A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Os testemunhos de sucesso da Igreja Universal de Edir Macedo são verdadeiros ? – Veja a verdade dos fatos!

Os testemunhos de sucesso da Igreja Universal de Edir Macedo são verdadeiros ? – Veja a verdade dos fatos!

Written By Beraká - o blog da família on quarta-feira, 15 de junho de 2016 | 11:51







Não se engane: A maioria(para não ser injusto com generalizações) dos Pastores protestantes só está interessada em uma coisa: “Tirar o Pé da lama”.Lucas 19,45-48: Jesus entrou no Templo e disse: “Está escrito: ‘Minha casa será casa de oração’. No entanto, vós fizestes dela um antro de ladrões”.Sem querer ofender aos protestantes, mas é exatamente isto o que o protestantismo fez da Igreja de Cristo: Uma casa de Comércio. É explicito que no protestantismo existe muita hipocrisia e apenas ADORADORES DE MAMON, a começar pelos seus humildes e pobrezinhos pastores  com seus carros e luxuosas mansões, enquanto os “FIEIS”  ficam na miséria a sustentá-los. Não estou criticando a uma justa, bíblica e equilibrada COMUNHÃO DE BENS através do dízimo ou de ofertas espontâneas, estou criticando sim às outras formas de doações que permitem pastores e pastoras terem mansões luxuosas, levando uma vida contrária à de Cristo e dos apóstolos, com o máximo de conforto, e ainda dizendo que é tudo  em nome de Jesus. Jesus já disse, no evangelho, que esta gente já recebeu a sua recompensa. Enquanto estes pastores ficam a impor a DITADURA IMPOSITIVA DO DÍZIMO E DO SUCESSO A QUALQUER CUSTO, muita gente continua passando fome, não tem abrigo, não tem onde morar e são rejeitadas por todo e qualquer motivo que se possa imaginar em (Deus me perdoe) "nome de Jesus”.DETALHE: “E os fiéis, diga-se de passagem, não são tão inocentes assim, pois são levados a doar tudo que tem na ganância de receber o dobro, o triplo”, em bênçãos conforme as promessas dos pastores e bispos.O pastor Arnaldo, comediante, publicou um texto que fala dos 10 mandamentos do dízimo da Igreja Universal, e isso gerou alguns comentários nas redes sociais. Em um deles, o rapaz quis saber como entendo o “fato” dos testemunhos de prosperidade da IURD, como se tudo que mostram fosse verdade, querendo saber qual a relação da benção de Deus com o sacrifício de tais pessoas. O leitor pergunta num trecho de seu comentário: “Como funciona isso? Não seria Deus ajudando essas pessoas?” Publico esse texto, pois, essa é a estratégia de marketing que a IURD mais usa, e logo após a nossa resposta:







OS 10 MANDAMENTOS DO DÍZIMO NA IGREJA UNIVERSAL

 


Muitas pessoas “anti-iurdianas” por não saberem o que estão falando, por terem maus olhos, por terem sido feridas na igreja, saem falando mau de nós. Apesar que, quanto mais somos perseguidos, mais crescemos, [ops] ato falho, isso não é mais verdade, estamos é desesperados e diminuindo, mas como dissemos isso a vida inteira feito papagaios, ainda repetimos sem pensar, aliás, pensar nunca foi nosso forte. Abaixo vou provar anti-biblicamente através dos 10 Mandamentos do Dízimo como estamos[1] certos:


1. [Não leia a Bíblia] No princípio o próóóóprio bispo[2] criou a igreja universal. A árvore da vida era o dízimo, e o dinheiro era o sangue do povo. (O Bispo 1:1)


2. [Seja cúmplice de obras infrutíferas das trevas] É através do dízimo e das ofertas que compramos e mantemos redes de rádio e TV para “isvangelizar” e “ganhar almas”. Bispos e pastores fingem que isso é verdade e o povo finge que acredita, apesar de vermos tudo o que acontece nos bastidores e às claras, mas não dizemos nada e continuamos financiando suas megalomanias, porque temos medo da maldição dos “ungidos”. (Carta do próóóóprio bispo ao Romuloaltio).


3. [Rejeite o Novo Testamento] Não somos Judeus, não estamos no Antigo Testamento, não estamos na Antiga Aliança, mas temos uma aliança de lata no dedo e estamos na fé de Abraão, Nova Aliança e graça é para os fracos, nós somos fortes e estamos na guerra! (300 cartas do próóóóprio bispo aos emburdes).


4. [Seja um papagaio] Dizimar é fundamental para ser abençoado e ponto final. Quem não dizima dá “brecha” para o devorador, rouba a Deus. Repetindo, dizimar é fundamental para ser abençoado, quem não dizima dá “brecha” para o devorador, rouba a Deus. Repetindo mais uma vez para lavar bem o cérebro, dizimar é fundamental para ser abençoado, quem não dizima dá “brecha” para o devorador, rouba a Deus. Repito constantemente o que os pastores repetem ininterruptamente, mesmo que não consiga provar essa heresia no Novo Testamento, e ai de quem não pegar os envelopes de dízimos e campanhas. “Repetindo mais uma vez, agora na fé, para tremer o inferno, dizendo para o irmão do lado: dizimar é…” (Introdução do livro: Pastores manipuladores)


5. [Seja pretensioso] Não importa quantas vezes se dizimava e ofertava por ano em Israel e se era para os órfãos e viúvas, em nossa seita fazemos 3x por “culto subconsciente ao próóóóprio bispo”, fazemos isso insistentemente, mesmo que não seja para os fins aos quais a Bíblia determina. E ainda achamos que podemos cobrar algo de Deus porque somos fieis [sic]. Ouvimos sobre (muito) dinheiro o tempo todo, Cristo é um mero figurante nas reuniões, apenas citam seu nome, abrem a Bíblia, mas não dizem nada do contexto, senão pegaria mal e ficaria difícil persuadir o povo. (Envelope das 1001 campanhas).


6. [Rejeite a graça de Deus] Dízimo é só para manter a riqueza [sic], aqui em nossa seita destrutiva, quando não temos o que dar, arrancamos o dente de ouro e entregamos aos pés dos bispos no “altar”, e voltamos banguelas e mais pobres para casa. Isso é fé inteligente. Não se admirem na próxima Fogueira Santa doarmos rim, fígado, pulmão, medula óssea, pele, orelha, córnea de um olho, afinal, se está sobrando é porque deus nos deu para que abençoemos a “obra”. Seja Fiel! (Lavanderia cerebral 4.1-10).


7. [Seja motivo de piada] Se Jesus e os apóstolos praticavam dízimo não sei, mas aqui na seita, Jesus assina diploma de dizimista. Somos os únicos da universidade da fé. Chupa essa anti-iurdianos! (Bilhete do próóóóprio bispo aos pastores auxiliares).


8. [Consuma vorazmente todo o lixo que produzimos] Onde está escrito que o dízimo é o que pregam? Esta é fácil, está escrito na Folha Universal na sessão de novelas, artistas e A Fazenda. (Devorador devorou meu cérebro,  capítulo primeiro).


9. [Seja um produto de marketing] Não me fale do que está escrito na Bíblia, não me interessa! Eu sou a universal e ponto final. E você que nos critica, quem é? (Reunião de candidato a obreiro 10.1)


10. [Não pense] Quem não ouve as palavras do próóóóprio bispo, não é dele, pois, quem é do próóóóprio bispo ouve a sua voz e segue o próóóóprio bispo. (Prefácio de: Nada a pensar)


Provei que o dízimo é “bispíblico”. Envie os “10 mandamentos do dízimo” para quem está frio na fé e saiu da seita, tenha amor às almas caídas, após lerem isso se converterão ao São Dizimú. A única coisa que não concordo com o próóóóprio bispo, foi quando ele teve a infeliz ideia de fazer mídia para internet, como blogs, sites, facebook, etc, pois assim, também entramos em páginas de “anti-iurdianos” e “endemonhados” que nos perseguem e tentamos apaixonadamente argumentar contra eles, com isso, muitos de nós estamos nos livrando desta seita destrutiva.


*Obs: sei que há irmãos convertidos e tementes a Deus na IURD, meus amigos e minhas amigas, mas saiam desse lugar correndo, não olhem para trás para não virarem um saco de sal grosso. Falei somente sobre a distorção que fazem quanto ao dinheiro, as aberrações sobre os mais variados assuntos são inesgotáveis. Leiam a Bíblia, ou pelo menos o Novo Testamento. O livro que vocês dizem crer, o livro que sua igreja diz crer, as Escrituras que seus bispos dizem pregar, entendendo que JESUS CRISTO CRUCIFICADO E RESSURRETO É O CENTRO DA MENSAGEM. Se alguém sentiu-se ofendido, não é minha intenção, só espero que abra os olhos. Não entro em discussões apaixonadas, não tenho tempo e disposição para isso.

 
(Deus gênio da lâmpada da IURD)

Vamos aos Comentários pontuais sobre ser abençoado ou não, dentro ou fora da IURD:



1 – GRAÇA COMUM. A Bíblia diz que tudo que é bom vem de Deus, que o sol nasce sobre justos e injustos, diz também que os filhos das trevas são mais hábeis que os filhos da luz. Não estou dizendo que os iurdianos são filhos das trevas, há muitas pessoas lá que temem a Deus, são honestas, etc, só estou dizendo que Deus abençoa até quem é filho das trevas, afinal, Deus é bom para com todos, membros da IURD ou não.


2 – TRABALHO. Um ponto positivo da IURD é que eles estimulam as pessoas a trabalhar e serem empreendedoras, claro que, não fica de graça, o fazem para gerar grande fonte de renda para seus cofres para construção de seu império de poder.


3 – PROBABILIDADE. Apesar de estar diminuindo, a IURD tem milhões de adeptos, é natural que alguns fiquem ricos e outros permaneçam pobres, mas TODOS “na fé” dando tudo que têm. Seria como Silvio Santos fazer marketing do “baú da felicidade” se aproveitando dos que ganharam e desconsiderando a grande massa que perde. A diferença é que Silvio Santos não usa o nome de Deus, não faz a pessoa dar tudo, não diz para deixar de pagar outras contas para fazer uma “fézinha” nas apostas de sua loteria, não diz que TODOS que “apostarem” com “fé” ficarão ricos, e mais importante, o dono do SBT é um homem íntegro. Se você ouviu crédulos da IURD dizendo que ficaram ricos, também conhece outros tantos que nunca colocaram os pés numa igreja e da mesma forma e até mais, se tornaram multimilionários. No Brasil, milhares de pessoas ficam milionárias todos os anos, tem religiosos de várias denominações, ateus, agnósticos, mendigos, médicos, engenheiros, analfabetos, cortadores de cana, vendedores ambulantes, engraxates, etc. Claro que, em 200 milhões de habitantes são poucos, mas se o governo começasse a pegar esses exemplos para dizer o quanto o governo é bom, seria muito fácil de enganar ainda mais. 


4 – DISCURSO. Quando a seita universal era pequena seu discurso era “somos bons porque somos poucos”, hoje é “somos muitos porque somos bons”. Ou seja, o marketing muda conforme muda a conveniência. Os pastores e bispos aproveitam da generosidade, pobreza e analfabetismo do povo brasileiro para estabelecer um discurso religioso proselitista, fundamentalista, massacrante e alienante.


5 – INCOERÊNCIA. Conheço pessoas que são pressionadas pelos pastores para darem “testemunho” de como ficaram ricas, mas a pessoa diz: “pastor, eu prosperei, mas meu casamento está uma bagunça, meus filhos nas drogas, etc”, o pastor responde: “minha filha, continue na “fé”, vamos falar somente de “prosperidade”, mas diante das câmeras o pastor força falar de outros assuntos, e, o membro fica com medo de contradizer o “homem de Deus” e acaba maquiando a realidade, mentindo noutras áreas. 


6 – GANÂNCIA. Muitos testemunhos espetaculares são mentirosos ou exagerados, tenho uma amiga que, no início dos anos 2.000 tinha uma empresa de seguros, trabalhava como escrava para dar dinheiro para a seita, movimentou muito dinheiro e estava constantemente na mídia e nos palcos da IURD, resultado após alguns anos: ficou presa por várias semanas, pois, o marketing e o movimento financeiro de sua empresa foi tão grande que perdeu o controle, confiou profissionais em pontos estratégicos da empresa, foi roubada e enganada, ficou pobre, devendo, e ainda na cadeia por sonegar impostos e falsificar documentos, que achava que estavam sendo pagos e emitindo documentos legalmente. Não estou dizendo que foi culpa da seita, quero dizer que, a maioria dos “testemunhos” são mentirosos e efêmeros, a pessoa não permanece naquele glamour o tempo todo, e quando o castelo de cartas marcadas desmorona, os mercenários e lobos já extorquiram o que podiam, e agora, ninguém fala do resultado final, vão para os próximos “testemunhos” e o resto que se exploda. Conheço outro casal que deu a única FAZENDA que recebeu de herança, foi um escândalo na família e cidade, apostaram que iriam receber muitas vezes mais, mas perderam quase tudo, sobrou alguma coisa, mas nunca mais viram uma poeira do que deram para a seita. Os exemplos são inúmeros, mas os pastores não falam que a maioria vai permanecer pobre ou vai ficar pior, usam os raros exemplos e os potencializam para enganar os desavisados, inocentes e gananciosos. 


7 – ANALFABETISMO FUNCIONAL. O Brasil é um país de analfabetos funcionais. O evangelho de Cristo NÃO TEM ABSOLUTAMENTE nada haver com ficar rico. O povo está tão sem noção e ganancioso que não consegue distinguir a mensagem do evangelho de um discurso de auto-ajuda gospel para ficar rico. Os cursos do SEBRAE e palestras do Daniel Godri fazem isso muito melhor e com honestidade. Ainda que tudo o que se mostra na Universal fosse verdade (que não é), o que isso tem haver com o evangelho de Cristo? As pessoas perderam a vergonha em dizer que estão “buscando” a Deus para ficarem ricas, e ainda alimentam esse discurso, muitos acreditam nisso, e pior, estão girando a ciranda maldita da “teologia” da “prosperidade”.

8)- ABANDONADOS QUANDO NÃO  ATINGEM O SUCESSO: Poderia dar vários exemplos de famílias destruídas, que ao longo do tempo, deram dezenas de “testemunhos” nos palcos da seita e até na TV, e hoje estão destruídas, sem forças para recomeçar, sem apoio da “igreja” e, tidas como rebeldes e endemoniadas pela seita. Para averiguar o que estou dizendo leia o Novo Testamento, não precisa acreditar no que estou dizendo, verá que o que se faz nos palcos e bastidores da IURD é nojento, e não tem nenhum respaldo bíblico, e são práticas que nunca foram ensinadas nem por Cristo e nem muito menos pelos apóstolos. Confira pessoalmente tudo isto antes de dar-me crédito, pois mais do que ouvir um “pastor” performático e treinado desde cedo para fazer as pessoas darem “voluntariamente” todos os bens e dinheiro que possuem, converse com algumas pessoas quando elas descerem do picadeiro, veja o quanto não conhecem nada da Bíblia, o quanto são analfabetas funcionais e como somente papagaiam o que ouvem dos “pastores” e “bispos”. Para cada “testemunho” de sucesso de pessoas empreendedoras, pode ter certeza que milhares de famílias estão arrasadas por um dia terem acreditado nisso e até terem sido um desses “testemunhos de prosperidade”.


Como eu disse anteriormente, não dedico tempo para falar nesse assunto, mas não posso ser covarde em, conhecendo muito bem esse esquema, permanecer calado, enquanto muitas pessoas ao meu lado estão caindo nesse engodo, se apenas uma delas abrir os olhos, valeu a pena.



NOTAS:



[1] Desenvolvo o texto na primeira pessoa do singular, como se fosse membro dessa seita destrutiva, apenas como recurso literário.


[2] Quando alguém cita “o bispo”, especialmente entre obreiros, fazem questão de incluir a palavra “próprio” como se sua palavra fosse infalível, não tendenciosa e oportunista, não bastando isso, arrastam a vogal tônica “ó” criando assim um novo verbete e expressão na língua portuguesa: “próóóóprio bispo”. Isso não é piada, converse com um obreiro afetado (desculpe a redundância) da IURD e certifique-se disso.


Lucianno Di Mendonça – Plurais.net
Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 10 Comentário. Deixe o seu!

15 de setembro de 2016 08:57

Eu sou da Universal e foi nessa igreja que eu recebi o Espírito Santo, conforme orientação dos pastores de lá.

15 de setembro de 2016 10:31

Prezado André Uilson



Sua missiva foi muito oportuna para este esclarecimento testemunhal de alguém de dentro e não de fora.


O que acontece lá dentro é muito, muito pior. Eu estive muito tempo dentro deste movimento. Vi quase tudo o que ocorre lá dentro. É de arrepiar. Hoje, depois que o bom Deus abriu os meus olhos, vejo o quanto eu estava enganado. Sair do Pentecostalismo, para mim, foi uma das maiores bênçãos da minha vida. Nesses anos todos em que estive lá dentro a única coisa boa que posso falar de lá é que há forte motivação e entusiasmo para fazer as coisas. Os pentecostais são muito dedicados. Mas, diga-se de passagem, os Mórmons, Testemunhas de Jeová e Maometanos também o são. Muitos dos pentecostais também são muito sinceros e realmente querem agradar a Deus, mas estão cegos. Têm um zelo sem entendimento (Rom. 10,2).


Eu comecei a conhecer o Evangelho numa igreja pentecostal. Eles não davam ênfase na leitura plena da Bíblia, apenas algumas partes, mas eu queria conhecer a Palavra de Deus. Fui ensinado que os demais crentes, evangélicos não tinham o Espírito Santo. Também fui ensinado que os pastores são ungidos de Deus, quase infalíveis. Ninguém podia julgar o que diziam. Ai daquele que tocasse o “ungido de Deus”. Seria amaldiçoado. Aliás, amaldiçoar as pessoas que discordam deles é uma prática comum no meio pentecostal. Eu mesmo fui vítima dessa maldição algumas vezes. Dois líderes que mais considerava me amaldiçoaram.


Línguas estranhas. Aqui foi onde tudo começou. O movimento pentecostal começou com a chamada “segunda bênção”, que tinha como sinal ou evidência o “falar em línguas”. Todos ali são quase que obrigados a falar em “línguas”. Durante todo esse tempo que estive ali eu nunca ouvi uma língua estrangeira ou um dialeto. O que ouvia eram algaravias, - sons incompreensíveis que não dizem nada e que cada um interpreta como quer. As “profecias” eram sempre em torno de coisas óbvias, ou coisas que ninguém podia provar, e até bobagens como “profecias” sobre a vida dos outros, relacionamentos, vestimentas, etc; as “revelações” nunca podiam ser comprovadas. Se era sobre alguma enfermidade, geralmente nem mesmo a própria pessoa tinha conhecimento da enfermidade. Assim por diante.Mais tarde alguns setores do movimento pentecostal não enfatizavam tanto a necessidade do falar em “línguas”, mas o ensino sobre uma “segunda benção”, uma experiência após a conversão, continuou sendo ensinado. Essa “segunda benção”, não é de graça ou por graça. Você tem que “pagar o preço”. Oração, jejuns, santificação, busca, busca e mais busca. E mesmo assim, nem todos a recebiam. Eu ficava desesperado. Achava que não era crente. Pensava que Deus não me amava. Após anos de angustiante luta pela “benção” que nunca vinha, fui ensinado a tentar emitir alguns sons com a boca. Qualquer coisa servia – glo-glo-glo-glo... alabas-alabas-alabas... ripalá...balalá... etc. De repente você está “falando em outras línguas”. Quando não lhe vem nada a mente você fica observando como os outros falam e você os imita. Quem está fora do movimento vê o absurdo, mas quem está lá dentro acha aquilo normal. Fui ensinado a não pensar, mas apenas sentir. Se alguém não consegue “falar em línguas” é porque tal pessoa é muito racional. “Não pense” diziam “apenas flua, deixe o espírito fluir”. É verdade que há também os que “fluíram” com sinceridade e unção a coisa sem muito esforço, mas a maioria pena para consegui-lo.

Continua...

15 de setembro de 2016 10:31

Depois que você “aprende” a balbuciar as algaravias, você fica dependente delas e não consegue mais orar sem que aquela coisa lhe encha a mente. É maligno! Todos que “oram em línguas” (algaravias) precisam de libertação. Precisam desaprender aquilo que aprenderam. As algaravias atrapalham você de orar, porque a oração deve ser pensada e quando você pronuncia as tais algaravias não precisa pensar em nada, ou pior pode pensar em qualquer coisa, menos no que está falando. Quando numa reunião todos começam a dançar e falar algaravias, uma ‘alegria’ geral toma conta do ambiente e vira uma “farra”. Um solta gargalhadas, outro cai ao chão, outro pula, treme, etc... Claro que isso não acontece em todas as reuniões. Mas acontece demais por lá. Os pentecostais são ávidos por novidades, e não pelas “antigas veredas” (Jer. 6.16).Espiritualidade de fato, nunca vi ali dentro. Vi, isso sim, muita carnalidade. As pessoas “falavam línguas” mas mentiam, roubavam, adulteravam, brigavam, agiam com brutalidade, faziam negócios escusos, enganavam os irmãos, eram insensíveis, deselegantes, etc. Isso tudo eu vi, e não uma só vez, mais muitas vezes. Eu poderia falar indefinidamente, por horas. De modo que o tal ‘enchimento’ do Espírito não adiantava nada.



O que me fez sair de lá? Primeiro é Deus quem nos abre os olhos. É exatamente como na conversão ou como para alguém sair de uma seita. Só Deus. Mas por outro lado, vários fatores me motivaram a sair daquele movimento. Primeiro eu via que, embora nos dissessem que conosco acontecia exatamente igual como no primeiro século da Igreja, eu nunca vi, nem as línguas, nem os sinais apostólicos, nem as maravilhas que aconteceram no primeiro século. Em mais de 30 anos eu nunca vi algo que realmente me reportasse aos tempos apostólicos. Nunca. Nada. A falsificação é bem ruim. Havia uma preocupação dos pastores com o falso, isto é, crê-se que muito do que acontece no meio pentecostal é falso, mas que existe o verdadeiro. Mas enquanto se está atrás do suposto “verdadeiro” todos acabam envolvendo-se com o falso. Eu via que na Bíblia era muito diferente.Demorei para entender isso, mas entendi a tempo. Li muitos livros antigos, dos homens sérios do passado. Então vi que algo estava errado. Ou com eles ou conosco.


Continua

15 de setembro de 2016 10:32

Eu aprendi a observar a história da Igreja. Temos muito a aprender com a história. A Igreja de Cristo existiu na terra por 1900 anos sem o movimento pentecostal. Irmãos e irmãs, enfrentaram Roma, os Césares; encararam as feras, as arenas, as piras ou fogueiras, escreveram livros que nos abençoam até hoje, e tudo isso fizeram “sem o Espírito”??? Será que aqueles irmãos não foram cheios do Espírito??? Segundo os pentecostais, só eles têm o Espírito e essa bênção foi descoberta só pelo final do século XIX e início do século XX. Teria Deus deixado Sua Igreja na terra por 19 séculos sem uma bênção tão especial e necessária??? E se aqueles irmãos do passado não tinham essa bênção, como conseguiram enfrentar o que enfrentaram? Vencer e trazer a chama do Evangelho até nossa geração? E mais, se eles não receberam o Espírito Santo porque não buscaram, então eles cometeram um grande erro. O fato é que eles foram muito diferentes dos crentes das últimas gerações. Então ou eles erraram lá ou nós erramos cá. Os dois grupos não podem estar certos. Um dos dois está errado. E eu prefiro crer os irmãos (remanescentes) daqueles 19 séculos estavam certos, e os atuais pentecostais estão errados.



Há alguns anos fizemos um estudo sobre os efeitos do movimento pentecostal sobre a Igreja e seus principais expoentes, e vimos que esse movimento dividiu, criou inimizades, e seus principais líderes se envolveram com falsos ensinos, heresias, escândalos morais, crimes, etc. Por esse estudo eu vi onde desembocou esse movimento. Toda heresia, toda irreverência, toda adulteração nos cultos, todo mundanismo entrou para dentro das igrejas, todo comércio vergonhoso do evangelho que vemos hoje, tudo isso teve sua origem no movimento pentecostal. Se não tudo, pelo menos 99%.Outra coisa que chamou-me a atenção foi que todos os livros profundos sobre teologia, comentários bíblicos, etc, foram escritos por não-pentecostais. Dos escritores e teólogos pentecostais só li coisas superficiais sentimentalóides e de pouca utilidade.



A experiência (negativa) também ajudou bastante em minha decisão de abandonar o pentecostalismo. Eu havia sido ensinado a não aceitar nenhuma doença. Contudo eu tenho enxaqueca e nunca fui curado. Tenho feito o tratamento médico adequado e hoje estou muito melhor. Aprendi que Deus cura milagrosamente, não ordinariamente, mas extraordinariamente, quando assim é oportuno, mas se não, Ele irá sustentar nossa vida com Sua graça. E esse é o melhor para nós, pois Ele nos assegura: Bem aventurados os que nada viram, mas mesmo assim creram. Contudo, vi pessoas declarando que estavam saudáveis, confessando que não estavam doentes, que não aceitavam nem mesmo o diagnóstico médico, e depois as vi morrerem doentes e brigando com Deus e revoltadas com Ele. Conheço vários médicos que me contam que atendem inúmeras pessoas evangélicas, principalmente das igrejas pentecostais, que estão doentes, deprimidas, agitadas, perturbadas emocionalmente, desequilibradas. Muitas dessas pessoas são líderes em suas igrejas (pastores, presbíteros, líderes de célula, líderes de coral, integrantes de bandas, etc. Hoje eu sei que o pentecostalismo radical e fanático como o da IURD e CIA LTDA, faz muito mal à saúde das pessoas).

Continua...

15 de setembro de 2016 10:32

Se você falar com um pentecostal, talvez ele aceite que existe muita coisa falsa por lá – línguas falsas, curas falsas, revelações falsas – mas ele continua crendo que existe o verdadeiro. Agora, eu nunca vi nada ali que fosse digno de ser testemunhado como verdadeiro. Mas creio que o Deus todo Soberano e providente, usa todas as coisas para nos ensinar.



Outra observação que me fez aborrecer o pentecostalismo foi quando comprovei que não éramos os únicos que “falávamos em línguas, mas que isso era também “privilégio” dos Espíritas, invocadores de estranhas entidades, dos Mórmons que seguem o falso profeta Joseph Smith e seu anjo Moroni, e que até os Hindus e Maometanos “falam línguas estranhas”. E não apenas eles manifestam línguas , mas também fazem curas e milagres muito parecidos com os curandeiros pentecostais.



O crescimento espantoso do movimento pentecostal também é estranho ao que nos revelam as escrituras. O Senhor Jesus disse que a porta é estreita e o caminho apertado, e são poucos os que o acertam. Então, é lógico que multidões não entram pela porta estreita e sim pela larga. Elas não andam no caminho restrito e sim no espaçoso e liberal. Quando os pentecostais proclamam que estamos vivendo um grande avivamento, caem num ridículo porque nunca tivemos uma geração de crentes incrédulos, desobedientes, mundanos, imorais. Políticos evangélicos são corruptos, cantores gospel são verdadeiros mercadores, pastores, ou bispos, bispas, apóstolos e apóstolas são com raríssimas exceções para não ser injusto com generalizações, em sua maioria trambiqueiros. Nunca se barateou tanto a mensagem do evangelho, nunca se vulgarizou tanto a mensagem da cruz do Calvário, nunca as coisas estiveram tão vergonhosas. Avivamento? Onde? O que vemos, isto sim, é um reavivamento do paganismo, do espiritualismo subjetivista, sentimentalismo, e do misticismo positivista que se confunde com a verdadeira fé. Mas não um verdadeiro avivamento da Igreja de Cristo.


Continua...

15 de setembro de 2016 10:33

Quem está fora do pentecostalismo percebe que eles dão uma ênfase no Espírito Santo em detrimento de Jesus Cristo. Mas o que ocorre é pior que isso. Nem mesmo o Espírito Santo recebe qualquer honra ali. Quando eles enfatizam o Espírito Santo é só por causa do Seu poder, querendo manipular o Espírito Santo de Deus, e não se submeter a Ele, sendo dócil a sua condução. Tudo o que querem é o poder do Espírito para operarem maravilhas com interesses contrários a Cristo e seu evangelho. Então, de fato, nem mesmo é a Pessoa do Espírito que enfatizam, mas o poder dele. E não querem o poder do Espírito para serem bons esposos, bons pais, bons cidadãos, bons políticos, bons ministros de Cristo, mas querem ser poderosos para serem adorados como pequenos deuses. É só por isso que falam muito no Espírito Santo.



Li até sobre os antídotos que sugeriram para resguardar as igrejas sadias do veneno do falso pentecostalismo, são interessantes, mas não podemos ser ingênuos, e temos que ser absolutamente radicais. Não podemos ceder nem um milímetro. Se abrirmos um milímetro o mal entra e aí não há limites. Vejo que muitos Cristãos tradicionais pensam que a coisa não é tão grave. Digo que é muito pior do que se pode imaginar. Por isso precisamos nos humilhar debaixo das mãos de Deus e lhe pedir misericórdia e uma intervenção sua para estes tempos de confusão e dificuldades, onde não faltam os oportunistas de plantão. Por fim, devemos sempre lembrar que: “Aceitar Jesus não é mudar de Igreja, mas de vida...”


Shalom !!!

28 de outubro de 2016 19:12

Você sábia que na bíblia vem escrito para dar os dizemos e as ofertas na casa de Deus... a decima parte da qualquer coisa que passar nas suas mãos? pois é. .. pelos vistos vce é que precisa de mais informações o dizimo pertence a Deus pelomenos eu faço a minha a parte (dou o dízimo) se eles gerema mal esse dinheiro o problema é deles e não nosso...
não tire as pessoas do Espírito deixe elas fazerem o que a bíblia que é a palavra de Deus manda. bjs se cuida

24 de novembro de 2016 01:53

Respondo pra vc viviane anjos. Vc devolvecseu dizimo sei la em qual igreja. Mais como que ta sua vida.Pergunto a voce de esta tudo bem se vc eh dona de milhoes como eles mesmo falam que quem devolve o dizimo eh dono de milhoes.agora te respondo fiquei la durante anos "obedecendo" so gastando dei tudo que tinha e minhs vida so tava afundando quando resolvi sair de la comeceiba prosperar tudo que era meu tava vindo na minha mao depois eles os mesmos comecar a me procurar para mim voltar ficaram fazendo pressao entao voltei ai comeco tudo de novo a miseria. Conclusao tive que mudar de cidade troca de celular. Eh hoje minha vida esta uma maravilha nao preciso oferta na igreja pra prospra. Faco minhas oracoes com DEUS e ele ja me responde melhor do que quando eu tava la. Fica na paz!!!

1 de maio de 2017 01:48

agora nao para de passar na record o congresso para o sucesso repeti todo dia as mesmas pessoas com mesmos depoimenntos parece q eh uma gravaçao tem uns que gaguejam e outro falam tao em sequencia que parece robo seila ne n confio neles seila tenho uma bela pulga na orelha sobre isso mais tudo certo...

23 de maio de 2017 22:49

Amigo, mas lembre-se que congregar é bíblico. Não se esqueça da palavra. Um abraço. Fica na paz. Peço que ores por mim tbm,por favor.

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger