A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » » Quem é o FILHO DA PERDIÇÃO ? Judas ou Satanás ?

Quem é o FILHO DA PERDIÇÃO ? Judas ou Satanás ?

Written By Beraká - o blog da família on quinta-feira, 10 de julho de 2014 | 09:47







Segunda Epístola Universal de Pedro. Cap. 1,20-21:



"Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas por homens santos de Deus que falaram inspirados pelo Espírito Santo".



Portanto, se ela não foi produzida por vontade de homem nenhum, mas o Espírito Santo inspirou a todos quantos ele escolheu. Daí, que acreditar em qualquer interpretação humana sem a mediação da Igreja, é enganação do capeta entre aqueles que deviam esclarecer melhor a interpretação da Palavra de Deus, que não é de particular interpretação, mas da Igreja que é a COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE ( Conforme I Tim 3,15).





Veja o Por que:



II Pedro 3,16:  “... Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras.”




VAMOS AGORA A CORRETA INTERPRETAÇÃO DA IGREJA:




1)-Onde parece ser Judas:


“Enquanto Eu estava com eles, protegi-os e os defendi em teu Nome. E nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura...” (João 17,12).


2)-Onde parece ser o demônio:


“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição...” (II Tessalonicenses 2,3)



A Apostasia:


A apostasia foi escrita pelo profeta Habacuque. O filho da perdição ajuntará para si todos os povos e nações e não serão poucos os cristãos (especialmente evangélicos) que farão parte da nova ordem mundial:



“Tanto mais que, por ser dado ao vinho é desleal; homem soberbo que não permanecerá; que alarga como o inferno a sua alma; e é como a morte que não se farta, e ajunta a si todas as nações, e congrega a si todos os povos...” - (Habacuque 2,5)




O Filho da perdição - É muito importante saber quem ele é. As suas características estão descritas no versículo abaixo:



“O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus...”(II Tessalonicenses 2,4).



No início do versículo acima, o Apóstolo Paulo nos diz que ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama DEUS, ou seja, o filho da perdição dirá que  ele é a manifestação final de outros deuses do passado como Hórus, Shiva, Zeus e muito outros.



Mais adiante, o versículo diz que ele se parecerá com  DEUS. A única forma de alguém que foi humano, pois o apóstolo Paulo se refere a ele como o homem do pecado, se parecer e assentar-se como DEUS, é que ele também seja um ser espiritual. 



Em Isaias 14,13 nos diz que satanás, um ser espiritual, tentou estabelecer o seu trono acima das estrelas:



“E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.” (Isaías 14,13).




Afirmar que Judas seria um predestinado, implicaria numa contradição da Bíblia, porque Deus que é bom, e por sua natureza bondosa e misericordiosa deseja que todos se salvem (I Tim 2,4) e neste caso Judas era um mal criado por Deus.      


Portanto podemos atribuir ao texto de João 17,12, a expressão: “Filho da Perdição” como se Judas estivesse destinado a perdição. Como já dissemos, trata-se de um hebraísmo e basicamente o texto quer dizer que ele se perdeu por livre e espontânea vontade.

Em João 6,67 Jesus disse que Judas era um diabo e não o diabo, isto queria Ele dizer que ele era um acusador e afirmara que se tratava de Judas Iscariote, porque este o havia de entregar.   Jesus sabia que Judas iria o entregar, portanto não foi nenhuma novidade a sua traição.  As grandes perguntas que nos intrigam são:


1ª) Judas poderia ter mudado de Idéia?


Resposta: Sim, inclusive até na hora de sua morte, e pode ter obtido a Salvação como o fez o ladrão arrependido e Pedro.


2ª) Judas poderia se arrepender de fato?


Resposta: Sim,o fato de ter cometido o suicídio, mostra o quanto lhe pesou este pecado.


3ª) Porque Jesus deu tantas oportunidades a Judas?

Resposta:Claro que isto é um indicativo de que havia uma chance para ele se arrepender e Jesus foi até ao fim, amando Judas, conforme descrito em Jo. 13,1-34 e dando-lhe todas as oportunidades.  Diz este texto  que Jesus o amou até o fim e ofereceu a Judas a oportunidade de mudar, afinal o homem é livre para fazer suas escolhas e, por sua vez, assumir as responsabilidades por ela, bem como  arrepender-se, principalmente após ter cometido o pecado da traição, como fez Pedro.



Ha vários sentimentos da parte das pessoas, com relação a Judas:

a)- Uns o odeiam por ter sido ele o traidor,

b)- Outros sentem compaixão por ele não ter tido plena consciência do que estava fazendo,

c)- Outros o consideram um baluarte por ele ter participado da missão terrena de Jesus, e há aqueles que dizem, que ele foi predestinado por Deus desde o principio, para tal missão.


d)- Também ha aqueles que questionam a justiça de Deus, por permitir que um homem sendo uma criatura inferior pudesse ser culpado de tamanho erro,


e)- Ainda há aqueles que ser apegam a textos isolados das escrituras, para afirmar que ele foi um predestinado, e assim julgam que desta maneira o grande responsável pela traição de Judas, não era o próprio Judas, mais sim o próprio Deus, portanto não podia ser considerado culpado.



No ano 29.d.c. Judas se tornou um dos personagens do novo testamento que mais despertou interesse pelo fato de haver sido ele o discípulo que traiu Jesus, por trinta moedas de prata, parece incrível que um homem como Judas chamado por Jesus, e integrado em seu ministério, chegasse ao extremo de trair o seu próprio mestre, como Judas fez.


Judas Iscariotes era filho de certo Simão, como relatou o apóstolo João (João 6,71; 12,4). Era natural de Queriotes, uma cidade ao sul de Judá, na fronteira da região montanhosa, cerca de 19. km ao sul de Hebrom, como está escrito no livro de Josué (Josué 15,25). Pertencia à tribo de Judá, Seu nome de nascimento era Judas, seu sobre nome, “Iscariotes” que significa, “homem de quiriotes”, no Aramaico, “she-qarya”, que significa, mentiroso, ou hipócrita.


Rastreando a vida de Judas com muito cuidado, vemos o que  Lucas relatou:que Jesus chamou os seus discípulos, e depois denominou doze escolhidos, e Judas estava entre os doze que fora escolhidos, e eleitos.


Observamos que ele como um dos demais apóstolos, Jesus o elegeu, como os apóstolos Mateus e Lucas escreveram (Mateus 10,2-4; Lucas 6,13-16). Ele tomou parte no ministério de Jesus, (Atos 1,25). Judas alcançou grande confiança entre os demais apóstolos, tendo chegado a ocupar o cargo de tesoureiro do colégio apostólico, como afirmou João (João 13,29).



Ele Participou das grandes reuniões do mestre, (João 6,6.7-71).

ATENÇÃO!!! ATENÇÃO !!! “Quando Jesus fez à promessa aos apóstolos que poria  eles sobre doze tronos para julgar as doze tribos de Israel, ele também fez parte dessa promessa (Mateus 19,28).”


Era um amigo familiar de sua confiança, (Salmo 55,13).


Foi o amigo mais intimo de Jesus, como relatou o Salmista Davi (Salmo 41,9).Ele nunca se separava de Jesus, sempre andava junto com Jesus em companhia na casa de Deus, (Salmo 55,14). Ele era um dos discípulos que tinha as palavras mais brandas, (Salmo 55,21). Era um homem bem casado e tinha vários filhos (Salmos 109,9). A principio de seu ministério ele foi um Crente em Jesus.


Mas contudo o seu caráter iníquo sempre foi do conhecimento de Jesus, como falou João, “E não necessitava de que alguém o testificasse, porque ele bem sabia o que havia no homem” (João 2,25; 6,64).


A sua fraqueza logo se manifestou no episódio, quando Maria ungiu os pés de Jesus na cidade de Betânia, (João 12,4.5). Observem a expressão de Judas, “porque não se vendeu”, esse sentimento se manifestou nos doze apóstolos, (Mateus 26.8). Mas a idéia de que o unguento devia ser vendido para socorrer os pobres foi de Judas, (João 12,5).



Segundo as escrituras sagradas, Judas era um homem ambicioso, não podendo conformar-se com a natureza do ministério de Jesus, ele cada dia que se passava foi fortalecendo seu espírito com aquele sentimento que se acha escrito pelas palavras, “entrou Satanás”, (João 13,27). O qual levou a fazer um pacto com os principais sacerdotes, entregando Jesus.



Observamos segundo as escrituras que Judas deu lugar ao diabo para operar em sua vida, ele se esqueceu das sagradas escrituras que diz, “não deis lugar ao diabo” (Efésios 4,27). “Sujeitai-vos, pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”, (Tiago 4,7). Por isso ele recebeu como recompensa o galardão da iniqüidade, (Atos 1,18).


Ele a principio segundo os Salmos, era o discípulo que tinha as palavras mais macias e mais brandas, (Salmo 55,21). Ele esteve presente em todas as ceias, principalmente, na ultima, quando Jesus lavou os pés dos dose,mesmo Jesus sabendo que ia se traído por ele, como escreveu João (João 13,5-11). No entanto, ele só se deixou lavar os pés enquanto na verdade o coração permaneceu sujo, não obstante tudo isso ele permitiu que os interesses humanos e a avareza o conduzissem ao caminho do crime mais degradante de toda a história.



Observamos  que as sagradas escrituras já haviam traçado o perfil do traidor, como está escrito (Salmo 41,9; 109,8). Mais deixando anônimo o nome do individuo, no entanto cumpriu-se em Judas não que ele tenha sido predestinado para tal ato como alguns andam ensinando, mais sim, porque ele se colocou a disposição de Satanás, a sagrada escritura é bem clara em afirma que quem enche o desígnio mau do coração do homem é Satanás, e não Deus, (Atos 5,3).

Judas não permitiu que Jesus dirigisse sua vida, ele cedeu às tentações de Satanás, e assim prepara o coração para trair o Senhor Jesus, finalmente Satanás encontrou em Judas seu instrumento.


Judas não foi pego de surpresa pelo destino, ele poderia agir de outra forma, no entanto sua escolha foi entregar Jesus aos lideres religiosos, porém ele só buscava uma oportunidade, um meio de entregar o mestre, como vemos Judas era um homem ambicioso, observamos  também que Mateus no capitulo 26,15, escreveu, que ele provavelmente esperava mais do que as trinta moedas de prata, porque na verdade o texto mostra que houve uma discussão sobre a quantia que lhe havia de dar, para com isso obter lucro, Judas, porém optou livremente em trair.Mas não podemos dizer que ele foi condenado, ou está no inferno, pois não fomos testemunhas de seus pensamentos na hora de seu último suspiro, somente Deus foi testemunha, e não temos dúvidas que ansiou pelo seu arrependimento e confissão.


No capitulo 26,17-21, Mateus nos fala que Jesus estava reunido com os doze apóstolos celebrando a ultima páscoa, quando declarou, “um de vós me há de trair”, quando Jesus avisou que seria traído por um dos doze, eles começaram a se entristecer, e cada um perguntou, “sou eu Senhor”, inclusive o próprio Judas, (Mateus 26,25).


Se que Jesus fez de tudo para que Judas entendesse, e se arrependesse, mais não pode evitar que o homem de quiriotes tomar-se aquela atitude, não porque não podia, mais por respeito ao LIVRE ARBÍTRIO concedido aos homens.



Satanás já havia entrado no coração dele, como afirmou Lucas (Lucas 22,3). Quanto a essa atitude a criatura é livre. Ao trair Jesus Judas cometeu o maior erro já registrado na história da humanidade, mas o fato de Jesus saber que Judas o trairia não torna ele um fantoche que serviu apenas para cumprir a vontade de Deus, Judas livremente escolheu agir como agiu, o texto de Lucas 22,6, está bem claro e diz, que ele, “concordou”, ele nunca foi forçado a fazer isso, e não agiu com inocência, como diz, Mateus (Mateus 26,15).


Agiu assim não porque tenha sido predestinado, mas porque não se permitiu ser realmente alcançado inteiramente por Cristo, assim como Deus chamou os filhos do sacerdote Eli, de filhos de Belial, será que foi porque Deus os predestinou ?  é obvio que não, porque a Bíblia diz, que eles não obedeciam a palavra do Senhor, e comiam o sacrifício junto com as prostitutas, por isso foram chamados de filhos de Belial, (1 Samuel 2,12-17).


Quanto à expressão, “filho da perdição”, que muitos a questionam,não deixa nenhuma dúvida, é apenas uma forma de expor uma qualidade moral, como na expressão, “filho de Belial”, por isso filho da perdição, como está escrito, em João 17.12, se enquadra perfeitamente na qualidade moral do traidor Judas.


A vida de Judas tornou-se um exemplo de fracasso, como está escrito, (...) “há justo a quem sucede segundo as obras dos ímpios, e há ímpios a quem sucede segundo as obras dos justos” (...) (Eclesiastes 8,14). Mais o caso de Judas foi diferente, ele permaneceu mau até o fim, ele entregou Jesus aos principais dos sacerdotes, (Lucas 22,3-4). Ele por fim deu o seu golpe fatal, completando a sua infâmia, entregando seu mestre nas mãos dos seus algozes, o qual magoou profundamente o coração de Jesus que o chama de amigo. A senha estabelecida entre Judas e os sacerdotes para tal ato foi um beijo, o beijo de Judas foi o mais profano de todos, porque com um único beijo ele entregou o salvador do mundo, à mais cruenta de todas as mortes: a morte de Cruz.


É importante ressaltar que  apóstolo Mateus afirma que Judas reconheceu que pecara contra Jesus, o traíndo e entregando-o aos homens ímpios, e com remorso trouxe as trintas moedas de prata e devolveu-as e disse:

“pequei traíndo o sangue inocente” (Mateus 27,4).


Judas por causa de sua má ação foi atormentado pelo remorso durante sua vida, ele não permitiu como Pedro mpermitiu logo após o ter negado três vezes que Jesus dirigisse seus passos, daí como diz, “retirou-se e foi enforcar-se”, (Mateus 27,5).


Como sabemos o remorso não é arrependimento completo, mas parte do arrependimento, que passa pela confissão e o pedido de perdão, e por fim a ação reparadora. O remorso o consumia dia e noite, as escrituras dizem-nos que:

“a tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação...mas a tristeza do mundo opera a morte” (2 Coríntios 7,14).


Foi o que aconteceu com Judas, ele atormentado pelo remorso não podia ficar com as moedas de prata, por isso atirou-as no santuário que era a parte do templo reservado só para os sacerdotes, em seguida foi e enforcou-se, Judas não conseguiu vender o Senhor Jesus, na verdade ele vendeu sua própria alma a Satanás, como já dissemos as trinta moedas de prata só deram para comprar um pequeno campo que foi transformado em um cemitério, Judas de livre e espontânea vontade, pelas suas escolhas e ações  entregou sua alma a Satanás, assim como Ananias e Safira, (Atos 5,1-10).


Judas teve chance de escolher, e no, entanto escolheu errado, ele teve as mesmas oportunidades que os outros discípulos, mais no, entanto cedeu a sua má intenção que brotou de seu interior.


Portanto,não sejamos ignorantes como alguns falsos doutores da lei que ensinam por ai em algumas seitas que Judas foi um predestinado, que sempre gostam de citar o texto, Provérbios 16,4-5 que diz:


“O Senhor fez todas as coisas para a tender aos seus próprios desígnios, até o ímpio para o dia do mal...”


Como base para suas teses, mais sabemos com toda certeza que o sentido desse texto não é a predestinação arbitraria dos homens para o dia do mal, porque no versículo 5 seguinte, está muito claro que Deus aborrece uma mente orgulhosa, a Bíblia diz que:

“Deus criou todas as coisas para seu próprio propósito, e Ele cumprirá seu desígnio referente ao homem ímpio, quando ele trouxer contra eles o dia do mal, quanto a isso o apóstolo Paulo foi muito taxativo, quando falou aos Tessalonicenses,  que Deus lhes enviará a operação do erro para que percebam e discirnam a mentira da verdade, e o bem do mal.” (2 Tessalonicenses 2,11).


Será que com esse texto, Paulo estava tentando provar que Deus designou a predestinação arbitrária ? é óbvio que não, porque ele mesmo no próprio contexto explica que Deus enviará tal ação para julgar todos os que não creram na verdade, antes tiveram prazer na iniquidade, (2 Tessalonicenses 2,12).


Tanto Judas como os demais homens, tiveram as mesmas oportunidades de ver, seu erro, as sua consequências,arrepender-se,confessar, pedir perdão e fazer a ação corretiva fazendo doravante a vontade de Deus, pois foi isto que fez Pedro após pecar negando a Cristo.


Ninguém se perde por um engano de Deus, da mesma forma Deus nunca salva ninguém por acaso, todos têm as mesmas chances, Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade, basta observar os textos citados por Paulo a Timóteo e a Tito (1 Timóteo 2,4).

Porque a sua graça salvadora  se há de manifestar trazendo salvação a todos os homens, (Tito 2,11). A salvação é anunciada para todo mundo, e é para todos (João 3,16).

“Deus não quer a morte do pecador, mas sim, que ele se converta e viva” (Cf. Ez 18,23).

O problema é que um número considerável de pessoas rejeitam a salvação, e por escolha própria tornam-se “filho da predição e da desobediência.


Segundo as escrituras sagradas ficou claro que Judas tinha o mesmo livre-arbítrio que os outros onze discípulos, ele sempre comeu o bocado molhado com Jesus, porque todos os anos ele participava da páscoa, mais sua intenção foi trai-lo, portanto do seu sangue Deus está livre, como está escrito, “as rapinas dos ímpios os destruirão, porque se recusam a fazer justiça”, (Provérbios 21.7).


Judas agiu livremente, traindo seu mestre, ele poderia ter sido salvo se realmente estivesse  arrependido de coração, buscando refugio no sacrifício da cruz, como o apóstolo Pedro que negou Jesus três vezes.


Judas ouviu a palavra do reino de Deus, e não a entendendo, deixou que Satanás a arrebatasse de seu coração, como disse, Mateus 13,19. Sabemos que quando o arrependimento não é genuíno, ele não opera a conversão, por isso a justiça de Cristo não serve como uma capa que apenas encobre pecado, não confessados, e não abandonados, como está escrito:

“O que encobre as suas transgressões nunca avançará” (Provérbios 28,13).



Deus convida os homens para conquistar e vencer o mal, mas Satanás o opositor procura afasta-los do seu criador, como foi no caso do filho de Quiriotes.


Deus não cega os entendimento dos homens, nem tão pouco lhes endurecem o coração para condená-los e leva-los a praticar o mal, porque quem faz isso é o próprio Satanás, como está escrito, (2 Coríntios 4,4; João 13,27; Atos 5,3).

Antes Deus envia-lhes a luz para lhes corrigir as faltas e guiar-los por caminhos seguros. (Atos 26,16-18).


“LOUVADO SEJA NOSSO SENHOR JESUS CRISTO”

Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 8 Comentário. Deixe o seu!

11 de abril de 2016 15:47

Muito bom. Deus abençoe....

27 de junho de 2016 08:37

BOM DIA
PRIMEIRO JOÃO 6:67-68 NÃO DIZ QUE JUDAS É UM DIABO E SIM:"
Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos?
Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna."
João 6:67,68

SEGUNDO: NO ANO 29 DEPOIS DE CRISTO, JESUS AINDA ERA VIVO E NÃO HAVIA IDO AO CALVÁRIO. OS ESCRITOS DO NOVO TESTAMENTO INICIARAM EM PROVAVELMENTE 50 DEPOIS DE CRISTO.

TERCEIRO: O FILHO DA PERDIÇÃO NÃO SE MANIFESTARÁ COMO SENDO MANIFESTAÇÃO DE OUTROS DEUSES MAS SIM UM HOMEM PODEROSO QUE TRARÁ UM PERÍODO DE FALSA PAZ E QUE ASSENTARÁ COMO UM DEUS E NÃO DEUSES. ELE USARÁ UM LÍDER RELIGIOSO(FALSO PROFETA) E FARÁ UMA IMAGEM DELE, PROVAVELMENTE UMA ESTÁTUA QUE DEVERÁ SER ADORADA, DE MODO QUE OS QUE NÃO A ADORAREM MORRERÃO" (APOCALIPSE 13:11-17).

SEU ARTIGO TEM MEIAS VERDADES. NÃO O LI COMPLETAMENTE POIS DE INÍCIO VI A SUA POUCA CONFIABILIDADE.

ATÉ A PRÓXIMA.

JR.

27 de junho de 2016 08:52

Prezado diácono Protestante Junior Soares,


Não ter lido toda a matéria levou você a cometer falhas em sua missiva, pois em momento algum a matéria afirma que Judas é o filho da perdição, portanto suas passagens bíblica e argumentação estão completamente fora de contexto e equivocadas. Sugiro ler toda matéria para um melhor entendimento e julgamento.


1)-Onde “parece” ser Judas o filho da perdição?


“Enquanto Eu estava com eles, protegi-os e os defendi em teu Nome. E nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura...” (João 17,12).


2)-Onde “parece” ser o demônio o filho da perdição?



“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição...” (II Tessalonicenses 2,3)


O Filho da perdição - É muito importante saber quem ele é. As suas características estão descritas no versículo abaixo:



“O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus...”(II Tessalonicenses 2,4).



No início do versículo acima, o Apóstolo Paulo nos diz que ele se opõe e se levanta contra tudo o que se chama DEUS, ou seja, o filho da perdição dirá que ele é a manifestação final de outros deuses do passado como Hórus, Shiva, Zeus e muito outros.



Mais adiante, o versículo diz que ele se parecerá com DEUS. A única forma de alguém que foi humano, pois o apóstolo Paulo se refere a ele como o homem do pecado, se parecer e assentar-se como DEUS, é que ele também seja um ser espiritual.



Em Isaias 14,13 nos diz que satanás, um ser espiritual, tentou estabelecer o seu trono acima das estrelas:



“E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.” (Isaías 14,13).




Afirmar que Judas seria um predestinado, implicaria numa contradição da Bíblia, porque Deus que é bom, e por sua natureza bondosa e misericordiosa deseja que todos se salvem (I Tim 2,4) e neste caso Judas era um mal criado por Deus.



Portanto podemos atribuir ao texto de João 17,12, a expressão: “Filho da Perdição” como se Judas estivesse destinado a perdição. Como já dissemos, trata-se de um hebraísmo e basicamente o texto quer dizer que ele se perdeu por livre e espontânea vontade.

Em João 6,67 Jesus disse que Judas era um diabo e não o diabo, isto queria Ele dizer que ele era um acusador e afirmara que se tratava de Judas Iscariote, porque este o havia de entregar. Jesus sabia que Judas iria o entregar, portanto não foi nenhuma novidade a sua traição. As grandes perguntas que nos intrigam são:



1ª) Judas poderia ter mudado de Idéia?


Resposta: Sim, inclusive até na hora de sua morte, e pode ter obtido a Salvação como o fez o ladrão arrependido e Pedro.



2ª) Judas poderia se arrepender de fato?


Resposta: Sim,o fato de ter cometido o suicídio, mostra o quanto lhe pesou este pecado.



3ª) Porque Jesus deu tantas oportunidades a Judas?

Resposta:Claro que isto é um indicativo de que havia uma chance para ele se arrepender e Jesus foi até ao fim, amando Judas, conforme descrito em Jo. 13,1-34 e dando-lhe todas as oportunidades. Diz este texto que Jesus o amou até o fim e ofereceu a Judas a oportunidade de mudar, afinal o homem é livre para fazer suas escolhas e, por sua vez, assumir as responsabilidades por ela, bem como arrepender-se, principalmente após ter cometido o pecado da traição, como fez Pedro.


Se quiser ver mentiras e um evangelho segundo a sua vontade, visite outros blogs e sites, não venha mais por aqui, mas se quiser saber a verdade, estar no lugar certo.

Shalom !!!

8 de julho de 2016 12:25

Muito bom. Tudo à luz das escrituras. Muito bem desenvolvido e argumentado, equilibradíssimo. Sou cristão evangélico e sempre digo que placa de igreja não salva ninguém. Cristo salva. Somente ele. Não existe outro intermediador. Nenhum Santo que existiu e nenhum dos Santos que virão. Concordo contigo porque concordo com as Escrituras. Nosso Deus é AMOR, mas igualmente Ele é JUSTIÇA. Muitos esquecem disso. E pintam esse Deus ingênuo que não tem nada a ver com aquele que Jesus nos revelou. Estou cheio do que tem feito com o evangelho, barateando, banalizando, deturpando, empobrecendo e criando teologias inspiradas no que lhes convém. Querem um Deus e uma igreja para agradar a si próprios, e terão (o filho da perdição), pois os fins dos tempos estão à porta. Precisamos defender a sã doutrina. Parabéns pelo blog. Deus te abençoe meu IRMÃO em Cristo.

29 de outubro de 2016 19:27

Muito bom artigo!! Sou protestante e devo esclarecer aqui que nem todo protestante acredita em predestinação, somente os calvinistas defendem essa posição. Todo ensino que tem as Sagradas Escrituras como fonte de pesquisa é digno de confiança. Parabéns!!
Contudo, gostaria de dizer ao irmão que existe outros blogs e sites (confiáveis)que são muito bons também!

VERDADE é uma expressão muito forte, e ela se mostra à medida que nos dispusemos a conhece-la a partir da busca, e só Jesus é a verdade e não instituições religiosas! Mc 9.38-40

Conheço padres que se tornaram pastores e pastores que se tornaram padres! Conheço também católicos convictos que se tornaram protestantes e protestantes que se tornaram católicos.
Conheci muitos que se diziam cristãos e se tornaram budistas, maometanos, espíritas e alguns se tornaram até mesmo materialistas!! E todos eles afirmam ter encontrado a "VERDADE". Portanto, ao auto-proclamar-se como detentores dessa"VERDADE", seja pessoas ou instituições religiosas, saiba que as Sagradas Escrituras ensinam que "...É PELO FRUTO QUE SE CONHECE A ÁRVORE". Lc 6.43-44
Se a religião apresentada se propõe a perseguir, torturar e até matar em "nome de Deus", certamente não pode haver verdade nesse "CAMINHO". Rm 12.20-21
Portanto, caro irmão certamente temos muito o que aprender ainda, ninguém está totalmente pronto!! Eu fiz o caminho oposto, saí do catolicismo para o protestantismo, mas nunca me arrependi, afinal eu buscava por Deus, um lugar onde Ele fosse o foco principal de adoração!! Jr 29.12


Paz de Cristo e abraços!!



9 de abril de 2017 10:49

Muito mal educado, deselegante é mal preparado esse Jr.
O fato de escrever em letras garrafais demonstra seu caráter arrogante.
O artigo foi muito bem elaborado e todas as citações bíblicas devidamente contextualizadas.
Sugiro mais humilde ao Dr. Jr.

13 de abril de 2017 23:21

Artigo bem elaborado?

Faz-me rir. Cheio de heresias

Para inicio de conversa, alguém ache o termo livre arbítrio na bíblia. Daí iniciaremos um dialogo.

O camarada tem o disparate de dizer que não tem como saber se Judas foi para o inferno, oras, a bíblia.diz em Joao 17 que todos os discípulos foram salvos, exceto, Judas que era filho do Diabo.

Matéria cheia de erros, afirma que Deus não endurece coração de ninguém, então veja o que Deus fez com faraó. Leia 2 tessalonicensses 2:18 onde diz que Deus enviara Espirito de.engano para fazer os falsos cristãos creem em mentiras. Ou seja, separar ovelhas de bodes.

Cuidado, nisso tudo não existem vítimas, ou vc segue a sã doutrina ou é participante da iniquidade.

3 de julho de 2017 11:48

Olá irmãos, comecei ver o texto, achei interessante, embora não ficou claro a conclusão pra mim, devo não ter entendido, mas em uma parte do texto o irmão diz assim;

"Observamos segundo as escrituras que Judas deu lugar ao diabo para operar em sua vida, ele se esqueceu das sagradas escrituras que diz, “não deis lugar ao diabo” (Efésios 4,27). “Sujeitai-vos, pois a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”, (Tiago 4,7). Por isso ele recebeu como recompensa o galardão da iniqüidade, (Atos 1,18).".

DIZ QUE "ele" SE ESQUECEU DAS SAGRADAS ESCRITURAS", ai você cíta escrituras que nem existiam ainda no tempo de Judas?

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger