A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » O que é a Possessão ?

O que é a Possessão ?

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 11 de novembro de 2012 | 00:29




Além das tentações, a Sagrada Escritura, a Tradição da Igreja e o seu Sagrado Magistério falam da possessão diabólica.

É uma situação em que o demônio se serve do corpo da pessoa, falando por meio dele e levando´a a blasfemar com ódio contra Deus e seus santos, em atitude compulsiva, sem que o possesso possa resistir.

Neste caso, a pessoa fica isenta de pecado, pois não está no uso pleno da sua razão.

As razões pelas quais uma pessoa possa ser dominada a tal ponto pelo demônio, não são muito claras, mas certamente pode ser causada por uma vida de pecado, vivências esotéricas, falta dos sacramentos, especialmente do batismo, e outras razões.

Mesmo crianças inocentes já foram encontradas possessas.


Os Evangelhos afirmam que Jesus encontrou possessos e os exorcizou. O que Jesus realizou não foi uma farsa teatral, apenas para se adaptar a uma crença errônea dos judeus (eles acreditavam no demônio e na possessão).

Se fosse uma crença errônea dos judeus, Jesus não a teria confirmado de modo algum; logo, se a confirmou, é porque é uma realidade possível.

Ele não pode mentir, pois nos disse: “Para isto nasci e vim ao mundo: para dar testemunho da verdade” (Jo 19,37).

A Igreja admite a possibilidade da possessão, tanto assim que, recentemente, atualizou o ritual do exorcismo, e não o prescreveu.

O Catecismo da Igreja ao falar do exorcismo afirma:

“Quando a Igreja exige publicamente e com autoridade, em nome de Jesus Cristo, que uma pessoa ou objeto sejam protegidos contra a influência do maligno e subtraídos a seu domínio, fala´se em exorcismo. Jesus o praticou (Mc 1, 25s) e é dele que a Igreja recebeu o poder e o encargo de exorcizar (cf. Mc 3, 15; 6, 7.13; 16, 17). Sob uma forma simples, o exorcismo é praticado durante o Batismo. O exorcismo solene, chamado “grande exorcismo”, só pode ser praticado por um sacerdote, com a permissão do Bispo. Nele é necessário proceder com prudência, observando estritamente as regras estabelecidas pela Igreja. O exorcismo visa expulsar os demônios ou livrar da influência demoníaca, e isto pela autoridade espiritual que Jesus confiou à sua Igreja. Bem diferente é o caso de doenças, sobretudo psíquicas, cujo tratamento depende da ciência médica. É importante, pois, assegurar´se, antes de praticar o exorcismo, se se trata de uma presença do malígno ou de uma doença (cf. Código Dir. Can., cân. 1172).” ( cf. Catecismo §1673)

O progresso da medicina e da psicologia ensinam que muitos dos sintomas outrora atribuídos ao demônio, podem ter a sua causa em efeitos patológicos, nervosos, ou mesmo parapsicológicos.

Por isso, a Igreja exige que haja um discernimento muito sério antes de se praticar o ritual do exorcismo, que deve ser autorizado pelo Bispo, incumbindo um sacerdote preparado para realizá´lo.


A possessão: uma breve explicação:

“Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor! Senhor!’, entrará no Reino dos Céus, mas só aquele que põe em prática a vontade do meu Pai que está nos céus  ” (Mt 7, 21)

Quero partilhar com vocês uma experiência que vivenciei e que tem ajudado no meu processo de conversão pessoal para Deus, e também no meu ministério.
Sabemos que quando tratamos de assuntos ligados a oração de libertação, quando falamos de exorcismos, de coisas que aparentemente são menos comum vermos em nosso dia a dia, logo estes assuntos nos chamam a atenção e queremos saber mais, queremos ver de perto e ainda se for possível pedimos a Deus que Ele nos dê estes ministérios e determinados dons!

Isso porque parece que com eles ficamos “mais fortes”, parece que somos “mais íntimos de Deus”.

Na verdade é preciso muito cuidado quando falamos em ministério de Libertação, ou quando falamos de Padres Exorcistas, porque o perigo de se cair num orgulho espiritual é grande demais!

Vou contar no meu próximo artigo um caso que aconteceu comigo diante de um atendimento a uma pessoa que estava sofrendo de uma possessão demoníaca!

E aqui usei a palavraPOSSESSÃO mesmo, pois algumas pessoas chegam a dizer que casos de possessão são muito raros de acontecer, mas por vezes se enganam; então ainda antes do testemunho vou dar uma breve explicação do que entendemos o que é uma Possessão:

O próprio Ritual Romano nos ensina como diagnosticar casos de possessões reais e nos ensina 4 sintomas que nos ajudam no discernimento, por exemplo:

- A pessoa fala línguas desconhecidas,
- A pessoa tem uma força sobre humana,
- A pessoa tem aversão ao que é Sagrado,
- A pessoa tem conhecimento de coisas ocultas,

Já o Padre José Fortea, um grande teólogo e especializado em demonologia, e um dos Exorcista mais experientes sobre o assunto, nos da uma explicação do que é a possessão de maneira mais clara:

“Possessão é o fenômeno em que um espírito do mal reside em uma pessoa e em certos momentos pode falar e se mover por meio dela, sem que esta pessoa possa evitá-lo.”


Fiquemos atentos, pois é preciso um diagnostico muito criterioso para se dizer que uma pessoa está possessa do demônio.

Ainda é preciso ressaltar que existem muitas pessoas que nos procuram dizendo estarem possessas quando na verdade tudo o que estão vivendo não passa de frutos da sua própria imaginação e de sua mente.

Já  Padre Rufus Pereira, também exorcista, nos da uma outra ajuda quando tratamos de diagnosticar uma possível ação direta do demônio na pessoa. Ele diz que quando é diagnosticado algum tipo de doença na pessoa, ou algum tipo de sintoma anormal e esta pessoa já procurou a diversos médicos, tomou diversos medicamentos e nada surgiu efeito;isso pode ser um sinal que agregado aos acima descritos, mostrem que esta pessoa esta sofrendo uma possessão demoníaca.

E é claro que depois de algum tempo atendendo pessoas com manifestações deste tipo conseguimos de maneira mais fácil chegar a um discernimento mais preciso.

A maneira mais eficaz de se diagnosticar se existe esta influência direta do demônio na pessoa ou não é través da própria oração sobre a pessoa.

E no caso deles que são exorcistas falam que  neste caso o exorcismo serve como remédio mas também como diagnostico.

É claro que isso são pontos que podem nos ajudar no discernimento, mas nada como a experiência do dia a dia, nada como passar um tempo somente acompanhando pessoas já experientes no assunto e ir aprendendo com elas.

Existem outros sintomas que já presenciei e que foram muito uteis no discernimento:

O uso da agua benta, a utilização do crucifixo, citações bíblicas, o uso da medalha de São Bento, a recitação da ladainha de todos os santos, recitação da Ave Maria,reza do Credo Apóstólico,etc.

Penso que entendemos até aqui de maneira simplificada o significado de possessão demoníaca.

Mas após este entendimento, irei partilhar já no próximo artigo da minha experiência com um dos casos da ação direta do demônio sobre uma pessoa, e o perigo do orgulho espiritual

Padre Gabriele Amorth

Curta este artigo :

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger