Decreto do CONCÍLIO VATICANO II “APOSTOLICAM ACTUOSITATEM” Nº 6 (SOBRE O APOSTOLADO DOS LEIGOS):“Aparecendo na nossa época novos problemas e grassando gravíssimos erros que ameaçam inverter profundamente a religião, a ordem moral e a própria sociedade humana, este S. Sínodo exorta de coração todos os leigos, conforme a capacidade intelectual e a formação de cada qual, que, segundo a mente da igreja, assumam mais conscienciosamente as suas responsabilidades no aprofundamento dos princípios cristãos, na sua defesa e na adequada aplicação dos mesmos aos problemas de nossa época”.
Home » , » Ele não é Pesado, "é meu irmão…”

Ele não é Pesado, "é meu irmão…”

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 6 de julho de 2011 | 09:56


Essa foi à resposta de um menino haitiano a um repórter da CNN, no momento em que com muito sacrifício carregava seu irmão mais novo.




Colossenses 3,12-15: “Portanto, como eleitos de Deus, santos e queridos, revesti-vos de entranhada misericórdia, de bondade, humildade, doçura, paciência. Suportai-vos uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, toda vez que tiverdes queixa contra outrem. Como o Senhor vos perdoou, assim perdoai também vós. Mas, acima de tudo, revesti-vos da caridade, que é o vínculo da perfeição. Triunfe em vossos corações a paz de Cristo, para a qual fostes chamados a fim de formar um único corpo. E sede agradecidos...”



Nem precisa dizer que já ouvimos muitas interpretações estranhas deste apelo que o Apóstolo Paulo faz à comunidade cristã que vivia em Colossos.

Dizem que havia problemas e divisões tão graves dentro da comunidade, que Paulo já nem pode dizer-lhes “Amai-vos uns aos outros!”, mas se fica pelo apelo a que todos se aturem o melhor possível, em que findará tudo isto ?...


O que nós fizemos das palavras ?...


“Suportai-vos uns aos outros” não significa “Aturai-vos!”, mas antes “Sede o suporte uns dos outros!”

É um apelo à comunhão mais profunda, à solidariedade mais consequente, à presença mais fraterna!

Quando noto, no meu irmão, alguma coisa de incorrigível, consequência de dificuldades ou fraquezas e enfermidades físicas ou morais, porque não o suportar com paciência, porque não o consolar de todo o coração, segundo a Palavra da Escritura : «Os seus filhos serão levados ao colo e consolados sobre os joelhos»( Is 66,12)? Será que me falta essa caridade que tudo suporta, que é paciente para aguentar, indulgente e forte para amar? (cf 1 Co 13,7).

Na sua Paixão, Ele «tomou verdadeiramente sobre si os nossos sofrimentos», e, na sua misericórdia, «carregou as nossas dores» (Is 53, 4), amando aqueles que levava, levando aqueles que amava.
Aquele que, pelo contrário, se mostra agressivo e impaciente, indelicado e de má vontade para com o seu irmão fraco, doente, a sofrer, em dificuldade ou necessitado de conversão, aquele que arma uma ratoeira à sua fraqueza, qualquer que ela seja, submete-se manifestamente à lei do mal e cumpre-a.

Sejamos pois mutuamente compassivos e cheios de amor fraterno, suportemos as fraquezas e persigamos os vícios na Caridade de Cristo.
Todo o tipo de vida que permite dedicar-se mais sinceramente ao amor de Deus e, por Ele, ao amor do próximo, quaisquer que sejam o hábito e a observância ou o tipo de vida, é também e sempre mais agradável a Deus».

Realmente  nos momentos mais difíceis, sentimo-nos só, precisando de um abraço amigo, de um conforto mesmo que seja através de apenas uma palavra ou um aperto de mão forte que nos leva a pensar não estamos sozinhos estou cercado de irmãos que são meus amigos...

Esta historia verdadeira mostra muito bem o sentimento de um verdadeiro cristão que não vê o caminhar junto com outros irmãos um peso e sim um privilegio uma honra dada pôr Deus, uma maneira sublime para exercermos nosso convívio com o mais fraco os chamados débeis e necessitados, pois para o verdadeiro cristão ser suporte o amparo para outros, nunca será um peso mais sim uma maneira de expressarmos o verdadeiro amor do Senhor sobre nossas vidas...

Ele; Jesus carregou uma cruz cujo peso não era somente o peso da madeira, mas um peso da centralização dos pecados da humanidade, e ali apesar do peso da dor, do cruel sofrimento Jesus não rejeitou, pois a cruz se torna menos pesada quando pensamos assim; “Ele não é Pesado, é meu irmão”...

A essência de uma comunidade é a vida fraterna. 




Para São Francisco a vida fraterna foi fundamento para o começo da fraternidade franciscana. Tanto que a exortava os frades enviados em missão a serem como mães uns para os outros. Mãe é mãe. É aquela que cuida e antecipa as necessidades dos seus filhos.
Por isso, devemos ser mães uns para os outros. Devemos cuidar do irmão como o próprio Cristo cuidaria. Independente de ter afinidade ou não, devo cuidar do irmão e antecipar suas necessidades.
Se necessário for carregar os irmãos nas costas…se necessário for dar a vida pelo irmão.
A"Missão dos Orfãos", em Washington, DC. Conta a  história conta que certa noite, em  uma forte nevasca, na sede da entidade, um padre plantonista ouviu alguém bater na porta. Ao abri-la ele se deparou com um menino coberto de neve, com poucas roupas, trazendo em suas costas, outro menino mais novo. A fome estampada no rosto, o frio e a miséria dos dois comoveram o padre. O sacerdote  mandou-os entrar e exclamou: - Ele deve ser muito pesado. Ao que o que carregava disse: 
- Ele não é pesado, ele é meu irmão...
Não eram irmãos de sangue realmente, eram irmãos da rua.

Ser cristão é pensar assim: Ele não é pesado, Ele é meu irmão, e quero ajudá-lo a dar mais um passo, a viver mais um dia, a enxugar as suas lágrimas mais uma vez, etc. A
grande questão é que essa tarefa deve ser compartilhada. Não dá para apenas um carregar a todos, pois isso se tornaria muitíssimo pesado.
 
Mas se cada um de nós carregarmos apenas mais outro, ninguém sentirá o peso dessa possibilidade tão maravilhosa que Cristo nos oferece: Amar uns aos outros, como Ele mesmo nos amou!

Não espere para ser carregado. Concentre suas forças para apoiar, para sustentar, para encorajar, para compartilhar, para fazer de cada dia uma oportunidade de vivenciar o que Cristo nos deixou como legado de caráter.
E, quando, um dia, for você quem precisa de ajuda, que seu irmão diga sem titubear:
 
“Ele não é pesado! Ele já me carregou um dia, tenho prazer em carregá-lo hoje! Ele é meu irmão!!!...”
 
“ LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”


Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalisados.Serão analisadas e poderão não ser mostradas e ou, excluidas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger