A mera veiculação, ou reprodução de matérias e entrevistas deste blog não significa, necessariamente, adesão às ideias neles contidas. Tal material deve ser considerado à luz do objetivo informativo deste blog, não sendo a simples indicação, ou reprodução a garantia da ortodoxia de seus conteúdos. Os comentários devem ser respeitosos e relacionados estritamente ao assunto do post. Toda polêmica desnecessária será prontamente banida. Todos os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam, de maneira alguma, a posição do blog. Não serão aprovados os comentários escritos integralmente em letras maiúsculas, ou CAIXA ALTA. A edição deste blog se reserva o direito de excluir qualquer artigo ou comentário que julgar oportuno, sem demais explicações. Todo material produzido por este blog é de livre difusão, contanto que se remeta nossa fonte.
Home » , » ATEÍSMO EM FOCO : Refutações aos seus últimos argumentos

ATEÍSMO EM FOCO : Refutações aos seus últimos argumentos

Written By Beraká - o blog da família on domingo, 8 de janeiro de 2012 | 12:01




1)- EM QUE SE BASEIA A RAZÃO DOS ATEUS E TEÍSTAS ?

A razão cética(ateísta)é viciosa,substancial e materialista. Ela despreza uma causa imaterial ou irracional.
Veja porquê:

1-O ateu afirma: Tudo pode ser explicável pela razão, então não existe nada superior à razão,muito menos Deus.

2-O teísta afirma: Nem tudo pode ser explicável pela razão, então existe algo superior à razão: Deus.

Teoria dos ateus:

1- O universo e a razão foram gerados do nada ou acaso – Como  se fosse possível um tornado montar um  BOING, ou um dicionário completo.

2- O universo foi gerado do Big- Bang ou "colapso matéria e anti-matéria". (Pergunta que NÃO CALA: E o que gerou o Big Bang?)


3-O universo foi criado naturalmente segundo as leis físicas-naturais. (Mas como ? se a ciência afirma que as leis se alteram e desaparecem na singularidade de um Big Bang e buracos negros? O que gerou essas leis?)

4-O Universo pode ser gerado por um conflito infinito de eventos. (O que gerou o conflito?, JÁ QUE A PRÓPRIA CIÊNCIA AFIRMA QUE: NÃO EXISTE EFEITO SEM CAUSA ? Se Existe, mostrem um exemplo concreto...Apenas UM ???...

7-Deus foi gerado da imaginação humana.( E o que gerou a imaginação? O homem. E o que gerou o homem? A  natureza E  o que gerou a natureza?...) - VOLTAMOS À ESTACA ZERO E SEM RESPOSTAS...

Resposta dos teístas : O Universo e a razão foram gerados por uma Razão maior : DEUS !!!

2)- OS TIPOS DE ATEUS MAIS COMUNS DE SE ENCONTRAR ???


1)- ATEU ESTAGIÁRIO-Aquele ateu que foi desconvertido a pouco tempo.Não acredita em Deus mas tem pouco conhecimento e ceticismo. Tem uma vaga idéia do que significa a palavra "falácia" e admira o  ceticismo de padre Quevedo e similares.

 2)-ATEU JÚNIOR- Aquele ateu que começa a pesquisar algo relacionado a ateísmo e ceticismo, fica encantado achando que DESCOBRIU A AMÉRICA.Sabe um pouquinho sobre falácias e gosta de humilhar protestantes fanáticos copiando e colando textos de sites ateus.Se chateia logo, parte para palavrões e bloqueia católicos e espíritas que dominam o assunto com maestria e bons argumentos.


3)-  ATEU SÊNIOR- Aquele ateu que sabe tudo sobre ateísmo, ceticismo, religiões, ocultismo, história, política, ciência e atualidades. Participa de discussões em 5+ sites de debates, além de aparecer na televisão em programas de televisão sensacionalistas. Sabe reconhecer qualquer falácia assim que ouve uma. Cético ao extremo. Não acredita nem que a água é líquida, afinal, pode ser sólida ou gasosa também. Vive mais perdido que cego em tiroteio, tem mais dúvidas que respostas.Não admite a possibilidade de estar errado.

4)- ATEU MASTER- Aquele ateu que cria novas teses sobre ateísmo, ceticismo, religiões, ocultismo, história, política, ciência e atualidades. Assim que ouve uma falácia, ele a reconhece . Possui alguma instituição que só serve para recrutar mais incautos prosélitos e aparece na televisão num programa próprio que é assistido por ateus e religiosos .

 
5)- ATEU MEGA-MASTER:  Top de linha: Aquele ateu que supera todos os limites do limite da loucura, que tenta de todas as formas provar que Deus não existe, além de criar mais teses que o Ateu master,cria invenções se torna um cara louco e fanático por provas,sempre carrega uma faca e uma arma na cintura caso venha a encontrar algum religioso no caminho, ele elabora planos e estratégias para provar a falsidade de qualquer tipo de qualquer tipo de crença, lenda, conto de fadas, historinhas infantis, gibis, animes, programas de televisão, jornais etc..que envolva religião. Não aceita nenhum tipo de crença, e tem de tomar tranqüilizantes a cada 2 horas. Acredita cegamente na historinha boba da bactéria que vira um sapo, que vira um lagarto, que vira um macaco, que vira um homem.Seu livro de cabeceira é a 'Evolução das Espécies' e Darwin é o seu GURU.Acredita que O ACASO criou o mundo há uma pá de bilhões de anos, para ter o que fazer durante os intervalos comerciais de Sua novela preferida, e que a evolução das espécies ocorre para que ela não fique entediada. 

3)- O meu argumento contra Deus era o de que o universo parecia cruel e injusto.

Mas donde é que eu aprendi os conceitos do justo e injusto?


1)- Um homem não qualifica uma linha torta de “torta” a não ser que ele tenha uma ideia do que uma linha reta é. Com o quê é que eu comparava o universo quando o qualifiquei de “injusto”? Se tudo o que aconteceu desde o princípio foi mau e injusto, como é que eu, que supostamente faço parte do espectáculo, me encontro da posição de rebeldia contra a situação? Um homem sente-se molhado quando cai na água porque ele não é um animal aquático: um peixe nunca se sentiria molhado.

2)- Claro que eu poderia ter abandonado a minha ideia de justiça afirmando que ela apenas era uma ideia pessoal minha. Mas se eu fizesse isso, então o argumento contra Deus tinha um colapso uma vez que o argumento depende do fato de o mundo ser de fato injusto e não simplesmente que ele não agradava as minhas preferências pessoais.

3)- Portanto, durante o ato em tentar provar que Deus não existe – por outras palavras, que a realidade era sem sentido – vi que era forçado a assumir que uma parte da realidade – nomeadamente, a minha concepção de justiça – fazia sentido. Consequentemente o ateísmo revela-se muito simples.

4)- Se o universo não tem propósito nós nunca haveríamos de saber que ele não tem propósito ou sentido: do mesmo modo que se não existisse luz no universo, e portanto não houvesse criaturas com olhos, nós nunca saberíamos que ele estava escuro.A palavra “escuro” não faria sentido.
5)- Quando o ateu usa o argumento do “mal”, ele está a assumir coisas que contradizem o que ele tenta provar com esse mesmo argumento do “mal”. Ele está a revelar ter conhecimento que vai para além do mundo em que nós vivemos.

6)- O argumento do mal assume muitas coisas, uma delas sendo que o ser humano não foi feito para viver com o que o ateu qualifica de “mal”. Mas donde vem essa crença? Se a morte, violência, assassinatos, violações, pedofilia, terremotos e outras coisas mais sempre fizeram parte da existência humana, donde é que vem o conhecimento de que essas coisas são más? Com o quê é que o ateu as compara? 

Existe algum padrão absoluto na base da qual o ateu qualifica comportamentos e eventos? Houve alguma altura em que o homem não sofreu? Será que há uma versão ateísta do Jardim do Éden?


7)- CONCLUSÃO: Quer o ATEU QUEIRA, ACEITE OU NÃO, é Claro que a razão pela qual o ateu sabe que isto está errado é a Natureza de Deus em si.

8)- A Bíblia diz-nos que o ateu sabe que Deus existe (Romanos 1) e que conscientemente rejeita o que Deus lhe diz como forma de manter a sua moralidade intacta. 

9)- A forma através da qual nós podemos ver que o ateu sabe que Deus existe é a sua constante alusão ao “problema do mal”. Se Deus não existe, não há Padrão Absoluto que sirva de modelo comportamental, e como tal o ateu não tem argumento nem forma de classificar situações e comportamentos como “maus”.

10)- Mas como o ateu sabe que Deus existe, então ele apela a uma Lei Moral Absoluta, embora se tente convencer de que o Criador dessa Mesma Lei não existe.

“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

4)- QUER DIZER QUE OS ATEUS E O ATEÍSMO  SÃO A ELITE  E O FUTURO NATURAL DA  HUMANIDADE ?

"O ateísmo é natural; e é a parte inseparável do comunismo" – (VLADIMIR LÊNIN).


A história está ai para provar a naturalidade em que descambou o ateísmo comunista

Dizer que ateu tem mais capacidade intelectual do que um ser não ateu é puro revanchismo infundado.

Conheço alunos e professores ateus na minha  Faculdade que não conseguem passar em concursos e vão para recuperação respectivamente, enquanto religiosos conseguem.

Os que passaram direto com notas boas , eram pessoas que Acreditavam  em Deus, pois são pessoas, metódicas, equilibradas e determinadas.

Jô soares por acaso é burro? Isaac Newton? Leonardo da Vinci? Albert Einstein ? 

Na minha família somos todos bem de vida acreditamos em Deus.


E outra se 90% do mundo acredita em Deus o mundo depende da inteligência só dos ateus que são 10%?

Resumindo:

O Mundo está evoluindo não graças aos 10% de ateus no mundo porque esse número é insignificante mais por causa dos 90% totalizando 6 Bilhões e meio de 7Bilhões.

Até que me provem o contrário com fatos e dados esta é minha opinião.

"Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes" (Isaac Newton)

5)- O MONOTEÍSMO COMO REVELAÇÃO CABAL DE DEUS

1)-Diz São Paulo que Cristo nasceu ´na plenitude dos tempos´(Gl 4,4; Ef 1,10).

2)- Isto significa que a humanidade foi preparada pelo Senhor Deus para receber o Salvador Jesus Cristo somente possível no MONOTEÍSMO.

3)- Orígenes de Alexandria escreve por volta de 248: ´Deus preparou os povos e fez que o Império Romano dominasse o mundo inteiro,porque a existência de muitos reinos teria sido um obstáculo à propagação da doutrina de Deus sobre a terra´(Contra Celso II 30).

4)- Todavia no plano da filosofia e da Moral, registrava´se decadência. O pensamento grego chegou ao seu auge com Platão (428´348 a.C.) e Aristóteles (384´322 a.C.). Depois foi declinando até o ceticismo de Pirro, o cinismo de Diógenes e o ecleticismo. A razão deste declínio foi a frustração que a Filosofia acarretou para os seus cultores: Platão e Aristóteles conceberam um deus que era ´amado´ pelos homens, mas não retribuía o amor precisamente por ser Deus ou ser perfeito; após Aristóteles, a confiança do homem na razão para descobrir as respostas aos seus anseios foi´se esvaindo.

5)- Deve´se conhecer também que a própria Filosofia grega, embora nas suas linhas gerais não tenha podido satisfazer às aspirações fundamentais do homem, forneceu todavia aos pensadores cristãos um valioso instrumento para ilustrar as verdades da fé cristã; o platonismo com sua sêde do Transcendental e Invisível foi muito valorizado pela tradição teológica grega e latina até a Idade Média.

6)- Clemente de Alexandria († 214) chamava a filosofia ´um dom que Deus concedeu aos gregos´(Stromata I 2,20); dizia outrossim: ´A filosofia educou o mundo grego como a Lei de Moisés educou os hebreus (Gl 3,24), orientando´os para Cristo´ (Stromata I 5,28).


7)- Entre os demais povos da terra nos tempos anteriores a Cristo, distinguia´se o povo judaico por seu monoteísmo ou pelo culto estrito de um só Deus.

8)-Os estudiosos têm procurado explicar o surto e a persistência do monoteísmo no povo de Israel desde Abraão, porém, não encontram elucidação sociológica ou psicológica para tal fenômeno, pois Israel era um povo militar e culturalmente inferior aos seus vizinhos politeístas; tendia a adotar os deuses e os costumes dos pagãos;não obstante, à revelia de todas as influências politeístas, Israel professou constantemente o monoteísmo , suplantando assim, no plano da religião, os grandes reinos e impérios que o cercavam.

9)-Este fato só se entende se Deus quis intervir na história, suscitando e conservando Ele mesmo o monoteísmo em Israel.

10)- Embora se mantivessem segregados, os judeus não deixaram de exercer influência sobre o mundo pagão; o monoteísmo e a Moral de Israel impressionavam os greco´romanos, de modo que estes se aproximavam da religião judaica,uns como prosélitos, At 2,11 (aceitavam a circuncisão e a Lei de Moisés), outros como tementes a Deus, At 10,2; 13,50; 16,14 (abraçavam o monoteísmo e algumas práticas do judaísmo como repouso do sábado, a distinção de alimentos, certas abluções rituais).

11)- É neste contexto de pagãos e judeus que teve origem o Cristianismo Monoteísta. Que crer também em um só Deus, uma só natureza divina igual em onisciência, onipotência e onipresença,que se revela em  três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo.

12)- Outra característica marcante que diferencia os deuses grego-romanos, hinduístas e de outras crenças politeístas em relação ao Monoteísmo Judaico-Cristão, é que estes deuses politeístas, são implacáveis, invejosos e cheio de vícios, ao contrário do Deus revelado por Cristo como um PAI MISERICORDIOSO, que não quer a morte do pecador, mas que ele se converta e viva (Ez 18,23).

6)- CRER PARA VER ? OU VER PARA CRER ?


FELIZES OS QUE NADA VIRAM, MAS CRERAM


“Fé não é acreditar sem provas, é confiar sem reservas...”


Por graça de Deus nunca tive dificuldades de crer na existência de Deus, mas reconehço que  isso não acontece com todos.

Apenas crer ou bastar confiar parecem atitudes simples,  porém a resistência em crer faz com que a fé em Deus se torne um passibilidade muito difícil para alguns.

A fé é um dom de Deus, não é tão somente ato intelectual, mesmo que a criação esteja repleta da assinatura de Deus, mas para perceber isto é preciso estar desarmado, sem defesas.


Assim como Tomé, um dos discípulos de Jesus que não acreditou na ressurreição do Mestre, precisou vê-lo fisicamente vivo para crer [joão 20: 24;29], ele buscou experimentar por si mesmo aquilo que os outros falavam. Hoje esta atitude é muito comum na era da Ciência, queremos provas e evidências de tudo: Se somos amados ? correspondidos ? Se Deus existe ? Se é seguro, etc...

Existem pessoas que também precisam ver para crer, paciência, tudo é permitido por Deus.

Não há problema nenhum em exigir uma garantia maior para sua fé, ou pedir: Senhor aumentai a minha fé .

O problema é que este tipo de comportamento o vicia, e acabamos criando uma falsa imagem de Deus, querendo a todo instante que Ele prove e atenda nossos caprichos e vontades.

Deus é Pai, mas não é Noel, é Sr. não Gênio da lãmpada, somos nós que devemos nos submeter a sua vontade perfeita, e não Ele à nossa.

Precisamos ver com os olhos e com o coração, busque-o a cada dia com esperança e humildade, mesmo que com incertezas, ela às vezes são até necessárias, pois Deus nos deus a fé, mas nos deu também a razão, e ambas formam o par de asas que eleva até Ele. Um exemplo claro disto: Se você colocar um homem de fé e um racional em um mesmo local e faltar energia ? O homem de fé vai rezar a Deus para que a energia volte, o racional vai procurar um eletricista...Quem está certo ? – Resposta: Os Dois.


Não podemos viver em função das provas, seria como plantar uma semente e desenterra-la constantemente para ver se está brotando.

Tomar Deus pela palavra sem insistir em ter uma "prova" (afinal, para alguns, nem toda prova do mundo os convencerá a crer) cria em nós o "viver pela fé", ou seja, mantemos a nossa crença através do conhecimento sobre o amor de Deus, o que significa confiar NEle a partir do que já experimentamos. 

De quantas coisas a providência já nos livrou e presenteou ?

Que tens tu ? E o que eis ? sem que antes não tenha sido dado e permitido por Deus ? (I Cor 4,7).

Não tenha medo da dúvida se tiver disposição para crer. O benefício da dúvida acompanhará Crentes e Ateus até o tumulo.

7)-SE DEUS É BOM POR QUE PERMITE O MAL E O SOFRIMENTO ?

Debate entre um ateu e um Católico veja quem ganhou:


1)-Só quem pensa de modo muito superficial pode se escandalizar com os desastres naturais  e as mortes que eles causam.

2)-Essas mesmas pessoas não pensam que, todos os dias, há milhares de mães que matam os seus próprios filhos, em seu ventre, praticando o aborto.Milhões de abortos são perpetados diariamente no mundo. Isso é muito pior que qualquer catástrofe natural. No último carnaval, só em São Paulo, houve mais de 150 assassinatos.Por ano, no Brasil, são assassinadas mais pessoas do que morreram na guerra do Vietnã.Os abortos e homicídios são criminosos.

3)-Só considera que a morte é o maior dos males, quem é materialista e acredita que só existe esta vida física, que seria o bem supremo.Pobres tolos que não conhecem o bem e questionam o mal relativo.Pobres desesperados que julgam ser a vida física o bem supremo e que vêem esse bem se escapar entre os dedos todos os dias. Pobres desesperados que se agarram a uma vida que lhes foge com uma peneumonia, com um desastre, um assalto, ou com a AIDS.

4)-Os desastres naturais não são causados diretamente por Deus. Se eu tropeço e caio, quebrando uma perna, Deus não é o causador disso. Ele fez a lei da gravidade, que me permite andar. Mas, se não tomo cuidado, tropeço, e essa mesma lei que me ajuda a viver, pode me causar uma fratura.


6)-E a morte não é o pior mal que pode nos acontecer . O pior mal é o pecado, que nos leva ao inferno.O maior mal é não ter Deus na alma. O maior mal é não amar a Deus, que é a Verdade, o Bem, e a Beleza absolutas.

7)-Nós todos estamos condenados a morrer, quer seja de infecção numa unha encravada, quer por um desastre. Eu vou morrer em breve. Você também vai morrer, enfim todos nós iremos morrer um dia, não importa quando, nem de que forma, mas o  importante é morrer bem.


8)-E só morre bem quem viveu bem, cumprindo a lei de Deus. Quem não sabe por que vive, não compreende por que se morre. Quem não tem motivos para viver, não sabe por que morrer. E como bem disse um poeta, já que vamos morrer, é melhor morrer com glória.É melhor viver com honra, para saber morrer com glória como morreu a Dra. Zilda Arns e os valorosos soldados das forças de Paz.
    

   
 9)-Os homens de nossa época não sabem por que vivem, e por isso não sabem porque morrem. Cristo, o Filho de Deus, sem ter culpa alguma, sofreu paixão terrível, e morte na cruz, para pagar os meus pecados. (E os seus, também).E os pecados dos coitados mortos pelos desastres naturais ou provocados.Cristo padeceu por nós, sem ter culpa.


 10)-Nós devemos padecer por Cristo, porque temos culpa.Por isso, quando sofremos com paciência os males que Deus permite que caiam sobre nós, como Jó e como Cristo, devemos aceitá-los. Por isso Jesus disse que seu discípulos seriam perseguidos e caluniados, e sofreriam males e perseguições. A grande lei da vida é a do sofrimento. Daí Jesus nos dizer:"Quem quer vir após mim, renegue-se a si mesmo, tome sua cruz e me siga"Ele não disse para tomar um TAXI com ar condicionado e seguilo, mas a sua cruz, e segui-lo.A cruz que é segundo São Paulo, "escândalo para os judeus, e loucura para os pagãos".
   
 11)-O Catolicismo é a religião da Cruz, a mãe igreja não se envergonha da Cruz e oferecê-la a seus filhos como fez Cristo.No Calvário, lembra São Luis de Montfort, havia três cruzes: a de Jesus inocente, a do ladrão arrependido, e a do ladrão blasfemador desesperado.E foi assim para nos ensinar que todos na vida sofrem. Sofrem os inocentes, como Cristo.Sofrem os pecadores arrependidos, como o ladrão arrependido que ganhou o céu com isso. Sofrem os pecadores pertinazes, como o ladrão blasfemador e desesperado.
   
12)-E não sabe você que o sinal do cristão é o sinal da cruz? E este sinal nós o fazemos largamente da cabeça ao coração, do ombro esquerdo ao direito, para significar qua aceitamos todas as cruzes e sofrimentos que Deus, Nosso Senhor, nos enviar ou permitir, nesta vida, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amem!!!.

8)- A LEI DA GRAVIDADE QUEM A CRIOU ?

1)- Galileu, por sua vez, mostrou que a distância percorrida por um corpo em queda livre é proporcional ao quadrado do tempo e este é o exemplo mais simples de aceleração, a aceleração uniforme.

2)- Galileu descobriu também o princípio da inércia, pelo qual um corpo continuaria a mover-se na direção em que fosse impelido num plano horizontal, a menos que fosse obrigado a deter ou mudar esse movimento.

3)- Essa lei contradizia a noção de força de Aristóteles, e chegou próxima da primeira lei do movimento de Newton. Como indica Iain Nicolson: "Galileu derrubou muitos dos pilares fundamentais da mecânica aristotélica:
4)- Demonstrou que a força não é necessária para o movimento; que os corpos podem executar diferentes espécies de movimento ao mesmo tempo; que os corpos em queda livre sofrem a mesma aceleração, independentemente de seu peso; e que o vácuo é possível. Inegavelmente, ele colocou os alicerces sobre os quais Newton iria erguer a nova mecânica".
5)- Entretanto, Galileu não chegou a construir uma mecânica e não conhecia a gravidade, tomando-a por um termo bastante usado, mas incompreendido.

6)- Kepler também não chegou a elaborar tal mecânica, embora supusesse que existia uma atração geral entre os corpos e que isso explicava o movimento deles no céu assim como as marés do oceano, mas isso foi percebido de maneira ao mesmo tempo antecipatória e confusa.
7)- É possível dizer que a separação entre fé e razão, já postulada pelo Monge Católico Duns Scott e Guilherme de Ockham, só agora ganha plena validade.

8)- A física baseia-se em conceitos mecânicos e explora a conexão entre força e alteração da velocidade, conceitos que são ampliados e generalizados para dar conta de diversos fenômenos físicos.
9)- Para Newton, "uma força imprimida é uma ação exercida sobre um corpo a fim de modificar o seu estado, seja de repouso ou de movimento uniforme para frente e em linha reta. Essa força consiste somente na ação; e não mais permanece no corpo quando a ação termina. Pois um corpo mantém todo novo estado que adquire somente por sua inércia. As forças imprimidas têm origens diferentes, como percussão, pressão, força centrípeta".
10)- Esse conceito mecânico, que é a base da física de Newton, tem como fundamentos três leis:
1)-A lei da inércia, segundo a qual, como dizia Galileu em Duas Novas Ciências, "qualquer velocidade, uma vez imprimida a um corpo em movimento será rigidamente mantida enquanto estiverem removidas as causas externas de aceleração ou retardamento, condição essa que só encontrada nos planos horizontais; porque nos casos dos planos em declive já está presente uma causa de aceleração, enquanto nos planos em aclive há um retardamento; segue-se daí que o movimento em um plano horizontal é perpétuo; pois, se a velocidade for uniforme, não poderá ser diminuída ou retardada e muito menos destruída (...)";
2)-Lei que trata da medida de uma força imprimida, descrita como "a mudança de movimento é proporcional à força motora imprimida, e é produzida na direção da linha reta na qual aquela força é imprimida." Pode-se entender a "mudança de movimento" como a mudança da "quantidade de movimento". Segundo Newton, "quantidade de movimento" surge da velocidade e quantidade de matéria conjuntamente, isto é, velocidade e massa. Assim, a mudança da quantidade de movimento é a medida da força que a produz.
3)-Lei da ação e reação, descrita como "a toda ação corresponde uma reação de igual intensidade mas de sentido oposto".

11)-Estudando a gravidade, Newton pôde estabelecer uma lei da gravitação segundo a qual a força de atração entre dois corpos depende inversamente da distância entre eles.
12)- A lei da gravitação e a leis gerais do movimento bastam para prever o curso de um corpo em movimento.
13)- Essa mecânica pesada é facilitada pela matemática desenvolvida por Newton e Leibiniz.

14)- Tudo isto nos leva a concluir:"Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes" (Isaac Newton)

"Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes" (Isaac Newton)

9)- EVOLUÇÃO OU INVOLUÇÃO ?


O Homem foi Criado em estado perfeito e depois involuiu com o pecado até a condição de HOMEM DAS CAVERNAS ? Ou foi criando em estado imperfeito predestinado a Santidade e perfeição ?

A Paranormaildade é uma prova de que o homem já tinha estas perfeições Preternaturais desde sua criação original e foi perdida na LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA ?.

1)-O livro do gênesis narra a criação do universo, em uma ordem hierárquica com a frase: “No principio Deus criou os céus e a terra” (Gênesis 1:1)


2)-Há uma complexidade insondável, pois o termo “criou”, não significa que o universo veio a existir com toda a sua grandeza no exato momento da criação, esse universo está se expandindo, essa verdade já era descrita muito antes na bíblia quando Deus pergunta a Jó: “Pode fazer surgir no tempo certo às constelações” Jó 38:32.



3)-Um cientista por nome Edwin Powel Hubble, no ano de 1924, constatou que a nossa galáxia , via –láctia não é a única existente, há pelo menos 100 milhões de outras, o movimento em que a terra faz em torno do sol, leva 365 dias, esse é o tempo em que chamamos de “ano”, mas o sol para fazer uma viagem em torna da nossa galáxia, numa velocidade de 210 km por segundo, precisa de 250 milhões de anos para percorrer toda a sua órbita.



4)-Os antigos já tinham o conceito de tempo de Deus e tempo humano diferenciado: “ Para Deus um dia é como mil anos, e mil anos como um dia” (II Pe.3:8).


5)-Os teólogos cristãos sempre acreditaram que a matéria é criada, alguns cientistas entendiam que a matéria é eterna, mas com o avanço da ciência, chegou-se a seguinte conclusão: “Toda matéria pode ser reduzida a energia...matéria é energia organizada e estabilizada”, isso significa que a energia é eterna, e a matéria é um processo que tem sua origem da energia.Isso nos mostra a complexidade do universo “cosmos” criado por Deus.


6)-A gravidade foi entendida e provada como lei, mas jamais explicada por Newton na sua complexa ordem de origem, e nem por nenhum cientista até hoje.


7)-Se o universo “cosmos” é complexo em sua essência, o quão complexo é o homem que tem a imagem do criador do universo, na criação do universo

8)-A evolução foi de um estado que podemos chamar de “caos”, para a “ordem”, Deus foi colocando em ordem um universo, in-forme, e na criação do universo o “homem”, foi criado não em estado de “perfeição”absoluta, mas de “progressão.

10)- Um MITO seria capaz disto ???...

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .

Como a Igreja Católica re-construiu a Civilização Ocidental ?

1)-Bem mais do que o povo hoje tem consciência, a Igreja Católica moldou o tipo de Civilização em que vivemos e o tipo de pessoas que somos.

2)-Embora os livros textos típicos das faculdades não digam isto, a Igreja Católica foi a indispensável construtora da Civilização Ocidental.

3)-A Igreja Católica não só eliminou os costumes repugnantes dos bárbaros e Romanos do mundo antigo, como os bacanais romanos, infanticídio e os combates de gladiadores, sacrifícios humanos, canibalismos de povos conquistados,mas também depois da queda de Roma, sem armas, e apenas com os mosteiros, ela restaurou e re-construiu a civilização ocidental com valores Cristãos.

4)-A Igreja Católica moldou uma sociedade que permitiu “o milagre das ciências modernas, a saudável economia de livre mercado, a segurança das leis, a caridade como uma virtude, o esplendor da Arte e da Música, uma filosofia assentada na razão, a agricultura,a arquitetura, as universidades, as Catedrais e muitos outros dons que nos fazem reconhecer em nossa Civilização a mais bela e poderosa civilização da História.

5)-As pessoas são sempre muito rápidas em culpar a Igreja pelo que houve de ruim na História, mas não param para pensar que, sem ela, teria sido tudo MUITO PIOR.

6)-Fala-se a toda hora que ela atrasou o progresso das ciências, mas raramente alguém lembra que, se não fosse pelas bibliotecas mantidas nos mosteiros, o conhecimento e os inestimáveis tesouros literários do mundo greco-romano teriam sido perdidos, destruídos pelos bárbaros que varreram a Europa depois do colapso do Império Romano.

7)-Todo mundo fala dos casos de uns tantos padres acusados de pedofilia como se isso fosse motivo para se condenar a própria existência da Igreja.

8)- Mas a mídia não se interessa em explicar que, entre quase todos os povos antigos, o uso de menores para a satisfação sexual de adultos era considerado normal, e que isso só acabou por causa da influência da Igreja...

9)- Exemplos parecidos de retorno deste costume promíscuo, perverso  e pagão existem muito, por exemplo no pais mais depravado do mundo : A Holanda.

FONTE: T. Woods, 2005, p. 7

11)- SER ATEU ? OU SER ATOA ?

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .



1)-O Ateu prefere ficar na condição de ateu porque prefere ficar sempre a margem sem comprometer-se com nada, pois crer exige mudança e conversão. O ateu não quer isto, prefere viver conforme suas próprias convicções mesmo erradas ou equivocadas.


2)-Tanto no Oriente como no Ocidente, é possível entrever um caminho que, ao longo dos séculos, levou a humanidade a encontrar´se progressivamente com a verdade e a confrontar´se com ela. É um caminho que se realizou — nem podia ser de outro modo — no âmbito da autoconsciência pessoal: quanto mais o homem conhece a realidade e o mundo, tanto mais se conhece a si mesmo na sua unicidade, ao mesmo tempo que nele se torna cada vez mais premente a questão do sentido das coisas e da sua própria existência.

3)O que chega a ser objecto do nosso conhecimento, torna´se por isso mesmo parte da nossa vida. A recomendação conhece´te a ti mesmo estava esculpida no dintel do templo de Delfos, para testemunhar uma verdade basilar que deve ser assumida como regra mínima de todo o homem que deseje distinguir´se, no meio da criação inteira, pela sua qualificação de « homem », ou seja, enquanto «conhecedor de si mesmo ».

4)-Aliás, basta um simples olhar pela história antiga para ver com toda a clareza como surgiram simultaneamente, em diversas partes da terra animadas por culturas diferentes, as questões fundamentais que caracterizam o percurso da existência humana: Quem sou eu? Donde venho e para onde vou? Porque existe o mal? O que é que existirá depois desta vida? Estas perguntas encontram´se nos escritos sagrados de Israel, mas aparecem também nos Vedas e no Avestá; achamo´las tanto nos escritos de Confúcio e Lao´Tze, como na pregação de Tirtankara e de Buda; e assomam ainda quer nos poemas de Homero e nas tragédias de Eurípides e Sófocles, quer nos tratados filosóficos de Platão e Aristóteles.

5)-São questões que têm a sua fonte comum naquela exigência de sentido que, desde sempre, urge no coração do homem: da resposta a tais perguntas depende efectivamente a orientação que se imprime à existência.

6)-A Igreja não é alheia, nem pode sê´lo, a este caminho de pesquisa. Desde que recebeu, no Mistério Pascal, o dom da verdade última sobre a vida do homem, ela fez´se peregrina pelas estradas do mundo, para anunciar que Jesus Cristo é « o caminho, a verdade e a vida » (Jo 14, 6). De entre os vários serviços que ela deve oferecer à humanidade, há um cuja responsabilidade lhe cabe de modo absolutamente peculiar: é a diaconia da verdade.

7)-Por um lado, esta missão torna a comunidade crente participante do esforço comum que a humanidade realiza para alcançar a verdade e, por outro, obriga´a a empenhar´se no anúncio das certezas adquiridas, ciente todavia de que cada verdade alcançada é apenas mais uma etapa rumo àquela verdade plena que se há´´de manifestar na última revelação de Deus: « Hoje vemos como por um espelho, de maneira confusa, mas então veremos face a face. Hoje conheço de maneira imperfeita, então conhecerei exactamente » (1 Cor 13, 12).

8)-Resumindo: O problema do ateu é moral, quer ter liberdade ampla, geral e irrestrita, liberdade até para ser amoral, agir sem escrúpulos, a velha tentação de origem: Querer ser deuses e ter o controle em suas mãos...

12)- AS FALHAS NO DÓGMA DA TEORIA EVOLUCIONISTA:

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .

Para a TEORIA DA EVOLUÇÃO ser comprovada, precisa encontrar o ELO PERDIDO, mas este elo continua simplesmente perdido, e perdido ficam os evolucionistas em seus malabarismos argumentativos que não provam simplesmente nada.

1)-Nossas escolas insistem em ensinar o Evolucionismo como um fato indiscutível. Desde as primeiras séries de nossos estudos vimos sendo familiarizados com uma explicação – no mínimo estranha – sobre a origem da vida: a teoria da evolução de Charles Darwin, soberana nos manuais de colégio. No entanto, um grande número de escolas norte-americanas está excluindo de seus currículos o ensino do darwinismo. O motivo? Um fato certamente de pouca importância – e talvez por isso nunca seja mencionado no Brasil – : A evolução das espécies jamais foi provada cientificamente, NÃO PASSA DE TEORIA !!!

2)-
Seleção Natural: mecanismo anti-evolução Alguém poderia perguntar: e a seleção natural, ocorre? Sim, ocorre. Mas não como Darwin a concebeu.Vejamos o famoso exemplo das mariposas da Inglaterra. Inicialmente elas tinham coloração clara. Acontece que a Revolução Industrial trouxe grande emissão de poluentes e os troncos das árvores ficaram mais escuros.Decorrido algum tempo, as mariposas teriam “evoluído”, tornando-se escuras. Durante muito tempo, insistia-se que esse fosse um nítido caso de evolução. Mas o advento da genética mendeliana encarregou-se de negá-lo.

3)-
Golpe derradeiro: a genética Quando ficou patente que a seleção natural por si só era incapaz de explicar o processo evolutivo as mutações foram escolhidas como uma tentativa de salvar a teoria evolucionista. Com efeito, não há registro de mutações benéficas e a possibilidade delas existirem é tão reduzida que pode ser descartada. Assim se todas as mutações que as causaram fossem corrigidas, teríamos uma espécie de homem perfeito. Esse é, aliás, um indício de que esse homem perfeito tenha existido, como é ensinado no Gênesis.

4)-Darwin fraudou E se a realidade não colabora, pior para ela, diria Darwin. Os escândalos sobre falsificações foram uma constante na história do evolucionismo. O próprio pai da teoria fraudou. No seu livro “As expressões das emoções no homem e nos animais” foi utilizada uma série de fotografias forjadas a fim de comprovar suas hipóteses.
5)-O evolucionismo não é científico! Entretanto, ela continua sendo defendida e propalada como verdadeiro dogma. É uma vaca sagrada contra a qual ninguém tem o direito de discordar, apesar de seu inteiro despropósito.

6)-Porque tanta insistência? Haverá por detrás disso uma segunda intenção de seus propugnadores ?Aceita-se o evolucionismo para não se aceitar a Deus.A obstinação e a atitude de seus adeptos demonstram que o evolucionismo consiste em um movimento filosófico e religioso.

7)-E seus resultados foram funestos, não só para a pesquisa, mas também no campo prático, basta lembrar que ela serviu de fundamento para as mais mortais concepções de Estado que já existiram: o comunismo e o nazismo.


PERGUNTA FINAL: Da para aderir a uma pseudo teoria CHEIA DE FALHAS ?

13)- ATEUS FAMOSOS QUE SE CONVERTERAM EM CRENTES EM DEUS:

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .






FONTE: http://www.diariopopular.com.br/06_11_08/artigo.html

1)-São inúmeros os testemunhos de ex-ateus que no decorrer da história converteram-se ao catolicismo: PERGUNTO : ISTO OS TORNA BURROS E IRRACIONAIS ?

Só para citar alguns: Alex Carret, Paul Claudet; Giovanni Papini etc, (séculos 19 e 20).

2)-E em tempos mais remotos Agostinho de Hipona (430), mais conhecido por Santo Agostinho, Inácio de Loiola (1556), S. Francisco Xavier (1556) e Inácio de Lepp. Penso que não preciso tecer nenhum comentário acerca de tais personagens e sua extraordinária influência na construção civilizacional ocidental.

3)_Todos eles testemunharam quando perderam a fé e como se deu a sua conversão; depoimentos que não caberiam num exíguo pedaço de papel. Entretanto e, simbolicamente, transcrevo parte do testemunho de Papini, não porque seja ele o personagem mais importante, ou seu testemunho o mais contundente.

4)-Entre as reflexões de Papini de tal época, lê-se o seguinte: “Ser Deus! Empreendimento impossível, mas e a soberba almejada. Tal é o meu programa e o de outros... Ainda não acreditava em Deus. Deus não existia para mim, e jamais tinha existido. Eu queria criá-lo para o futuro e fazer de um homem pobre e miserável o Ser supremo, soberano, muito rico e poderoso”.

5)-Em busca da verdade entregou-se à Filosofia que o deixou descontente.
Passou então para o pessimismo, o materialismo, o pragmatismo, chegando a tornar-se ocultista e espírita. Era sempre movido pelo desejo de ser grande e tornar os outros felizes.

6)-Agora, bem perto de nós e, de nosso tempo, em Ponto de Vista, deste jornal, datado de 31 de outubro, leio, atentamente e com muita surpresa e emoção, as confissões de um também ex-ateu, e ex-vereador da Câmara de Pelotas Flávio Coswig: “Quando menino-adolescente ia à igreja, praticava a religião. Depois, veio a faculdade e os ventos do ateísmo marxista sopraram muito forte”. E continua com seu dramático relato...
Confesso, que não nutria simpatia alguma pelo então vereador, pelo fato de ser ele de um radicalismo contumaz. Pois, entendo que qualquer radicalismo, tenha ele a cor que tiver, leva ao fanatismo, e este é sinônimo de ignorância, e é perigoso.


7)-É bem conhecida a história que aconteceu entre Pasteur e um jovem universitário numa viagem de trem. O jovem achava-se o dono da verdade, um sabidão; ao perceber que Pasteur lia a Bíblia, ainda que não lhe soubesse a identidade, sem cerimônias chamou de ignorantes àqueles que ainda acreditavam na Bíblia. Foi longo o diálogo que então se estabeleceu entre eles... Quando desceu numa estação antes do destino de seu interlocutor, ao despedir-se do mesmo, recebeu seu cartão, para cujo endereço enviaria material sobre ciências, que, refutavam as verdades da Bíblia. Ao ler no cartão:

Professor Doutor Louis Pasteur, Diretor Geral do Instituto de Pesquisas Científicas da Universidade Nacional da França, saiu dali envergonhado, sentindo-se pior que uma ameba...

O marxismo de Marx o levou à pobreza; já a filosofia de Nietzsche o deixou louco, servem de exemplos a serem seguidos ou evitados ?


14)- Por que este Colapso do Ateísmo no mundo científico ?



Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .


Dizia Albert Einstein que os cientistas são os que ficam mais próximos a Deus, e portanto sua maior curiosidade é flagrar Deus trabalhando...

1)-Em face de todos os desenvolvimentos , a aceitação do projeto inteligente por Antony Flew, famoso por defender o ateísmo por muitos anos, reflete uma cena final no processo de colapso ao qual o ateísmo está sendo submetido.
A ciência moderna revelou a existência de uma “inteligência que permeia o universo” e, portanto, deixando o ateísmo fora da equação.

2)-Em seu livro “The Hidden Face of God” (A Face Oculta de Deus, em tradução livre), Gerald Schroeder, um dos cientistas que influenciaram Flew, escreve:

“Uma única consciência, uma sabedoria universal, permeia o universo.  As descobertas da ciência, aquelas que buscam a natureza quântica da matéria subatômica, nos levou à iminência de uma realização surpreendente: toda existência é a expressão dessa sabedoria. 

Nos laboratórios nós a experimentamos como informação que primeiro se articulou fisicamente como energia e então se condensou em forma de matéria.   Cada partícula, cada ser, do átomo ao humano, parece representar um nível de informação, de sabedoria..”


3)-A pesquisa científica sobre o funcionamento da célula e das partículas subatômicas da matéria revelou esse fato de uma forma inquestionável: a vida e o universo foram trazidos à existência do nada pela vontade de uma entidade possuidora de uma mente e sabedoria superiores. 

4)-Não há dúvida de que o possuidor daquele conhecimento e mente que projetou o universo em todos os níveis é Deus Todo-Poderoso.


FONTE:Richard N. Ostling, “Lifelong atheist changes mind about divine creator,” (Ateu por toda a vida muda de opinião sobre criador divino, em tradução livre) Jornal The Washington Times, 10 de dezembro de 2004;

15)- TODO CIENTISTA DEVERIA SER ATEU ?

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .


Dizia Albert Einstein que os cientistas são os que ficam mais próximos a Deus, e portanto sua maior curiosidade é flagrar Deus trabalhando...

1)-Outro falso mito que “corre solto” é que os cientistas não acreditam em Deus. Em si, o fato não teria nada de mais, já que encontramos ateus de todas as profissões e de todas as categorias sociais. Este mito tem, na verdade, pretensões maiores do que parece à primeira vista: quer dar a entender que todas as pessoas verdadeiramente inteligentes e esclarecidas não aderem às “fábulas” ou aos “mitos” religiosos; e os cientistas, esses “homens geniais”, levados pelas demonstrações da sua ciência, chegaram à conclusão inevitável de que Deus simplesmente não existe.

2)-O fato é que até hoje ninguém nunca apresentou nenhum argumento verdadeiramente sério sobre a inexistência de Deus, e muito menos baseado em conclusões científicas.

3)-James Prescott Joule (1818-1889), físico britânico, estudioso do calor, do eletromagnetismo e descobridor da lei que leva o seu nome: “Nós topamos com uma grande variedade de fenômenos que [...] em linguagem inequívoca falam da sabedoria e da bendita mão dO Grande Mestre das obras”.

4)-Ernest Werner von Siemens (1816-1892), engenheiro alemão, inventor da eletrotécnica e que trabalhou muito no ramo das telecomunicações: “Quanto mais fundo penetramos na harmoniosa dinâmica da natureza, tanto mais nos sentimos inspirados a uma atitude de modéstia e humildade; [...] e tanto mais se eleva a nossa admiração pela infinita Sabedoria, que penetra todas as criaturas”.

5)-William Thompson Kelvin (1824-1907), físico britânico, pai da termodinâmica e descobridor de muitas outras leis da natureza: “Estamos cercados de assombrosos testemunhos de inteligência e benévolo planejamento; eles nos mostram através de toda a natureza a obra de uma vontade livre e ensinam-nos que todos os seres vivos são dependentes de um eterno Criador e Senhor”.

6)-Thomas Alva Edison (1847-1931), inventor, com mais de 2.000 patentes, entre elas a da lâmpada elétrica: “Tenho [...] enorme respeito e a mais elevada admiração por todos os engenheiros, especialmente pelo maior deles: Deus!”.

7)-Guglielmo Marconi (1874-1937), físico italiano, inventor do telégrafo sem fio, prêmio Nobel em 1909: “Declaro com ufania que sou homem de fé. Creio no poder da oração. Creio nisto não só como fiel cristão, mas também como cientista”.

8)-John Ambrose Fleming (1849-1945), físico britânico, descobridor da válvula e do diodo: “A grande quantidade de descobertas modernas destruiu por completo o antigo materialismo. O universo apresenta-se hoje ao nosso olhar como um pensamento. Ora, o pensamento supõe a existência de um pensador”.

9)-Arthur Eddington (1882-1946), físico e astrônomo britânico: “A física moderna leva-nos necessariamente a Deus”.

10)-Max Plank (1858-1947), físico alemão, criador da teoria dos quanta, prêmio Nobel em 1928: “Para onde quer que se estenda o nosso olhar, em parte alguma vemos contradição entre ciências naturais e religião, antes encontramos plena convergência nos pontos decisivos. Ciências naturais e religião não se excluem mutuamente, como hoje em dia muitos pensam e receiam, mas completam-se e apelam uma para a outra. Para o crente, Deus está no começo; para o físico, Deus está no ponto de chegada de toda a sua reflexão”.

11)-Albert Einstein (1879-1955), físico judeu alemão, criador da teoria da relatividade, prêmio Nobel em 1921: “Todo o profundo pesquisador da natureza deve conceber uma espécie de sentimento religioso, pois não pode admitir que seja ele o primeiro a perceber os extraordinariamente belos conjuntos de seres que contempla. No universo, incompreensível como é, manifesta-se uma inteligência superior e ilimitada. A opinião corrente de que sou ateu baseia-se num grande equívoco. Quem a quisesse depreender das minhas teorias científicas, não teria compreendido o meu pensamento”.


12)-Werner von Braun (1912-1977), físico alemão radicado nos Estados Unidos e naturalizado norte-americano, especialista em foguetes e principal diretor técnico dos programas da NASA (Explorer, Saturno e Apolo), que culminaram com a chegada do homem à lua: “Não se pode de maneira nenhuma justificar a opinião, de vez em quando formulada, de que na época das viagens espaciais temos conhecimentos da natureza tais que já não precisamos de crer em Deus...

16)- POR QUE EXISTEM ATEUS?

Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista"-  Joseph de Maistre .



1)-Realmente, essa é uma pergunta muito boa, para a qual talvez não exista uma resposta conclusiva, pois no fundo trata-se de um mistério.Para entender como se chegou a essa situação, é necessário regredir um pouco no tempo em busca das raizes do problema:

2)-Um dos fatores que contribuiram para dar origem a essa atitude DE ATEÍSMO e descrença, foram as guerras de religião do século XVI, cujas conseqüências Descartes chegou a presenciar manifestações de fanatismo as mais diversas, em que cada grupo afirmava estar na verdade e queria convencer os demais pela força e não pela própria verdade.

3)-Ora, uma vez que se afirme que todas as religiões são iguais – que dependem do gosto de cada um,o passo seguinte é uma indiferença absoluta, que no fundo admite que nenhuma delas está na verdade e nenhuma possui valores absolutos.

4)-O passo histórico seguinte foi o deísmo, corrente nascida na Inglaterra, segundo a qual Deus não seria senão o Grande Arquiteto do Universo que, tendo construido o mundo, o teria abandonado a seguir nas mãos do homem; neste caso, caber-nos-ia viver como se Deus não existisse, e portanto, seria preciso rejeitar a existência de milagres, da Providência ou de um Evangelho revelado, negando também qualquer intervenção de Deus na história humana. A partir daí, alguns filósofos ingleses começaram a autodenominar-se livre-pensadores, querendo dizer com isso que estavam livres da superstição (isto é, da religião), e que aceitavam somente uma religião “natural”, sem dogmas nem ritos; adotaram o lema “liberdade, igualdade, fraternidade”, que seria assumido mais tarde pela Revolução francesa.

5)-O passo seguinte na evolução dessa linha de pensamento foi, naturalmente, o agnosticismo (se é que Deus existe, não é possível conhecê-lo), ou simplesmente o ateísmo. Por essa rota caminharam os filósofos da Ilustração francesa: Condillac, Diderot, D’Alembert, que Lênin recomendava como a melhor introdução ao “ateísmo científico”.Nessa trajetória nota-se, paralelamente à expulsão de Deus da vida e do pensamento, uma deificação do próprio homem. A atitude de Descartes atribui ao homem (à sua inteligência) qualidades que são exclusivas de Deus; Espinosa diz que o homem é parte de Deus; Kant atribui à razão humana um papel fundamental na constituição da realidade; Hegel, num panteísmo cósmico, deifica a razão humana, projetando-a como criadora de toda a realidade; e Feuerbach entroniza definitivamente o homem no lugar de Deus: “O homem é para o homem o ser supremo”, idéia plenamente aceita por Marx. Finalmente, Nietzsche, como representante de muitos outros, proclama a morte de Deus.


6)-A conclusão era lógica: se o homem não provém de cima (de Deus), só pode provir de baixo (da matéria); se a dignidade do homem provém de estar feito à imagem e semelhança de Deus, ao suprimir-se Deus suprime-se também a sua dignidade, e o homem passa a ser qualquer outra coisa: o homem é aquilo que come (Feuerbach); é puro sexo (Freud); provém do macaco (Darwin), que provém da matéria (os defensores atuais da geração espontânea), que provém do caos. Em perfeita consonância com esses princípios, pregaram-se as filosofias da inimizade: o príncipe deve dominar pelo medo (Maquiavel), o homem é o lobo do homem (Hobbes), a guerra, a luta e a contradição constituem a essência da realidade (Hegel), o ódio é o motor da história (Marx), o inferno são os outros (Sartre), devemos aprender a odiar (Lunatcharsky).


7)-Mas, todo modismo passa, e a verdade não pode ser acorrentada, e os cientistas e a própria razão estão redescobrindo isto, sem precisar de nenhuma catequese e nem imposição pela força.

8)- O homem tem sede de Deus e de eternidade, e as respostas propostas pelo ateísmo não foram suficientes e convincentes para fazer o homem saciar-se com a verdade.

17)- O BENEFÍCIO DA DÚVIDA

A paz de Cristo e o amor de Maria, mãe do meu Senhor – Luc.1,43

Concordo em parte com sua questão, mas lhe deixo o BENEFÍCIO DA DÚVIDA ATÉ AGORA NÃO RESPONDIDO PELOS ATEUS:


1)-Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista".


2)-Esta frase, de um filósofo muito suspeito, por ser esotérico - Joseph de Maistre - tem muito de verdade.


3)-Com efeito, o devedor insolvente gostaria que seu credor não existisse. O pecador que não quer deixar o pecado, passa a negar a existência de Deus.


4)-Por isso, quando se dá as provas da existência de Deus para alguém, não se deve esquecer que a maior força a vencer não é a dos argumentos dos ateus, e sim o desejo deles de que Deus não exista.


5)-Não adiantará dar provas a quem não quer aceitar sua conclusão. Em todo caso, as provas de Aristóteles e de São Tomás a respeito da existência de Deus têm tal brilho e tal força que convencem a qualquer um que tenha um mínimo de boa vontade e de retidão intelectual.

18)- Jean Jacques Touseau, em "Emilio", disse :

1)-Mesmo que os filósofos tivessem a possibilidade de descobrir a verdade, qual, de entre eles, se interessaria por ela?


2)-Cada um deles sabe muito bem que o seu sistema não tem mais fundamentos que os dos outros; mas sustenta-o, porque é seu.

3)_ Não houve um único que, tendo chegado a distinguir o verdadeiro e o falso, não tivesse preferido a mentira que encontrou à verdade descoberta por outro.

4)-Contanto que se eleve acima do vulgar, contanto que apague o brilho dos seus concorrentes, que mais deseja ele?

5)-O essencial é pensar diferentemente dos outros.

Para os crentes, é um ateu; para os ateus, seria um crente...”

A verdade sempre tem três versões : A minha, a sua e a que o mundo acredita.

Vale sempre a que o mundo acredita.

Quando nos fechamos em nossos julgamentos, desqualificamos qualquer argumento,e invalidamos qualquer prova, mesmo que convincente, que não se ajustem a eles.


Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser alcançado por este método...


6)-Quando nos fechamos em nossos julgamentos, desqualificamos qualquer argumento,e invalidamos qualquer prova, mesmo que convincente, que não se ajustem a eles.Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser alcançado por este método...

19)- EM QUE SE SUSTENTA O ATEÍSMO ?


1)-A Deusa razão ? Que em nome da Razão se cometeram as maiores IRRACINALIDADES na Revolução Francesa e nos Regimes Comunitas Ateus ?

2)-Confiança CEGA na Ciência como único meio de Conhecimento - Os Cientistas agora são os Condutores Morais infalíveis da humanidade ?

3)-Darwin,Nietzsche e Richard Darkins são seus Gurus INFALÍVEIS e exemplares ?

4)-Religião É MULETA (Frase de Nietzsche) - As Terapias e Auto-ajudas não são Muletas para suprir seus vazios existencias ? Oras isto é trocar 6 por meia dúzia.

5)-Quando nos fechamos em nossos julgamentos, desqualificamos qualquer argumento,e invalidamos qualquer prova, mesmo que convincente, que não se ajustem a eles.Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser alcançado por este método...
"Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes" (Isaac Newton)


20)- A BÍBLIA CONTEM: “VERDADES, MITOS, ERROS OU MENTIRAS ?”

Já tive também estas dúvidas, mas depois do Curso de Teologia vi que:

Os atuais estudos da bíblia com as últimas descobertas arqueológicas de Quemran, usam até Carbono 14 para datar a época dos escritos e comparar com as atuais bíblias.

Posso ler em uma placa de identificação: BraZilia a 2.500 km - tem um erro ortográfico, mas está correto dependendo de onde vc está, portanto não é uma mentira.

1)-Mito costuma ser associado com falsidade, mentira, como se a única narração veraz fosse a história, e para muitos como se restrigisse  à  única verdade demonstrável (científica). Esse juízo obedece a idéia que não corresponde à dignidade de Deus e da Bíblia a outro tipo de narração que não seja a história.Falar desta forma seria negar que as parábolas de Cristo não contem verdades e não tem nenhum valor.


2)-O fato, no entanto, é que o mito, a parábola, a poesia o conto,a narrativa, etc, buscam expressar uma verdade. É uma maneira de dar expressão compreensível a uma realidade não sensível. Esta verdade é do tipo da poética, que não é o mesmo tipo de um relato histórico.Poesia não representa história, no entanto, tem “sua verdade”, e uma verdade freqüentemente mais profunda do que a de um relato histórico.Mitos como a “Espada de Dâmocles,do Minotauro e tantos outros” tem sua verdade, ou moral histórica.

3)-O narrador não tomaria o relato mítico com a mesma certeza histórica com que tomaria o relato da conquista de Judá por Nabucodonozor. Não é propósito do mito comunicar memória histórica de acontecimentos realmente ocorridoS(Mas a moral ou, experiência vivida), embora o narrador pudesse pensar que alguns desses eventos se deram sim (quão difícil é saber o que os outros pensavam,ou o que de fato ocorreu , e mais ainda antigamente.

4)-Julgar o passado com a mentalidade do presente chama-se: ANACRONISMO, só pessoas ignorantes e anacrônicas procedem desta forma).


21)- Há dois tipos de pessoas:


“As que crêem em Deus e as que não sabem como crer Nele, porque Ele não desce para explicar.

 Para quem não crê ,nenhuma explicação é convincente, não porque não seja convincente, mas simplesmente porque ele não aceita.

Para quem crê nenhuma explicação é necessária...”

Pessoas são temporais, elas sempre vão morrer por um motivo ou outro.

Você mesmo não tem religião e morrerá...Isto é um fato.

O que a Religião realmente quer mostrar ao contrário do que vocês pensam é o que existe além da temporalidade.

Algumas pessoas querem saber, outras tem medo de descobrir... qual delas é você?

Alguém que teima em inventar uma razão para a existência de religiões ou alguém que tem medo daquilo que a fé exige ? Conversão e mudança de vida ?...

22)- A VIDA SURGIU POR ACASO?


QUEM CRIOU AS LEIS PERFEITAS DO COSMOS ?


Dá para aplicar a SELEÇÃO NATURAL às Leis Físicas do Cosmos ?


Se o homem evoluiu de um primata, ou ancestral comum, O COSMOS E SUAS LEIS EVOLUIRAM A PARTIR DE QUE ?


1)-É importante observar algumas informações fornecidas pelo Dr. Frank Salisbury, da Utah State University, publicadas na Revista Nature em outubro de 1969. Na qual se realiza um cálculo para descobrir a probabilidade para que uma única molécula de DNA se formasse, de um tipo específico, assumindo que a vida já existisse, e que as matérias primárias necessárias já estivessem formadas, e fosse preciso APENAS que ocorresse a combinação dessas matérias simplesmente por puro ACASO.

2)-Sabemos que existem 1020 (100.000.000.000.000.000.000) planetas onde essa reação é possível;

3)-Estima-se que há 4x109 (= 4.000.000.000) anos disponíveis (TEMPO);

4)-Usando os métodos da Teoria da Probabilidade e Estatística sabe-se que há 1 chance em uma quantidade infinitesimal de em algum instante em todo este tempo, em algum destes planetas, 1 única molécula desejada se combinar por acaso.

5)-Isto significa 1 chance contra:10.000.000.000.000.000.000.000.000.000.000...( Sentença infinitesimal)

6)-E não é exagero essa penca de ZEROS INFINITESIMAIS.

7)-Matematicamente falando, isso representa uma impossibilidade matemática, pois segundo a Lei de Borel se a chance de algo ocorrer é superior a 1050, simplesmente não ocorre.

8)-Em outras palavras, lamentamos informar aos esperançosos Ateus que: “Não existe a menor possibilidade da vida ter surgido por acaso como desejam alguns Ateus de fé que simplesmente ACREDITAM NISTO.

9)-Tudo ter sido obra do mais puro acaso é invalidado pela própria Matemática. Afinal, é muito mais provável alguém acertar na Mega-Sena 100 vezes seguidas, e com o mesmo número, que os 108 elementos químicos conhecidos terem se combinado entre si aleatoriamente para formar, não o Universo, mas uma simples PULGA.

10)-Ou seja, a própria Ciência e seus parâmetros de avaliação DESMENTEM a possibilidade de que tudo o que existe possa ter-se originado do mais simples e puro acaso.
11)-Acreditar que a vida surgiu por acaso, é o mesmo que jogar as letras do alfabeto para cima e ao cair esperar que elas formem um DICIONÁRIO... (Albert Einstein).

13)-Sir Fred Hoyle disse que “é mais fácil um tornado varrer um depósito de sucata e construir um Boeing 747 com o material nele contido do que formas superiores de vida emergirem através dos processos evolutivos!” 

14)-Randy L. Wysong (Instrutor de anatomia humana e fisiologia), em seu livro The Creation-Evolution Controversy, diz o seguinte: 

“A evolução pode ser considerada como uma espécie de religião mágica. A magia é simplesmente um efeito sem causa, ou pelo menos sem causa competente. "acaso", "tempo", e "natureza" são os pequenos deuses mantidos nos templos evolucionistas. Esses deuses não podem, porém, explicar a origem da vida. Eles são impotentes. Desse modo, a evolução fica sem uma causa eficaz e é, portanto, apenas uma explicação mágica para a existência da vida...” 

15)-O Dr. Dominique Tassot, graduado na Escola de Minas em Paris onde estudou Matemática, Física e Química, é o responsável pelo CEP - Centre d’Etude et de Prospectives sur la Science (Centro de Estudos e Prospectivas da Ciência) na França. Esse Centro de Estudos foi fundado em 1997 e é composto por 700 pesquisadores de várias partes do Globo. É importante destacar que o referido Centro de Estudos tem publicado material cientifico em diversas partes do mundo e em variadas Academias de Ciência refutando os postulados da Evolução. 

16)-Na verdade, o próprio Dr. Dominique Tassot, em uma entrevista, declarou que não é possível dar crédito a estas teorias do acaso, porque não tem nada de científicas.


"A evolução acabou de receber o seu golpe mortal. Após ler o livro Origins of Life [Origem da Vida] com a minha formação em química e física, é claro que a evolução [biológica casual ] não poderia ter ocorrido".

Richard Smalley, Ph.D., prêmio Nobel em Química de 1996 

Diante dos pequenos exemplos citados anteriormente, fica a pergunta: Em que está alicerçado a TEORIA DO ACASO ?

Resposta: Na fé – Pois realemnte é preciso muita fé para acreditar nesta teoria.

23)- POR QUE OS ATEUS INSISTEM EM DIZER QUE DEUS NÃO EXISTE ?


“Se Deus não existe, como o Ateu pode ter tanto ódio e blasfemar contra algo que não existe?”

Antes que alguém me pergunte, vou logo respondendo:

1)-Crer na existência de Deus exige alguma fé? A resposta é NÃO!


2)-A existência de Deus é provada pela razão (Aristóteles e Santo Tomás de Aquino). Não se diz “Tenho fé na existência de Deus” mas “a razão me faz ter certeza que Deus existe”.

 3)-Deus não pode ser composto, por que é simples, ou seja, não precisou de matéria anterior para ser composto, tem todas as qualidades em si de modo simples, infinito e absoluto.

4)-Para entender a existência de Deus precisamos definir claramente os conceitos de POTÊNCIA, ATO, SIMPLES E COMPOSTO, TEMPO e ETERNIDADE.

1)-VIDEO – O LEIGO DEVE ASSUMIR A TAREFA DE ENSINAR SUBMISSA AO MAGISTÉRIO PETRINO:


2)-VÍDEO: AS 5 PROVAS DA EXISTÊNCIA DE DEUS:

Por que é mais fácil ensinar a uma criança as 5 provas da existência de Deus, do que a arguementação metafísica e filosófica que Deus não existe ?


24)- Como pode surgir ordem do caos de uma explosão do BIG BANG ?



Existe efeito sem causa ?


Como pode surgir ordem do caos ?


Sir Fred Hoyle disse que:

“É mais fácil um tornado varrer um depósito de sucata e construir um Boeing 747 com o material nele contido do que formas superiores de vida emergirem através dos processos evolutivos casuais ...”


A teoria do Big Bang (1927), decorre da teoria da relatividade geral mas que não tem sido confirmada pela observação.

Existem vários problemas:
Em primeiro lugar, as mesmas observações (v.g. radiação cósmica de fundo) podem corroborar diferentes modelos cosmológicos, ao passo que podem faltar observações essenciais à conformação do modelo (v.g. antimatéria; hiperesfera 4-D; mais buracos negros) e podem existir observações não preditas pelo modelo (v.g. momento angular do sistema solar; quantização das “redshifs” das galáxias; polarização das ondas de rádio das galáxias; anisotropia da radiação cósmica de fundo, presença de galáxias maduras pouco depois do Big Bang).
Em segundo lugar, o Big Bang não explica como é que surgiu a singularidade inicial, obtida por simples mas hipotético “rewind” do Universo. Além disso, a teoria do Big Bang não nos diz qual a origem da partícula infinitesimal que condensava o espaço, o tempo, a matéria e a energia.
Não nos diz o que é que gerou a hipotética explosão. Não explica como é que uma explosão pode ter criado um Universo de baixa entropia, quando todas as explosões que conhecemos aumentam a entropia.
Não explica o que é que gerou a inflação do Universo, necessária para resolver o chamado “problema do horizonte”, nem como é que ela terá sido interrompida (problema da “saída airosa”).
Além disso, o Big Bang não consegue explicar de forma convincente a origem das galáxias, das estrelas, dos “planetesimais", do sistema solar, etc., como reconheceu, desde logo, Stephen Hawking em sucessivas obras.
Por essas e por outras, Joseph Silk afirma, no seu livro The Big Bang, que se trata de uma teoria sem um princípio.
Tudo isso mostra que a teoria não funciona no mundo real.

25)- COMO É  VERDADEIRAMENTE  DEUS ? É POSSÍVEL SABER ?


A maioria dos autores “crentes” contemporâneos e posteriores à Segunda Guerra Mundial enfatiza a necessidade de repensar Deus não mais como o ‘Todo-poderoso’, mas como o ‘não-poderoso’, esse que se deixa pregar na cruz, que se apaga diante da liberdade humana”, escreve Frédéric Lenoir em artigo publicado no Le Monde des Religions, 01-01-2011. Lenoir é diretor de redação do Monde des Religions. A tradução é do Cepat.

Eis o artigo:

Quando foi feita a pergunta “Você acredita em Deus” a Albert Einstein, este respondeu:

“Me diga o que você entende por Deus e eu te direi se creio nele ou não!”.

Seu interlocutor ficou calado. E por quê ???

Quando se diz “Deus”, de que Deus se está falando?

1)-Do Deus ao qual os astecas sacrificavam crianças?

2)-Do Deus pessoal da Bíblia que fala a Moisés e aos profetas para destruir  povos ?

3)-Do Deus de Espinosa que se identifica com a natureza?

4)-Do Grande Relógio de Voltaire?

Mesmo no interior de uma tradição como o cristianismo, as imagens de Deus são inúmeras:

O que há de comum entre o Pai amoroso de Jesus“que faz brilhar o sol tanto sobre os bons como sobre os maus e o da boca de muitos clérigos e pastores que ameaça ao menor pecador com o fogo eterno do inferno ?...

Mas, a maneira que me parece hoje a mais justa para um crente para falar de Deus é retornar à posição apofática de muitos místicos de todas as religiões, que lembram que a única coisa que podemos dizer de Deus é o que ele não é.

Se quisermos tornar Deus crível em nosso mundo desencantado, mais que falar dele, os crentes deviam sobretudo viver uma experiência interior transformadora e testemunhá-lo através de uma vida alegre e amorosa.

Porque, no final das contas, como escreveu o grande teólogo Hans Urs von Balthasar: “só o amor é digno de fé”.

26)- DE QUE O ATEU PRECISA PARA ACREDITAR EM DEUS ?


Um dos slogans usados para rejeitar qualquer evidência teísta, por parte dos ateus, é que “Alegações Extraordinárias precisam de Evidências Extraordinárias”.



Não que eles tenham inventado isso, é claro. Acho que a primeira vez que vi essa frase foi no programa Cosmos, de Carl Sagan. A partir daí, ela se espalhou pelo submundo dos que acham que são “livre-pensadores” (mas só no nome).



Mas qual o verdadeiro valor intelectual desse slogan?
Segundo uma análise racional, ele tem problemas tanto na teoria quanto na prática.
Pense um segundo: o que é algo “extraordinário”?

Isso depende completamente da nossa “background information”, que varia de indivíduo para indivíduo. Certas coisas que são “extraordinárias” para você certamente podem não ser para mim.

Um homem que vive nos trópicos em um local em que o gelo e a neve nunca se formam acharia a menção da existência do gelo algo extraordinário. Para o viajante que vem do Pólo Norte (e que mencionou sobre a neve), a existência desse estados naturais seria a coisa mais ordinária do mundo.


E algo semelhante acontece para qualquer outro assunto, como a existência de Deus.

Pela experiência de alguém, a existência de Deus ou de milagres pode se tornar algo esperado. Temas como esse seriam tão óbvios que chegam a ser auto-evidentes; Locke, por exemplo, pensava algo nessa linha. Como está em um dos seus livros, “Pelo que foi dito, está claro para mim que temos mais certeza do conhecimento da existência de Deus do que qualquer coisa que nossos sensos não tenham imediatamente descoberto para nós”. (An Essay concerning Human Understanding).


E uma pessoa como Locke poderia pensar diante de um ateu: “Deus não existe? Oh, ESSA sim é uma afirmação EXTRAORDINÁRIA! Espero que você tenha provas EXTRAORDINÁRIAS disso para eu me convencer do contrário!”

Esse é um problema de usar um termo que acaba sendo significativo em primeira pessoa (“extraordinário”) dentro de uma discussão que vai pelo quadro clássico de querer justificativas de “terceira pessoa” (onde elimina-se as particularidades do sujeito, como na ciência). Então temos um problema teórico, já que o critério se baseia na informação de fundo de cada indivíduo.


Acabamos em uma confusão entre sujeitos. Vamos pegar um primeiro exemplo: imagine que algumas décadas atrás dois homens estejam conversando. Um deles afirma que viajou até os desertos do outro lado do mundo:


“Lá, no meio do nada, debaixo de um sol escaldante e das dunas de areia, há milhares de anos atrás, homens de tecnologia “primitiva” fizeram construções gigantes de mais de 100 metros de altura e largura! Eles chamam de “Pirâmides do Egito!”


O outro nunca ouviu falar nada disso. Não faz a mínima idéia do que sejam pirâmides.

Milhares de anos no passado? 100 metros de altura?

No meio do DESERTO? “Bem, essa é uma alegação bastante extraordinária para mim! Não consigo acreditar em uma letra do que você diz!”.

Outro exemplo é o testemunho pessoal. É uma das evidências mais simples e menos extraordinárias de todas. Digamos que exista um evento cuja ocorrência seja de uma chance em mais de 50 milhões. E alguém lhe diz “Sim, essa chance de uma em 50 milhões ocorreu. Eu vi”.


Por esse critério, você JAMAIS poderia aceitar o testemunho, justamente por ele não ser nada extraordinário. Mas agora suponha que você aposte na Mega-sena a combinação “18-22-33-44-53-55”. A chance de que VOCÊ saia vencedor com essa combinação é de uma em 50 milhões. Então você liga o noticiário e a repórter do evento dá seu testemunho: “Atenção, atenção! O número vencedor é “18-22-33-44-53-55”!” Então o improvável aconteceu! “Eu consegui ganhar na Mega-sena!”

O testemunho, que é uma evidência simples, nesse caso, é suficiente para formar uma crença que algo extraordinariamente improvável ocorreu.

E nós dois sabemos que você não iria rejeitá-lo… Novamente, uma evidência simples (testemunho) serviu para estabelecer o “extraordinário”.

 

Então temos dois problemas com o slogan:


• (a) Teórico: critério do que é extraordinário depende do sujeito;


• (b) Prático: há casos em que POUCA e SIMPLES evidências são suficientes para estabelecer “alegações extraordinárias”.



Conclusão: Uma pessoa pode estar sendo sincera em suas cnvicções ateísticas, mas temos que dizer por caridade: “ Estão sinceramente enganadas...”


27)- PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O LIVRE ARBÍTRIO, INFERNO  E ONICIÊNCIA DE DEUS:

“ Se Deus não existe tudo é permitido “ ( Dostoiewisk)


Se o LIVRE ARBÍTRIO é uma ilusão então não existe LIBERDADE DE ESCOLHA . Logo, tudo está pré-determinado.

Então não existe o pecado. 

Se não existe o pecado, não existe a punição.


Se não existe punição, não existe o Inferno e nem o Diabo.

Se não existe o Diabo, punição e retribuição, Deus é desnecessário.

ENTÃO NÃO EXISTE JUSTIÇA ? HITLER E MADRE TERESA DE CALCUTÁ FICAM NO MESMO NÍVEL ?

Mas devem existir para haver o necessário equilíbrio.


Então voltamos ao início e refazemos tudo de novo...


Sou ATÉIA e gostaria de saber como a teologia cristã lida com as seguintes questões. 


(Peço que não lance mão do argumento: "Tal é a vontade de Deus")


1. Se Deus é onisciente, então sabe eternamente que o homem pecará e não é possível compreender que o puna por aquilo que, de antemão, sabe que ele fará.


2. Se Deus é onipotente e infinitamente bom, como explicar a existência do mal, isto é, como uma causa infinitamente boa pode dar origem à sua negação?


3. Se Deus possui infinita liberdade para escolher o melhor, por que, entre todos os mundos possíveis, escolheu este?


4. Se Deus não cessa de intervir sobre o mundo (como atestam os milagres), por que deixa que os bons sofram e os maus sejam felizes?


5. Se Deus é plenitude infinita, que necessidade teria de criar um mundo finito e imperfeito?


6. Se Deus é puro espírito e se uma causa só pode produzir um efeito de mesma natureza que ela, como explicar a origem da matéria?

"Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes" (Isaac Newton)

Veja as respostas em:



28)- Por que os ATEUS condenam a INQUISIÇÃO PROTESTANTE e CATÓLICA e defendem a GUILHOTINA FRANCESA ?



Ora se os Iluministas pregavam a Tolerância, por que foram tão intolerantes ?

Se tentavam a revolução da razão, por que não usaram a mesma ao invés do Terror ?

Em nome da deusa razão cometeram as maiores IRRACIONALIDADES neste período.

Uma verdade não se impõe pela força, mas pela própria força de convencimento que ela tras consigo mesma, tentando serem melhores que os religiosos estabeleceram o REGIME DO TERROR e perseguição covarde e Sanguinária aos Católicos, matando-os simplesmente por professarem a fé Católica na França.


Que acham disto ?

29)- Se os ATEUS estudassem HISTÓRIA UNIVERSAL tudo seria diferente ?


Os Ateus estudam história ou não ?


1)- O cidadão italiano ateu Luigi Cascioli processou o padre Enrico Righi para que prove a existência de Jesus, pois o ateu julga que o sacerdote e, com ele, a Igreja estão abusando da credulidade popular, apregoando alguém que nunca existiu. 


2)- Em resposta deve-se dizer que a crítica mais rígida não duvida da existência de Jesus, atualmente o que se põe em xeque é apenas sua Divindade. 


3)- A existência de Jesus é comprovada por ampla documentação, que começa no século I com a redação dos Evangelhos. 


4)- Quem questiona a existência de Cristo, com mais razão questionará a de Alexandre Magno, Platão, Aristóteles e tantos outros.



5)- No século XIX a crítica radical chegou a negar a própria existência de Jesus Cristo, que alguns quiseram identificar com uma figura mitológica. Verdade é que, em nossos dias, tal hipótese não encontra seguidores entre os estudiosos e historiadores.


6)- O ambiente em que viveu Jesus:À diferença do que se dá com outros chefes religiosos, o quadro em que Jesus viveu, é eminentemente histórico. O Império Romano do século I é-nos bem conhecido. Grandes escritores, cujas obras chegaram até nós, estavam em vida: Tito Lívio, Sêneca, Virgílio ( São fatos Históricos).


7)- Um grande número de personagens que acompanharam Jesus é iluminado por documentos não cristãos: César Augusto, Tibério César, Pôncio Pilatos, Herodes, Filipe, os sumos sacerdotes Anãs e Caifás.


8)- Jesus portanto, é uma figura bem situada no tempo e no espaço, o que não ocorre com: Orfeu, Osíris, Mitra , Xiva, Iemanjá, Zeus e CIA LTDA.

9)- Os testemunhos dos escritores romanos: São três os autores que, de algum modo, se referem a Cristo: Tácito, Suetônio e Plínio o Jovem. Escreveram no intervalo que vai de 110 a 120.

10)- O fanatismo e a insensatez de alguns ateus só levam a confirmar:

“Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista".(Joseph de Maistre)

Solução ? Deixemos o fanatismo de lado meus amados e vamos estudar ok !
30)- OS EFEITOS CATASTRÓFICOS DO ATEÍSMO SOBRE O SER HUMANO:



1)- O ATEÍSMO, a despeito de ser considerado apenas uma maneira não religiosa de se encarar o mundo, esconde por trás de si algo verdadeiramente perverso, promíscuo, imoral e  ODIOSO.

2)- O ateu verdadeiro NÃO ACREDITA que exista acima de si um DEUS TODO-PODEROSO, criador de todas as coisas e que controla e gere inteligentemente o mundo. Assim sendo, o ateu não acredita que exista um SISTEMA MORAL ABSOLUTO, por meio do qual as pessoas devam se pautar e viver.

3)- E isso por que os ateus genuínos pensam que O BEM E O MAL são conceitos RELATIVOS e que variam com o tempo, com a cultura, com a evolução dos povos e com as conveniências de cada indivíduo.

4)- Para o ateu o que vale é "A LEI DA SELEÇÃO NATURAL DAS ESPÉCIES". Para tal "lei", sobrevivem os mais fortes e os mais adaptados: o resto deve morrer, a fim de ceder espaço para os mais capazes. Nesta realidade tudo é permitido e nada é proibido para se garantir a própria sobrevivência e da sua família.

5)- E É NESSE PONTO QUE O SISTEMA MORAL ATEU TRAS O COLAPSO DA HUMANIDADE, já que O MAL POR SÓ SE DESTROI:O Bem e o Mal sendo relativos e a Seleção Natural tomando conta da vida humana fazem com que todo aquele que se julgar "MAIS EVOLUÍDO NA ESCALA EVOLUTIVA", ou seja, mais rico, mais bonito, mais forte, mais inteligente, ou qualquer coisa mais que seja, se veja no "DIREITO" de fazer o que quiser diante dos "MAIS FRACOS E MENOS EVOLUÍDOS". 

6)- A MORAL ATÉIA É RELATIVA E VOLÚVEL.:Não há necessariamente um SISTEMA DE VALORES MORAIS, onde existam noções absolutas de BEM E MAL, mas somente regras de conveniência dependendo das circunstâncias.

7)- E NESSE "VALE TUDO" as pessoas se matariam, mentiriam, roubariam, trapaçeariam e se valeriam de todos os meios para VENCEREM NA VIDA, a fim de garantirem a propagação dos seus genes, em detrimento dos outros ( É isto que faz o regime comunista pre-fugurado por Voltaire: Minta, minta, minta, pois uma mentira repetida várias vezes acaba sendo aceita).


8)- A RELIGIÃO NOS FAZ SER PESSOAS MELHORES E MAIS EQUILIBRADAS, POIS ESSE DEUS UM DIA PEDIRÁ CONTAS DE TUDO O QUE SE FAZ NA TERRA. E DARÁ A CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS.

9)- CONCLUSÃO FINAL PELA LÓGICA: O Ateísmo CORROMPE o ser humano.

31)- Como ser um ateu? ISTO NÃO É LAVAGEM CEREBRAL  ?


1. Não acredite em Deus. 

2. Escreva Deus com letra minúscula para deixar Professor Pasquale nervoso (pois ele acredita em Deus). 

3. Fundamente suas teorias na filosofia e na ciência, mesmo que filosofia não seja científica, e mesmo que algo que você diga não seja científico. 

4. Leia Nietzsche mesmo sem saber escrever o nome dele. 

5. Alegue que o estado é laico e que liberdade de religião é a liberdade de não ter religião, tente achar isso na constituição. 

6. Diga que é um desrespeito com a crença alheia pendurar símbolos religiosos em repartições públicas, mas aproveite o feriado de Corpus Christi (WTF?) para viajar para a praia. 

7. Chame o feriado de 12 de outubro de "dia das crianças", explique que o Natal é uma festa pagã de culto ao Deus Sol e que a páscoa é o dia do coelho. Não se esqueça de ressaltar que Jesus é imitação de Hórus, ou qualquer outro deus/entidade/capeta que tenha a mais vaga semelhança. 

8. Seja ateu. 

9. Não adianta nada você não acreditar em deus mas louvar outros deuses, animes, a Sylvia Saint, ou o Capitão Nascimento. Ateu de verdade só acredita em si mesmo, e olhe lá. Afinal, tudo é relativo. 

10. Queime uma Bíblia, um Alcorão, um papel de igreja, um padre, uma cruz, uma freira, um gibizinho da turma da mônica "Conhecendo Jesus" e faça o ritual de Ateitização rezando para o deus BigBang ninguém. 

11. Acredite que Deus não existe. 

12. Vá à Igreja somente para satisfazer sua vontade de se sentir mais poderoso perante os outros ajoelhados. 

13. Chame a eucaristia de "comer o biscoitinho". 

14. Diga para os crentes que diversos trechos da Bíblia foram inventados. Leve sempre na ponta da língua uma teoria pseudofilosófica do Unicórcio Cor de Rosa ou Monstro de Espaguete, pois se ele contra-argumentar e mandar você mostrar o tal trecho inventado, você pode mudar de assunto rapidinho dando outro problema pra ele pensar. 

15. Seja rápido pra pensar, não pra responder. Mesmo que você não tenha alguma resposta, seja cético e sempre tenha outros argumentos na ponta da língua. Quando não souber responder um, jogue logo outro pro cara antes que ele comece a insistir. Não deixe ele pensar, apenas vá misturando os assuntos, confundindo tudo e mandando argumento atrás de argumento até ele se irritar. 


“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).


32)- A dialética Hegeliana abala os fundamentos ateístas – Veja como e porque:



Veja como desmascarar os argumentos dos  ateus:

1)- Tese( sentença proposta pelo ateu ): Deus não existe


2)- Antítese ( refutação à senteça do ateu) : É possível provar a INEXISTÊNCIA de Deus ?


3)- Síntese ( conclusão que chegou o ateu ) : Não há como provar.


4)- CONCLUSÃO : Logo, os ateus são desprovidos de fundamentos para suas proposições sobre a inexistência de Deus.

33)- FÉ E RAZÃO AS DUAS ASAS PARA SE CHEGAR A DEUS.


Não há incompatilibilidade, mas complementariedade recíproca.
O Papa João Paulo II publicou a sua última Encíclica aos 15/10 pp., dedicando-o ao binômio "Fé e Razão".  

Quer atender à situação de angústia e desespero de muitos cidadãos contemporâneos, que buscam, sem o encontrar, o sentido da vida ou a sua identidade:  "Quem sou eu?  Donde venho?  Para onde vou?".  

Está claro que somente Deus, pela revelação de seu plano de amor feita mediante Jesus Cristo, pode responder plenamente a tal anseio.  Todavia a fé tem suas bases razão humana, que não é, como dizem pensadores modernos, incapaz de reconhecer a Verdade objetiva; a razão aponta as credenciais para a fé, a fim de que esta não degenere em fantasia ou superstição.  

É  preciso, pois, restaurar a confiança no intelecto, que foi para apreender a dos escolhos do historicismo, do ecleticismo, do cientificismo, do niilismo ... Razão e Fé se complementam mutuamente, de modo que se há de dizer racionalismo (que só aceita o que a razão pode demonstrar).  

A Filosofia, que aponta na Metafísica a Causa Primeira e o Fim Último, há de ser, em nossos dias, o terreno comum em que se realize o diálogo entre cristãos e ateus.

Aos 14/09/1998 o Santo Padre João Paulo II assinou a sua última Carta Encíclica, que começa pelas palavras Fides et Ratio (Fé e Razão).  É, de certo modo, a continuação da Encíclica Veritatis Splendor (O Esplendor da Verdade), que em 1993 abordava a verdade perene como referencial da Ética.  

A nova Encíclica vai ao fundo da questão, considerando as possibilidades de chegar o homem a atingir a Verdade pela razão iluminada pela fé.

Pontificia Academia de Ciências do Vaticano - relação dos 24 Premios Nobel que dela fazem parte. Que outra Instituição tem tão alto grau de ciências?

Como podem dizer alguns que há oposição entre a Ciência e a Fé? 

1. ARBER Werner (Nobel in Physiology or Medicine, 1978)
2. BALTIMORE David (Nobel in Physiology or Medicine, 1975)
3. BECKER Gary S. (Nobel Prize in Economics, 1992)
4. BLOBEL Günter (Nobel Prize in Physiology or Medicine, 1999)
5. CIECHANOVER Aaron J.(Nobel in Chemistry, 2004)
6. COHEN TANNOUDJI Claude (Nobel in Physics, 1997)
7. CRUTZEN Paul J. (Nobel in Chemistry, 1995)
8. De DUVE Christian (Nobel in Physiology or Medicine, 1974)
9. EIGEN Manfred (Nobel in Chemistry, 1967)
10. HÄNSCH Theodor (Nobel in Physics, 2005)
11. KHORANA Har Gobind (Nobel in Physiology or Medicine, 1968)
12. Von KLITZING Klaus (Nobel in Physics, 1985)
13. LEVI MONTALCINI Rita (Nobel in Physiology or Medicine, 1986)
14. MOLINA Mario J. (Nobel in Chemistry, 1995)
15. MÖSSBAUER Rudolf L. (Nobel in Physics, 1961)
16. MURRAY Joseph E. (Nobel in Physiology or Medicine, 1990)
17. NIRENBERG Marshall W. (Nobel in Physiology or Medicine, 1968)
18. NOYORI Ryoji (Nobel in Chemistry, 2001)
19. PHILLIPS William D.(Nobel in Physics, 1997)
20. POLANYI John C. (Nobel in Chemistry, 1986)
21. RUBBIA Carlo (Nobel in Physics, 1984)
22. TOWNES Charles H.(Nobel in Physics, 1964) 
23. YANG Chen Ning (Nobel in Physics, 1957)
24. ZEWAIL Ahmed H. (Nobel in Chemistry, 1999)

“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).


34)- ESTADO LAICO ABSOLUTO E LIBERDADE RELIGIOSA é POSSÍVEL ?



1)- Primeiramente, é necessário que conheçamos, em linhas gerais, algumas características do Estado Moderno.


2)-O mundo moderno tornou-se absolutista. As monarquias absolutistas européias tiveram o apoio teórico de pensadores como Nicolau Maquiavel e Thomas Hobbes. Como bem concluiu Ernst Cassirer ao estudar Maquiavel e, como é evidente para quem conhece a teoria política de Hobbes, o Estado tornou-se autônomo, isto é, ele cria suas leis e não há nenhuma barreira religiosa, moral ou intelectual que se possa opor à sua vontade soberana.

3)- Hobbes chegou ao cúmulo de enunciar a seguinte proposição:“O justo e o injusto não existem antes que a soberania fosse instituída; sua natureza depende do que é ordenado, e por si mesma cada ação é indiferente: justa ou injusta, depende do direito do soberano. Por isso, os reis legítimos, quando ordenam uma coisa, a tornam justa pelo simples fato de que a ordenam; proibindo-a, a tornam injusta, simplesmente porque a proibiram.”Realmente, tanto o absolutismo quanto o liberalismo iluminista concedem teórica e praticamente um poder absoluto ao Estado, o qual está acima da moral, da religião e mesmo da razão, visto que, em ambos os casos, o que impera é a Vontade.




4)- Para o iluminismo, é a vontade geral que transforma uma coisa em certa ou errada, em criminosa ou legal. Ela não é limitada pela razão, pois é absoluta. Foi esse poder absurdo sem restrição nenhuma que deu aos nazistas, posteriormente, o direito de fazer as suas criminosas leis racistas e determinar o extermínio dos judeus e dos doentes mentais.



5)- Exatamente por isso o Estado Moderno tem que ser laico, pois quer ser  absoluto, e não poderia ser impedido em suas decisões por nada, nem mesmo por Deus. Esse Estado, porém, não tem apenas essa pretensão, como notou Paul Hazard, os iluministas desejavam e acreditavam que “instituiriam um novo direito, sem qualquer relação com o direito divino; uma nova moral, independente de qualquer teologia; uma nova política que transformaria os súditos em cidadãos. Essa é a mentalidade que construiu o Estado Moderno. Como podemos notar, esse Estado possui as seguintes características:


1. É absoluto.
2. É laico.
3. Reduz a religião ao foro íntimo, como uma questão subjetiva e particular.
4. Propõe-se, por meio do progresso e pela construção de uma ordem civil sem Deus, dar a paz e a felicidade ao homem.
5. É antropocêntrico, pois julga que o homem deve buscar em si a própria razão de ser e a felicidade.   


6)- NO ESTADO LAICO ABSOLUTO Há uma religião – a do Modernismo – para a qual fé e razão são coisas separadas e mesmo opostas. Para essa religião, a fé seria fruto de uma experiência interior, espiritual, subjetiva e inefável do crente com a divindade. A razão, pelo contrário, seria uma potência comum a todos os homens, e sua função seria tentar conhecer e controlar o mundo material. O mundo da razão teria leis gerais, isto é, leis que seriam fruto de generalizações feitas pela razão humana. O mundo da fé, pelo contrário, seria totalmente individual, subjetivo e único para cada homem. O mundo da fé seria irracional e o mundo da razão, claro, seria racional.  Assim, tanto o mundo quanto a razão seriam contrários a fé. O mundo da razão e o mundo da fé estariam absolutamente separados.


O Estado Moderno LAICO E ABSOLUTO, portanto, é péssimo e muito adequado aos planos do  triunfo do Anticristo.

35)- " Não tenho fé suficiente para ser ateu, pois Deus não joga dados... ( Albert Einstein)"



Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista".



1)-Todo mundo acredita que os ateus não acreditam em Deus, e eles estão certos, pois os ateus não acreditam no deus: “Deus”, mas sim no Grande, Todo-Poderoso, Fenomenal e Ilustríssimo Deus “ACASO”.Como se fosse possível efeito sem causa, quanta falácia ilógica.

2)-Ora atribuir a obra da Criação ao acaso é o mesmo que esperar jogar o alfabeto pra cima e ao cair esperar que forme um DICIONÁRIO COMPLETO. Quanta ignorância.

3)-Os ateus acreditam que não se pode matar em nome da fé, mas se pode matar em nome da Razão como na Revolução Francesa e nos regimes Comunistas, quanta contradição.

4)-Os Ateus acreditam cegamente na historinha boba da bactéria que vira um sapo, que vira um lagarto, que vira um macaco, que vira um homem... 

5)-No Ateísmo o LIVRO SAGRADA DESTA FÉ é chamado de 'Evolução das Espécies' e Darwin é o seu GURU.

6)-Os Ateus acreditam que O ACASO criou o mundo há uma pá de bilhões de anos, para ter o que fazer durante os intervalos comerciais de Sua novela preferida, e que a evolução das espécies ocorre para que ela não fique entediada. 

7)-NÃO CONSIGO TER FÉ SUFICIENTE PARA REZAR A ORAÇÃO DO ATEU:

"Santo Darwin que está no céu, santificado seja o livro A Evolução das Espécies, venha a nós a próxima evolução, seja feita a vossa teoria, assim na terra, como nos mares, como nos céus..." 

8)-NÃO TENHO FÉ SUFICIENTE PARA SER ATEU, MAS TENHO FÉ QUE : “ A descoberta da certeza nasce do sincero exercício da dúvida” – ( Renê Descartes).

36)- ERROS QUE OS ATEUS COMETEM AO FALAR COM CRISTÃOS

A seguir exemplos de erros que tenho visto dos ateus ao dialogar com cristãos. 

É importante para os dois lados conhecerem. 

1)-Primeiro, o ateu deve compreender que cometendo estes erros diminiu sua credibilidade com um cristão e não ajuda sua causa. Segundo, o cristão deve saber estes erros para que ele possa identificá-los durante a conversação e, esperançosamente, não os cometa também. 

2)-Os ateus desafiam ao teísta demonstrar a existência de Deus dentro do campo da ciência.A ciência tem servido a humanidade bem. Através dela nós temos descoberto leis naturais inumeráveis do Universo e temos usado esse conhecimento para fazer nossas vidas mais fáceis em cada área de nossa existência. Mas limitar as provas de um teísta aos confins do que um ateu determina é um erro. 

3)-É claro, isto não significa que nós ignoramos a ciência. De fato, nós a usamos em nossas provas para Deus. Mas limitar o campo de discussão ao seu jogo de regras é uma maneira injusta de começar. 

4)-Nomes e insultos É claro, isto é óbvio. Eu ouvi uma vez que o homem que ataca primeiro admite que seu argumento não é válido. Em algumas das discussões que eu tenho tido com ateus, quando eu tenho feito um ponto válido na lógica, tenho sido insultado. Chamar alguém de um nome é atacar a pessoa e não o assunto e fecha a porta da verdadeira discussão. 

5)-Condescendência: Este é o mais comum de todos os erros que eu encontro com ateus. Em conversas eu tenho sido chamado de idiota por crer em Deus, que se eu fosse suficientemente inteligente eu abandonaria meu pensamento anacrônico, etc. Eu ainda estou para conhecer um ateu humilde. 

6)-Doutrina x Lógica: Algumas vezes os ateus constroem um argumento contra o cristianismo que não reflete uma verdadeira posição cristã. Por exemplo, um ateu declarou que a Trindade era algo ilógico porque três deuses não podem ser um Deus. Tive de corrigí-lo e mostrá-lo que a Trindade é a doutrina que há um só Deus em três pessoas, não três deuses. 

7)-Quando nos fechamos em nossos julgamentos, desqualificamos qualquer argumento,e invalidamos qualquer prova, mesmo que convincente, que não se ajustem a eles.

Nada que mereça ser chamado de verdade pode ser alcançado por este método..


37)- ERROS QUE OS CRISTÃOS COMETEM AO FALAR COM ATEUS

A seguir, erros comuns de cristãos ao falar com ateus. 

1)-Pedindo para uma ateu provar que não há Deus.
Alguns cristãos tentarão desmantelar uma argumento ateu exigindo a ele que demonstre que não há nenhum Deus. Bem, para ser justo, uma ateu pode não provar que não há Deus mais do que ele pode provar que não há uma fábrica de sorvetes em Júpiter. O problema não está com o ateu, mas com o teísta que propõe tão impossível e ilógica questão. Geralmente, você não tenta provar uma negação. 

2)-Rotulando ateus :Alguns cristãos tem rotulado ateus tais como maus, tolos, adoradores do diabo, moralmente nulos. Ainda que pode haver alguns ateus que se encaixam nestas categorias (como haveria muitos na população geral), os ateus não são maus, tolos e não rendem culto ao diabo, nem são degenerados moralmente. Muitos deles são cidadãos finos, honrados, cuidadosos, amorosos e pacientes. Para um cristão, ou qualquer outro, fazer uma declaração sobre os ateus de uma maneira pejorativa é equívoco. Às vezes os ateus fazem a mesma coisa quando acusam os cristãos de serem irracionais, psicopatas ou tolos. Tais rótulos não tem nenhum valor em qualquer argumento em busca da verdade. 

3)-Ignorando as perguntas dos ateus: Se você estivesse de pé numa linha de trem e este estivesse chegando na sua frente, fechar os olhos e ignorá-lo não o faria ir para outro lugar. Se um ateu lhe faz uma pergunta e você a ignora repetidamente, seria justo para ele concluir que você é incapaz de contestar-lhe aparentemente a objeção. É claro, isto não significa que você tem que responder tudo porque o diálogo flui por ambos os caminhos. Mas é importante que você enfrente questões. Se você não tem uma resposta, admita. Isto é certo. Não significa que você está errado. Significa que você não tem uma resposta. Volte a estudar, obtenha uma resposta e torne a falá-lo. 

4)-Declarando que o ateísmo é uma religião: Os ateus lhe dirão repetidamente que eles não estão numa religião. Uma religão quase sempre se define como uma crença em uma deidade de alguma classe. O ateísmo é a não-crença em uma deidade. Necessariamente não é uma "crença que não há Deus", mas "não-crença de qualquer modo". 

5)-Nunca admitir que você está errado : O orgulho é algo danoso. Ele causa a queda. Arruína casamentos. Leva ao engano e farisaísmo. Não tem lugar na vida cristã. Nunca o cristão que admite estar errado está sendo orgulhoso. Se um ateu, ou qualquer um, provar que você está errado em algo, seja amável e cortês. Admita que você cometeu um erro e continue. Todo mundo erra, mesmo os ateus. Mas, se você nunca admitir que está errado, você não poderá convencer a qualquer um numa discussão sobre sua posição. Você simplesmente perderá o respeito com quem está discutindo. 

Finalisando – Diz um ditado popular: “Toda vez que ganhei uma discussão, perdi um amigo(a)...”

38)- E AGORA QUERIDOS ATEUS ? - NEO-ATEÍSMO REFUTADO PELO APOLOGISTA MAIS FAMOSO DA ATUALIDADE : WILLIAN LANE CRAIG:


1)- Refuta as teses de Atkins



2)- Humilha Richard Dawkins



3)- Refuta as argumentações de Hitchens


4)- Ensina  ateu  Wolpert a usar LÓGICA nos argumentos:




Richard Dawkins – Foge do debate e é Criticado por colega ateu (Quem não deve não teme !!!):



“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).


39)- A APOLOGÉTICA CONTRA O ATEÍSMO DE  WILLIAN LANE CRAIG:

1)- O argumento da Contingência:


2)- O ARGUMENTO DA RESSURREIÇÃO:



3)- O ARGUMENTO COSMOLÓGICO:


4)- O ARGUMENTO MORAL:


5)- O PROBLEMA DO MAL:


6)-O ARGUMENTO TEOLÓGICO – SINTONIA FINA :


7)- RESUMO DE SUA APOLOGÉTICA:


8)- PROVAS DA EXISTÊNCIA DE DEUS – MONTFORT

9)- IDADE MÉDIA : IDADE DA LUZ DE CRISTO !!!


10)- PRECISAMOS DE SABEDORIA:


“Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

40)- POR QUE O MUNDO VAI DE MAL A PIOR COM O ATUAL ESTADO LAICO ?


GRAÇAS A DEUS A IGREJA SE SEPAROU DO ESTADO !!!

O que como Cristãos não concordamos é com esta ideologia forçosa de tirar Deus da sociedade,pois não vemos i melhoras, só pioras até que se prove  o contrário se puderem: Aumento da Violência, individualismo,egoísmo, hedonismo e CADA UM POR SI.

Ressalto que não tenho nenhuma admiração por Bily Grahm, que pra mim não passa de um falso pastor interesseiro, e realmente um dos mais anacrônicos  fundamentalistas Neo-pastores eletrônicos americanos. O sr Billy Graham é um dos fundadores das seitas protestantes eletrônicas que foram exportadas para o Brasil e viraram empresas de arrecadar  dinheiro de incautos Cristãos desesperados. Mas como dizia Santo Agostinho: “ Até o demônio fala verdades” – Nestas palavras de sua filha tem muitas verdades sim:

A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada no Early Show e Jane Clayson perguntou a ela:

“Como é que Deus teria permitido algo horroroso assim acontecer no dia 11 de setembro?”
Anne Graham deu uma resposta profunda e sábia:

1º)- “Eu creio que Deus ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós. Por muitos anos temos dito para Deus não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo e sair de nossas vidas.

2º)- Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou.

3º)-Como poderemos esperar que Deus nos dê a sua benção e a sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?”

4º)-À vista de tantos acontecimentos recentes, ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc. Eu creio que tudo começou desde que Madelin Murray O’hare (que foi assassinada), se queixou de que era impróprio se fazer oração nas escolas Americanas como se fazia tradicionalmente, e nós concordamos com a sua opinião.

5º)- Depois disso, alguém disse que seria melhor também não ler mais a Bíblia nas escolas… Logo a  Bíblia que nos ensina que não devemos matar, roubar e devemos amar o nosso próximo como a nós mesmos. E nós concordamos.

6º)- Logo depois o Dr. Benjamin Spock disse que não deveríamos bater em nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderíamos prejudicar sua auto-estima (o filho dele se suicidou) e nós dissemos:

“Um perito nesse assunto deve saber o que está falando”. E então concordamos com ele.

7º)- Depois alguém disse que os professores e diretores das escolas não deveriam disciplinar nossos filhos quando se comportassem mal.Então foi decidido que nenhum professor poderia tocar nos alunos…(há diferença entre disciplinar e tocar).

8º)- Aí, alguém sugeriu que deveríamos deixar que nossas filhas fizessem aborto, se elas assim o quisessem. E nós aceitamos sem ao menos questionar.Então foi dito que deveríamos dar aos nossos filhos tantas camisinhas quantas eles quisessem para que eles pudessem se divertir à vontade.

9º)- E nós dissemos: – “Está bem!” Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que isto é uma coisa sadia e uma apreciação natural do corpo feminino.

10º)- Depois uma outra pessoa levou isso um passo mais adiante e publicou fotos de Crianças nuas e foi mais além ainda, colocando-as à disposição da internet.

11º)- E nós dissemos: – “Está bem, isto é democracia, e eles tem o direito de ter liberdade de se expressar e fazer isso”.

12º)-Agora nós estamos nos perguntando porque nossos filhos não tem consciência, e porque não sabem distinguir o bem e o mal. O certo e o errado, porque não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou seus próprios colegas de classe ou a si próprios… provavelmente, se nós analisarmos seriamente, iremos facilmente compreender: nós colhemos o aquilo que semeamos!!!

Uma menina escreveu um bilhetinho para Deus:”Senhor, porque não Salvaste aquela criança na escola?”

A resposta Dele: – “Querida criança, não me deixam entrar nas escolas nem em suas vidas...”

Pense bem a respeito : “ SÓ COLHEMOS O QUE PLANTAMOS” ( Galatas 6,7)

41)- O inferno foi a mais inteligente e oportuna idéia de Deus - Sabem por que ?



1)- A palavra IN + FERNO quer dizer = (IN)=Sem + (FERNO)=Luz.

CONSIDERAÇÕES SOBRE A DOUTRINA CATÓLICA DO INFERNO:
"O inferno é uma possibilidade graças a nossa liberdade. Deus nos fez livres para amá-lo ou para rejeitá-lo. Se o céu pode ser representado como uma grande ciranda onde todos vivem em plena comunhão entre si e com Deus, o inferno pode ser visto como solidão, divisão e ausência do amor que gera e mantém a vida. Deve-se salientar que a vontade de Deus é a vida e não a morte de quem quer que seja. Jesus veio para salvar e não para condenar. É a nossa opção fundamental, que vai se formando ao longo de toda vida, pelas nossos pensamentos, atos e omissões, que confirma ou não o desejo de estar com Deus para sempre. De qualquer forma, não se pode usar o inferno para convencer as pessoas a acreditar em Deus ou a viver a fé. Isso favorece a criação de uma religiosidade infantil e puramente exterior. Deve-se privilegiar o amor e não o temor. Só o amor move os corações e nos faz adorar a Deus e amar o próximo em espirito e vida."




2)- Ora,  imagine uma pessoa que nunca quis saber de Deus, não suporta nem ao menos tocar e nem ouvir este nome, e ainda por cima ter que passar a eternidade inteira na presença de um “SER” para ele:  Insuportável ?



3)- Teria castigo pior ? - Por isto pensando nestas pessoas Deus Criou o infermo para acolher a estes que por livre opção , querem “ viver a ETERNIDADE longe D’ele.”



4)- O inferno não é uma causa de Justiça, ele é a consequência inevitável da injustiça do ser humano, é um caminho que livremente trilham quando rejeitam a Luz que veio para todos, e São João nos diz que "A luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam."



5)- Portanto, o in-ferno nada mais é que a consequência natural de uma livre escolha de vida sem Deus e sem Amor, na total e eterna Insubmissão.Por que, quem tem amor  no  coração, procura entender e amar a Deus e fazer a sua vontade, que é perfeita.



6)- “É preciso que entendamos que : “Uma ofensa feita a um ser infinitamente bom e justo, é por conseqüência justa ter  uma pena infinita a esta ofensa”. E o mais importante , o qual deve ser lembrado a todos: Após a morte, acaba a relação tempo e espaço, ou seja NÃO HA MAIS TEMPO PARA ARREPENDER-SE, consequentemente, passamos  para a eternidade por livre escolha, em estado conciente e ETERNO de amisade, ou inimisade.


7)- NÃO ESQUEÇAMOS ISTO : “Deus está sempre disposto sim a perdoar, mas Ele respeita nosso LIVRE ARBÍTRIO, POIS só existe perdão onde há arrependimento concordam ?”  O problema não é a falta de amor e perdão de Deus, mas a falta de humildade e arrependimento por parte daqueles que o rejeitam .


8)- Detalhe : Ninguem vai para o inferno simplesmente por ser ateu, pois com certeza, encontraremos lá muitos ateus que durante sua vida foram coerentes com suas conciências e com a verdade ( Deus é a verdade).


9)-Seria Justo Madre Tereza de Calcutá receber a mesma recompensa que o Sanguinário e ateu Comunista Stalin,torturadores,pedófilos (Da própria Igreja),Latrocidas e pessoas que só pensam e só fazem o mal concientemente ? Sejamos sensatos, racioanais e não sentimentalistas em nossos princípios de raciocínios.


10)- Por fim como já dizia Victor Hugo: “Quem  poupa o lobo, põe em risco as suas ovelhas”.


42)- O MORALISMO ATEU É IMORAL


1)- O ATEÍSMO, a despeito de ser considerado apenas uma maneira não religiosa de se encarar o mundo, esconde por trás de si algo verdadeiramente desmoralisante.


2)- O ateu verdadeiro NÃO ACREDITA que exista acima de si um DEUS TODO-PODEROSO, criador de todas as coisas e que controla e gere inteligentemente o mundo. Assim sendo, o ateu não acredita que exista um SISTEMA MORAL ABSOLUTO, por meio do qual as pessoas devam se pautar e viver.


3)- Os ateus genuínos pensam que O BEM E O MAL são conceitos RELATIVOS e que variam com o tempo, com a cultura, com a evolução dos povos e com as conveniências de cada indivíduo.


4)- Para o ateu o que vale é "A LEI DA SELEÇÃO NATURAL DAS ESPÉCIES". Para tal "lei", sobrevivem os mais fortes e os mais adaptados, o resto deve morrer, a fim de ceder espaço para os mais capazes. Nesta realidade tudo é permitido e nada é proibido para se garantir a própria sua própria sobrevivência.


E É NESSE PONTO QUE O SISTEMA MORAL ATEU É DEPLORÁVEL:


5)- O Bem e o Mal sendo relativos e a Seleção Natural tomando conta da vida humana fazem com que todo aquele que se julgar "MAIS EVOLUÍDO NA ESCALA EVOLUTIVA", ou seja, mais rico, mais bonito, mais forte, mais inteligente, ou qualquer coisa mais que seja, se veja no "DIREITO" de fazer o que quiser diante dos "MAIS FRACOS E MENOS EVOLUÍDOS".


6)- A MORAL ATÉIA É RELATIVA E VOLÚVEL, simplesmente porque não há necessariamente um SISTEMA DE VALORES MORAIS, onde existam noções absolutas de BEM E MAL, mas somente regras de conveniência dependendo das circunstâncias.


7)- E NESSE "VALE TUDO" as pessoas se matariam, mentiriam, roubariam, trapaceariam e se valeriam de todos os meios para VENCEREM NA VIDA, a fim de garantirem a propagação dos seus valores em detrimento dos outros.Se dizem tolerantes, mas não toleram quem pensa diferentes deles, pois é logo taxado de fanático, atrasado e outros adjetivos pejorativos já conhecidos por todos os Cristãos.



8)- GRAÇAS A DEUS O CRISTIANISMO NÃO É ASSIM !!! - O CRISTIANISMO PREGA QUE HÁ UM DEUS TODO PODEROSO QUE É BOM E JUSTO E ESTÁ ACIMA DE TODOS NÓS, PERFEITO E CONHECEDOR VERDADEIRO DO BEM E DO MAL – E SENDO JUSTO, ESSE DEUS UM DIA PEDIRÁ CONTAS DE TUDO O QUE SE FAZ NA TERRA. E DARÁ A CADA UM SEGUNDO AS SUAS OBRAS QUER OS ATEUS QUEIRAM OU NÃO.

9)- Isto não quer dizer que todos os ateus serão condenados só pelo fato de serem ateus, mas por não terem sido justos e agidos conforme a verdade e os ditames de suas conciências.

43)- POR QUE FREUD REJEITOU DEUS ?


No livro Por que Freud rejeitou Deus ? a psicanalista Ana Maria Rizzuto interpreta elementos contidos na teoria freudiana e em seu desenvolvimento para mostrar as razões que fizeram de Freud um opositor ferrenho da religiosidade e suas instituições.

1)- IHU On-Line – Por que Freud rejeitou Deus?

Ana-Maria Rizzuto – Circunstâncias pessoais da vida de Freud, durante seu crescimento, não lhe permitiram a experiência da sensação de proteção. Seus primeiros anos de vida foram marcados por mortes significativas: seu avô paterno, seu tio e seu irmão Julius. A última morte marcou a experiência psíquica de Freud para toda a vida. Ele teve outras perdas: sua babá, a quem foi superapegado, desapareceu de sua vida sem dar notícia. Freud, quando era pequeno, saiu de sua cidade natal, e seu pai perdeu o emprego. Depois, entrou para a escola pública, e pegaram seu tio favorito contrabandeando, prenderam-no e julgaram-no. Em suma, nenhum dos adultos com os quais Freud precisou contar foram capazes de oferecer-lhe proteção e segurança.

2)- IHU On-Line – Qual a imagem que Freud tinha de Deus?

De sua experiência, Freud concluiu que Deus descrito pela religião como uma divindade que nos protege, não existe. Na consciência dele, a representação de Deus clamava por um aspecto de proteção. A experiência emocional de Freud indicava para ele que nenhuma das figuras paternas nem os adultos de sua vida foram capazes de protegê-lo das perdas profundas e do sofrimento. Ele não teve experiências para formar sua crença na representação da providência e proteção de Deus.

3)- IHU On-Line - Quem é Deus para Freud? Como definir Deus pelo olhar da psicanálise?

Para Freud, Deus é construído sobre a representação do pai. Ele dizia que Deus é “uma exaltação do pai”, “uma sublimação do pai”, “um substituto do pai”, “uma cópia do pai” e finalmente que “Deus é o pai”.
Freud negligenciou examinar o significado da mãe na formação da representação de Deus. Psicanálise é uma disciplina empírica e teórica. Sua metodologia não permite nenhuma conclusão sobre a existência de alguma divindade, pois tal divindade não pode ser sujeitada à pesquisa empírica.


4)- IHU On-Line - Deus e Freud estão em campos opostos?

Ana-Maria Rizzuto – Não. Freud elucidou as Escolas de Psicologia da crença em Deus e a elaboração psíquica da representação da divindade. Freud, o homem, poderia não acreditar por causa de suas próprias experiências, cultura e circunstâncias científicas.


Nas últimas décadas, a psicanálise aceitou e ampliou as dinâmicas freudianas no entendimento da formação da representação de Deus e aceitou que crença e necessidades espirituais são componentes significativos dos seres humanos.

Fonte: www.unisinos.br

44)- POR QUE O DEUS DO ANTIGO TESTAMENTO PARECE SER DIFERENTE DO DEUS DE JESUS CRISTO NO NOVO TESTAMENTO ?


É próprio do GNOSTICISMO esta crítica:

Desde a época da Igreja primitiva, o fenômeno do gnosticismo é altamente discutido. Os padres da Igreja polemizavam fortemente contra os gnósticos, que defendiam uma doutrina antimundana, uma especulação mitológica e, muitas vezes uma ética libertina. Acusavam-nos de separar o Deus do antigo Testamento do  Pai de Jesus Cristo e de falsificar a pregação cristã.Este movimento acolhia influências de diversas religiões e correntes espirituasi,difundindo-se antes e durante o cristianismo primitivo.


A palavra gnose significa conhecimento (Salvação pelo conhecimento).


Todavia, não se deve entender aqui um conhecimento como na filosofia grega, adquirido por meio da pesquisa científica e da reflexão crítica. Tão pouco se refere ao saber correto, que oferece uma compreensão das conexões do plano divino da história, como na apocalíptica judaica, ou o verdadeiro conhecimento da lei divina, como na comunidade de Qumrã. Ao contrário, recebe-se o saber através da revelação que transmite ao homem o conhecimento de Deus, conforme define o gnóstico valentiniano Teódoto:


“ Quem nós éramos, quem nos tornamos;
Onde estávamos e aonde fomos atirados;
Para onde vamos e de que somos salvos;
O que é nascimento e o que é renascimento...” ( cf. Excerpta ex Theodoto 78).




A Moral no Antigo Testamento 


Os homens da antiguidade, mesmo os mais chegados a Deus, tinham mentalidade primitiva e, praticavam o que hoje para nós seriam “escândalos morais” – mentira, fraude, crueldade para com os adversários, concubinato, poligamia. 




"Deus respeita o lento desabrochar da natureza. Esse desabrochar da consciência humana deveria acontecer pela reflexão dos homens de todos os tempos, e pela meditação da Revelação de Deus.Assim, por esses dois meios – reflexão e Revelação – a consciência do povo de Deus foi se aperfeiçoando, desde a moralidade simples dos Patriarcas do Antigo Testamento até à lei de Cristo – a caridade. O caminho foi lento e árduo por causa das conseqüências do pecado original que enfraqueceram a inteligência e a vontade do homem."



"Veja a fé de Abraão, o fervor da oração de Davi, o zelo de Elias, são modelos que devemos imitar. A Igreja porém, não os coloca nos altares porque nem sempre suas atitudes servem hoje de modelo de vida. "




D. Estevão Bettencourt em seu livro “Para entender o Antigo Testamento” (editora Lúmen Christi), nos ajuda a entender esta realidade:


1)- Os textos bíblicos que narram coisas desse tipo deixam chocado o leitor que não se dá conta da moral primitiva desses homens. Pode parecer que nem a consciência repreendia os israelitas que assim procediam, e que nem o próprio Deus os censurava. 


2)- Antes de tudo é preciso saber que nem tudo que o Antigo Testamento narra é proposto como “norma de conduta” para nós. Nem todas as ações de um herói (como Sansão, por exemplo) de um livro inspirado por Deus, são inspiradas. 


3)- A Bíblia não tem erro de doutrina, verdades de fé reveladas por Deus, mas pode ter falhas de outra natureza. A Igreja, assistida pelo Espírito Santo, sabe fazer este discernimento, e é para isto que Jesus deixou o Magistério sagrado do Papa e dos Bispos. A Igreja sabe encontrar as verdades dogmáticas transmitidas mesmo através de histórias às vezes “não edificantes”. 


4)- Os “escândalos” narrados no Antigo Testamento fazem parte da miséria dos filhos de Adão. Então, ao se defrontar com os episódios de “barbárie” das Escrituras antigas, não devemos nos prender no aspecto repugnante que eles podem ter; devemos saber passar além da aparência superficial, e olhar “para dentro desses acontecimentos” com o olhar de Deus. Assim, também eles nos falarão de algo muito sublime. 


5)- Às vezes no Antigo Testamento os homens considerados justos (Abraão, Moisés, Davi,…) cometem atos ao nosso critério pecaminosos.
Para entender esta dificuldade é preciso que consideremos o problema dentro de um quadro à luz de Deus, e não simplesmente do nosso ponto de vista de homens do século XXI. (Seria Anacronismo).



Curta este artigo :

+ Comentário. Deixe o seu! + 13 Comentário. Deixe o seu!

9 de fevereiro de 2012 19:54

O caos ... digamos dizer um ateu ... reina soberano no Universo.
Entretanto, a considerar pela estabilidade dos complexos movimentos planetários e suas luas, nota-se que de caótica essa ordem nada tem, logo, a julgar pelo que dizem os ateus, é provável mesmo que ao fecundarmos cobras coloridas com maçãs distintas, obtenhamos na nossa biogeneticologia homens de quatro cores distintas e ao adicionarmos lá frequências outras, poderemos enfim produzir aqui em laboratório mesmo os tais homens verdes que viriam de fora.
Se isso acontecer... o Paraíso mudará de lugar ou seguirá a certeza de que vida mesmo, e diversa qual seja e colorida, só existe mesmo é aqui?

9 de fevereiro de 2012 23:50

Prezado ketinunkantim,

Realmente por tudo que vc escreveu, nos leva a fazer duas perguntas e uma conclusão:


1)- Como pode surgir ordem do caos ?

2)- Existe efeito sem causa ? –É POSSÍVEL CITAR APENAS UM ÚNICO EXEMPLO FORA DEUS ? (A Causa não causada de todas as causas, conforme definiu Platão).



CONCLUINDO USO UMA FRASE MUITO OPORTUNA DE Sir Fred Hoyle que disse:“É mais fácil um tornado varrer um depósito de sucata e construir um Boeing 747 com o material nele contido do que formas superiores de vida emergirem através dos processos evolutivos casuais ...”

Seja sempre bem vindo a nosso apostolado e,

Um abraço fraterno !!!

12 de fevereiro de 2012 12:16

Cada dia q passa te admiro muito por permitir-se ser um servo corajoso e sem medo da cruz. Parabens pelo maravilhoso blog querido irmao. Que Jesus Cristo rein no corqçao de todos os q visitam este blog q teve a humilde iniciativa de o revelar. Vamos iluminar muitos ateus, q as vezes nem sabem porque o são.

14 de fevereiro de 2012 15:00

Vem cá, de onde você tirou que os egípcios adoravam Hórus por causa de algum indício de que ele existiu? Hórus é um mitologia e os próprios egípcios eram cientes disso, assim como Jesus é mitologia, mas os cristãos insistem em dizer que não. Vi sua resposta no yahoo e, sinceramente, seus argumentos contra os ateus são parcos.... e nem to falando isso por ser ateu, porque eu não sou.

14 de fevereiro de 2012 16:20

Prezado ateu incubado: Nightwalker

Já vi muito tipo de ateu, agora INCUBADO este é o primeiro.

Mas vamos responder a sua missiva, pois tanto os ateus incubados como os declarados, me causam risos.

Os Ateus estudam história ou não ?




1)- Deve-se oportunamente lembrar aos fanáticos e desinformados ateus,que a crítica histórica e arqueológica mais rígida não duvida da existência de Jesus, atualmente o que se põe em xeque é apenas sua Divindade.


2)- A existência de Jesus é comprovada por ampla documentação, que começa no século I com a redação dos Evangelhos, e posteriormente os escritos apostólicos, bem como a vida dos 12 apóstolos de Cristo.


3)- Quem questiona a existência de Cristo, com mais razão questionará a de Alexandre Magno, Platão, Aristóteles e tantos outros.



4)- No século XIX a crítica radical chegou a negar a própria existência de Jesus Cristo, que alguns quiseram identificar com uma figura mitológica. Verdade é que, em nossos dias, tal hipótese não encontra seguidores entre os estudiosos e historiadores sérios.


5)- O ambiente em que viveu Jesus:À diferença do que se dá com outros chefes religiosos, o quadro em que Jesus viveu, é eminentemente histórico. O Império Romano do século I é-nos bem conhecido. Grandes escritores, cujas obras chegaram até nós, estavam em vida: Tito Lívio, Sêneca, Virgílio ( São fatos Históricos).


6)- Um grande número de personagens que acompanharam Jesus é iluminado por documentos não cristãos: César Augusto, Tibério César, Pôncio Pilatos, Herodes, Filipe, os sumos sacerdotes Anás e Caifás.


7)- Jesus portanto, é uma figura bem situada no tempo e no espaço, o que não ocorre com: Orfeu, Osíris, Mitra , Xiva, Iemanjá, Zeus e sua turma e CIA LTDA.


8)- Os testemunhos dos escritores romanos: São três os autores que, de algum modo, se referem a Cristo: Tácito, Suetônio e Plínio o Jovem. Por parte dos Historiadores Judeus temos Flávio Josepho. Escreveram no intervalo que vai de 110 a 120, ou seja nas barbas fresquinhas do Cristianismo nascente.


9)- O fanatismo e a insensatez de alguns ateus só levam a confirmar:

“Ninguém afirma: `Deus não existe' sem antes ter desejado que Ele não exista".(Joseph de Maistre)

Solução ? Deixemos o fanatismo de lado meus amados e vamos estudar ok !

Shalom !!!

Anônimo
10 de março de 2012 18:13

E verdade que ninguém questiona a existencia de jesus!
assim como ninguém prova que ele fez nem ao menos um milagre ou algo do tipo, jesus faz parte da história sim
mais essa história é cercada de mitos e mentiras.
bom isso só prova que ele não foi nada mais do que um homem com problemas mentais, que foi seguido por amebas, pois não são ovelhas como os cristãos gostam de falar, pois ovelhas tem cérebro.

10 de março de 2012 18:27

Prezado e enfezado ateu anônimo,


POR QUE O ATEÍSMO É TÃO “ ABORRECIDO e MAÇANTE ” ?


1)- “Aborrecido” - É talvez dos mais elegantes adjetivos que eu vi serem usados recentemente para se referir – com propriedade – ao ateísmo.


2)- A miséria intelectual auto-elevada – ridicularmente – ao patamar de única posição socialmente aceitável, provocando os maçantes jantares aos quais o filósofo Pondé se refere com tanto bom humor.

2)- Como se fossem uma decrépita cerimônia ritual onde os velhos fiéis de uma religião sem fé bajulam-se mutuamente, em um mecanismo de auto-afirmação que é a antítese perfeita dos cultos religiosos onde os fiéis confortam-se uns aos outros. Nem mesmo nisso eles são originais.Realmente, o diabo só faz mesmo tocar cover das canções do Céu aqui na terra.

3)-E o ateísmo é aborrecido, porque auto-limitado. Porque pobre, raso, estéril. Incapaz de satisfazer aos anseios humanos mais profundos – insistindo em ficar às margens e negar a existência do oceano que se descortina diante dele.

4)- Um bufão que se julga rei, emitindo ordens disparatadas em sua estultície e rasgando as vestes, espantado, ao perceber serem bem poucos os que o levam minimamente a sério para além das mesas dos “jantares inteligentes”,que é um mecanismo encontrado de auto-afirmação que é a antítese perfeita dos cultos religiosos onde os fiéis confortam-se uns aos outros.

Trocaram seis por meia dúzia.


Por gentileza, quando o último ateu sair, apague a luz por favor.

Anônimo
18 de março de 2012 23:23

2- O universo foi gerado do Big- Bang ou "colapso matéria e anti-matéria". (Pergunta que NÃO CALA: E o que gerou o Big Bang?)

Quem disse que o universo foi gerado do big bang?

O big bang explica a evolução inicial do universo e não sua criação.

Sobre a criação do universo ainda não foi explica e nem tem as respostas.

Mais essa é a falacia do ciclo vicioso que todo crente usa.

Ai vão perguntar oque gerou a causa primordial do big bang.

E vão entrar numa desonestidade intelectual , pois vão falar que o que gerou foi deus , mais se você perguntar oque gerou deus eles vão dizer que não precisou ser gerado.

Pois para eles para toda causa tem uma consequencia , exceto deus.

E mesmo se não for explicado o inicio do universo.
Isso não é evidencia para a existencia de uma divindade.
A falta de evidencia em uma coisa , não cria evidencia para outra.

Veja isso: (falacias)

Deus das lacunas:
Responder a questões sem solução com explicações sobrenaturais e/ou que não podem ser comprovadas.
Ex.: Os passageiros do avião sobreviveram porque Deus interveio no acidente.

Apelo à ignorância:
Tentar provar algo a partir da ignorância quanto à sua validade.
Ex.: Ninguém conseguiu provar que o universo foi criado, então deus criou.

19 de março de 2012 22:06

Prezado anônimo falacioso e enrolado em malabares ateísticos:

Realmente está a cada dia mais difícil para o malabarismo ateu tentar explicar esta enrrolação achológica, pois como explicar dentro deste espaço de tempo evoluções hierárquicas de vários níveis de vida, se a Soma destas evoluções em milhões, ou bilhões de anos , como eles mesmos sustentam ultrapassam em muito este espaço de tempo da criação ?


Se duvidam, façam as contas para cada conjunto de processos evolutivos.

Simlples ou difícil de responder ?

Shalom !!!

Anônimo
19 de março de 2012 22:16

Isso te responde:

http://www.youtube.com/watch?v=IOVWnbiLCUY

Anônimo
19 de março de 2012 22:22

o video acima vai mostrar oque o crentes usam nos debates , apois isso me diga.

19 de março de 2012 23:27

Seja verdadeiro e responda em qual vc se enquadra ?

FALÁCIAS E ARGUMENTOS MAIS USADAS PELOS ATEUS:


Na lógica e na retórica, uma falácia é um argumento logicamente inconsistente, sem fundamento, inválido ou falho na capacidade de provar eficazmente o que alega.

VEJAMOS AS FALÁCIAS MAIS COMUNS:

1)- Apelo à emoção:Recorrer à emoção para validar o argumento.Ex.: Apelo ao júri para que contemple a condição do réu, porque ele é um homem de princípios.

2)- Apelo à novidade:Argumentar que o novo é sempre melhor.Ex.: Na filosofia, Sócrates já está ultrapassado. É melhor Sartre, pois é mais recente.

3)- Apelo ao preconceito:Associar valores morais a uma pessoa ou coisa para convencer o adversário.Ex.: Uma pessoa religiosa como você não é capaz de argumentar racionalmente comigo.A pessoa é estigmatizada e não a lógica do argumento.

4)- Apelo ao ridículo:Ridicularizar um argumento como forma de derrubá-lo.Ex.: Saci-Perêrê não Existe, logo, Deus não existe.

5)- Apelo à ignorância:Tentar provar algo a partir da ignorância quanto à sua validade.Ex.: Ninguém conseguiu provar que Deus existe, logo ele não existe.

6)- Egocentrismo ideológico:Realizar um argumento de forma parcial e tendenciosa.Ex.: O comunismo é o ideal, pois FULANO, sicrano, ou beltrano afirmou assim...

7)- Falácia genética:Consiste em aprovar ou desaprovar algo baseando-se unicamente em sua origem.Ex.: Você gosta de chocolate porque seu antepassado do século XVIII também gostava.Você só é Critão, por que nasceu num meio Cristão - Aponta-se a causa remota como o fator de validade.

8)- Falacia non causae ut causae (Falácia da falsa proclamação de vitória ou tratar como prova o que não é prova):Consiste na declaração de vitória, servindo-se de respostas fracas ou incompletamente respondidas pelo adversário, quando efetivamente os argumentos próprios não provaram logicamente a posição.
Ex.:1. O islamismo é baseado na fé.
2. O cristianismo é baseado na fé.
3. Logo, o islamismo é similar ao cristianismo.
É uma falsa aplicação do princípio do silogismo.

9)- Redução ao nazismo:Invalidar um argumento pela comparação com Hitler ou o nazismo.Ex.: Hitler acreditava em Deus, então os Cristãos não devem ser boas pessoas.

Shalom !!!

Anônimo
20 de março de 2012 00:01

Deus existe , só não ve quem não que.

Prova científica conclusiva de deus
Ai esta para os ateus de plantão:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=NjhAwvjf4lc

-

http://www.youtube.com/watch?v=wYMaTcdMmHM

Postar um comentário

Conforme a lei o blog oferece o DIREITO DE RESPOSTA a quem se sentir ofendido, desde que a resposta não contenha palavrões e ofensas de cunho pessoal e generalizados.Serão analisadas e poderão ser ignoradas e ou, excluídas.

Quem sou eu?

Minha foto
CIDADÃO DO MUNDO, NORDESTINO COM ORGULHO, Brazil
Neste Apostolado promovemos a “EVANGELIZAÇÃO ANÔNIMA", pois neste serviço somos apenas o Jumentinho que leva Jesus e sua verdade aos Povos. Portanto toda honra e Glória é para Ele.Cristo disse-nos:Eu sou o caminho, a verdade e a vida e “ NINGUEM” vem ao Pai senão por mim." ( João, 14, 6).Como Católicos,defendemos a verdade, contra os erros que, de fato, são sempre contra Deus.Cristo não tinha opiniões, tinha verdades, a qual confiou a sua Igreja, ( Coluna e sustentáculo da verdade – Conf. I Tim 3,15) que deve zelar por elas até que Cristo volte.Quem nos acusa de falta de caridade mostra sua total ignorância na Bíblia,e de Deus, pois é amor, e quem ama corrige, e a verdade é um exercício da caridade.Este Deus adocicado,meloso,ingênuo, e sentimentalóide,é invenção dos homens tementes da verdade, não é o Deus revelado por seu filho: Jesus Cristo.Por fim: “Não se opor ao erro é aprová-lo, não defender a verdade é nega-la” - ( Sto. Tomáz de Aquino)

As + lidas!

 
Support : Creating Website | Johny Template | Mas Template
Copyright © 2013. O BERAKÁ - All Rights Reserved
Template Created by Creating Website Published by Mas Template
Proudly powered by Blogger