadeira doutrina e a verdadeira Tradição Apostólica ? A Igreja Católica, ou Igreja Protestante ?

Quem prega a Verdadeira doutrina e a verdadeira Tradição Apostólica ? A Igreja Católica, ou Igreja Protestante ?

Written By Beraká - o blog da família on sexta-feira, 26 de julho de 2013 | 15:08






A Maturidade dos Católicos e a superioridade da doutrina  Católica  se confirmam nestas duas passagens bíblicas abaixo:


Hebreus 5,12-14
: “Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento.Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.”


Hebreus 6,1-3: Pelo que deixando os rudimentos da doutrina de Cristo, prossigamos até a perfeição, não lançando de novo o fundamento de arrependimento de obras mortas e de fé em Deus, e o ensino sobre batismos e imposição de mãos, e sobre ressurreição de mortos e juízo eterno.”



Os Protestantes ainda não conseguiram superar ainda o ensino básico sobre as boas obras necessárias a Salvação (E Sempre colocam a PASSAGEM ABAIXO DE FORMA INCOMPLETA):Confundem obras da Lei(Criticadas por São Paulo) com as obras de misericórdia que confirmam os eleitos de Deus(Conf. Mateus 25,31-46).


VEJAMOS A PASSAGEM COMPLETA QUE DESMASCARA OS PROTESTANTES: Efésios 2,8-10:


“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Não vem das obras, para que ninguém se glorie;Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.”



Pior ainda confundem Imagem com ídolos e idolatria:

Imagem não é o mesmo que ídolo. Chama-se ídolo: uma imagem falsa, um simulacro a que se atribui vida própria, conforme explica o profeta Habacuc (2, 18). Eis o que claramente indica Habacuc, dizendo: "Ai daquele que diz ao pau: Acorda, e a pedra muda: Desperta" (Hbac 2, 19).

A Bíblia reza no livro de Josué: "Josué prostrou-se com o rosto em terra diante da arca do Senhor, e assim permaneceu até à tarde, imitando-o todos anciãos de Israel" (Jos 7, 6).Terão sido idólatras Josué e os anciãos de Israel?


A idolatria consistiria em achar que a divindade está em uma estátua, por exemplo. Ou seja, teríamos que colocar alimentos para as imagens, como faziam os romanos, os egípcios e os demais povos idólatras. Teríamos que achar que Deus e o santo são a mesma pessoa. (No fundo, seria dizer que o Santo não é o próprio Santo, mas Deus).Não existe idolatria relativa, ou dedutiva, mas absoluta, ou seja, ou é ou não é. Os Protestantes deduzem que os Católicos são Idólatras pela prática exterior, mas Deus julga pelo interior.

Nunca se ouviu algum católico defendendo que o Santo era Deus! Mesmo porque isso seria cair em um panteísmo (defendido por Calvino e Lutero em algumas de suas obras).

E, ainda mais difícil, os católicos teriam que afirmar que o Santo é a Própria Estátua que teria vida própria, o que seria uma infantilidade. Nenhum católico acredita que o santo e sua imagem seja o próprio Deus. Logo, não há idolatria possível, visto que esta consiste em adorar um falso deus.

Percebemos também, que o  mesmo Deus, no livro do Êxodo em que proíbe que sejam feitas imagens, manda Moisés fazer dois querubins de ouro e colocá-los por cima da Arca da Aliança (Ex 25, 18-20). Manda-lhe, também, fazer uma serpente de bronze e colocá-la por cima duma haste, para curar os mordidos pelas serpentes venenosas (Num 21, 8-9). Manda, ainda, a Salomão enfeitar o templo de Jerusalém com imanges de querubins, palmas, flores, bois e leões (I Reis 6, 23-35 e 7, 29).

Ora, se Deus manda fazer imagens em várias passagens das Sagradas Escrituras (Ex 25, 17-22; 1Rs 6, 23-28; 1 Rs 6, 29s; Nm 21, 4-9; 1Rs 7, 23-26; 1 Rs 7, 28s; etc) e proíbe que se façam imagens em outra, de duas uma, ou Deus é contraditório ou fazer imagens não é idolatria! Portanto, fica claro que o erro não está nas imagens, mas no tipo de culto que se presta à elas: Latria (Adoração), ou dulia(Mero respeito, ou veneração).

Nas imagens católicas se representam os santos, que são pessoas que possuem virtudes que os tornam "semelhantes" a Deus, como afirmou S. Paulo: "já não sou eu quem vivo, mas é Cristo que vive em mim".

As imagens católicas representam pessoas virtuosas. Virtude essa que provém da graça de Deus. O mesmo não se dava na idolatria real, pois os antigos povos idólatras representavam as virtudes e os vícios em seus ídolos.



Para citar este texto: Apostolado do blog O BERAKASH: http://berakash.blogspot.com.br/







Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 2 Comentário. Deixe o seu!

28 de julho de 2017 22:02

nos cristão temos que crer na palavra porque e por elas que nos vamos herdar o reino dos céus. a biblia relata que e pra nos examinar as escrituras que cuidar nela a vida eterna

30 de julho de 2017 08:01

Prezada protestante Cledinei,



Imagem não é o mesmo que ídolo. Chama-se ídolo: uma imagem falsa, um simulacro a que se atribui vida própria, conforme explica o profeta Habacuc (2, 18). Eis o que claramente indica Habacuc, dizendo: "Ai daquele que diz ao pau: Acorda, e a pedra muda: Desperta" (Hbac 2, 19).A Bíblia reza no livro de Josué: "Josué prostrou-se com o rosto em terra diante da arca do Senhor, e assim permaneceu até à tarde, imitando-o todos anciãos de Israel" (Jos 7, 6).Terão sido idólatras Josué e os anciãos de Israel?

A idolatria consistiria em achar que a divindade está em uma estátua, por exemplo. Ou seja, teríamos que colocar alimentos para as imagens, como faziam os romanos, os egípcios e os demais povos idólatras. Teríamos que achar que Deus e o santo são a mesma pessoa. (No fundo, seria dizer que o Santo não é o próprio Santo, mas Deus).Não existe idolatria relativa, ou dedutiva, mas absoluta, ou seja, ou é ou não é. Os Protestantes deduzem que os Católicos são Idólatras pela prática exterior, mas Deus julga pelo interior.Nunca se ouviu algum católico defendendo que o Santo era Deus! Mesmo porque isso seria cair em um panteísmo (defendido por Calvino e Lutero em algumas de suas obras).E, ainda mais difícil, os católicos teriam que afirmar que o Santo é a Própria Estátua que teria vida própria, o que seria uma infantilidade. Nenhum católico acredita que o santo e sua imagem seja o próprio Deus. Logo, não há idolatria possível, visto que esta consiste em adorar um falso deus.Percebemos também, que o mesmo Deus, no livro do Êxodo em que proíbe que sejam feitas imagens, manda Moisés fazer dois querubins de ouro e colocá-los por cima da Arca da Aliança (Ex 25, 18-20). Manda-lhe, também, fazer uma serpente de bronze e colocá-la por cima duma haste, para curar os mordidos pelas serpentes venenosas (Num 21, 8-9). Manda, ainda, a Salomão enfeitar o templo de Jerusalém com imanges de querubins, palmas, flores, bois e leões (I Reis 6, 23-35 e 7, 29).Ora, se Deus manda fazer imagens em várias passagens das Sagradas Escrituras (Ex 25, 17-22; 1Rs 6, 23-28; 1 Rs 6, 29s; Nm 21, 4-9; 1Rs 7, 23-26; 1 Rs 7, 28s; etc) e proíbe que se façam imagens em outra, de duas uma, ou Deus é contraditório ou fazer imagens não é idolatria! Portanto, fica claro que o erro não está nas imagens, mas no tipo de culto que se presta à elas: Latria (Adoração), ou dulia(Mero respeito, ou veneração).Nas imagens católicas se representam os santos, que são pessoas que possuem virtudes que os tornam "semelhantes" a Deus, como afirmou S. Paulo: "já não sou eu quem vivo, mas é Cristo que vive em mim".As imagens católicas representam pessoas virtuosas. Virtude essa que provém da graça de Deus. O mesmo não se dava na idolatria real, pois os antigos povos idólatras representavam as virtudes e os vícios em seus ídolos.


Como pode comprovar acima, usamos as escrituras para comprovar que estamos certos no uso correto da imagens, e vocês protestantes estão errados em seus préjulgamentos. E lembre-se que quem vai nos julgar é Deus e não o protestantismo dividido.

Shalom !!!

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger