A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Santa Sé critica na ONU financiamento a programas de aborto

Santa Sé critica na ONU financiamento a programas de aborto

Written By Beraká - o blog da família on segunda-feira, 26 de setembro de 2011 | 13:39


A posição foi assumida no Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas(16/9/2011)

 

A Santa Sé qualificou como “totalmente inaceitáveis” as tentativas de financiar projetos de contraceção e aborto no plano de cuidados de saúde materna.



Na 18ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, o observador permanente da Santa Sé disse esperar que “a comunidade internacional consiga reduzir a mortalidade materna promovendo intervenções eficazes, que se baseiem nos valores mais profundos e no conhecimento médico e científico, respeitando a sacralidade da vida desde a sua conceção à morte natural”.



“Pensamos que é totalmente inaceitável que o assim chamado ‘aborto seguro’ seja promovido pelo relatório discutido durante esta sessão do Conselho dos Direitos Humanos ou, ainda mais significativamente, pela Estratégia Global das Nações Unidas para a Saúde das Mulheres e Crianças”, declarou D. Silvano Tomasi.



Falando na sede das agências especializadas das Nações Unidas, em Genebra, Suíça, o arcebispo italiano apelou a uma abordagem baseada nos direitos humanos para eliminar a mortalidade materna que é prevenível.



"Com grande pesar, é preciso reconhecer que foram feitos progressos insuficientes para evitar os 350 mil casos de morte durante a gravidez ou no momento do parto". Dom Tomasi alargou para outras emergências o discurso dos riscos para as mulheres: a infibulação feminina, matrimónio para crianças e violências.

E acrescentou: "É necessário reiterar, mais uma vez, que toda a mulher tem igual dignidade em relação ao homem".


"A mulher – acrescentou – tem um lugar e uma vocação distinta que é complementar, de não menos valor que a do homem."


A recomendação do arcebispo foi concreta: passos em frente do ponto de vista legal para a promoção da condição da mulher; melhoramento dos sistemas de saúde para uma assistência completa; e sistemas de controlo e verificação das obrigações dos Estados sobre esses temas.


A Igreja Católica está empenhada no âmbito da saúde, em particular afavor das pessoas que ficam excluídas da assistência assegurada pelos governos, mas também no âmbito educacional, bem como também empenhada na promoção de políticas que protejam tais direitos.


Em seguida, o observador da Santa Sé fez uma distinção, afirmando que a Igreja não partilha a expressão "aborto perigoso", que deixa entender que haja um aborto sadio.


"Qualquer aborto destrói a vida humana", reiterou o Arcebispo Tomasi, recordando que na declaração internacional da Conferência ONU de 1984 sobre a população se reconhecia que "nunca é aceitável concebê-lo como método de planeamento familiar."

Portanto, não a programas de promoção da contracepção e do aborto que – explicou , por exemplo, na África não resolvem as principais causas de morte.


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger